Primeiro Smartphone com Ubuntu deve ser Lançado em 2015



  

Usuários do Gnu Linux, em especial os fãs e usuários da distribuição Ubuntu, mantido pela Canonical, esperam há muito tempo pelo smartphone que carrega o sistema operacional para desktop mais famoso do mundo dos sistemas livres e abertos. Mais precisamente, desde a mudança do nome para seu próprio ambiente gráfico e o lançamento do Ubuntu One.

Entre o ano de 2013 e início de 2014 esperávamos que o primeiro smartphone com o até então chamado Ubuntu OS fosse anunciado, porém não foi o que aconteceu.

Agora já podemos esperar mais confiantes, ou melhor, aguardar o lançamento que já está confirmado pela Canonical. O primeiro smartphone Ubuntu Mobile já foi anunciado para ser lançado no início de 2015, em um acordo entre a Canonical e a fabricante chinesa Meizu. Ambas as empresas anunciaram a novidade em suas redes de comunicação, em Novembro.

A Meizu é uma fabricante que já tem sido conhecida por produzir hardwares potentes a preços competitivos. Por isso, podemos esperar um aparelho com bom desempenho para este sistema. Um dos conceitos por trás do Ubuntu Mobile é oferecer uma experiência completa, em diversos contextos, a partir de um único dispositivo, por exemplo, conectando-o a telas maiores.

O ecossistema de aplicativos não é uma preocupação para sistemas abertos e livres, como o Ubuntu, que possui uma vasta comunidade de desenvolvedores ao redor do mundo. Além disso, o Ubuntu Mobile deverá suportar as aplicações Android.





Além da Meizu, a empresa espanhola BQ também já anunciou o lançamento de um smartphone Ubuntu. O projeto de celular modular Vsenn também menciona o Ubuntu como sistema operacional a ser suportado por este dispositivo.

Além da flexibilidade de personalizar componentes destacáveis, a Vsenn quer dar maior liberdade na escolha do sistema operacional que os usuários desejam utilizar. Por isso, além do Firefox OS e Sailfish OS, o Ubuntu já vem sendo aguardado para este lançamento que promete ser um forte concorrente do projeto Ara, da Google.

Daniel Cavalcante



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *