Nokia 230 – Novo Smartphone Barato da Microsoft



  

Aparelho possui teclado físico e bateria que dura até 27 dias.

Atualmente é cada vez mais difícil encontrarmos celulares inteligentes com teclados físicos. A tendência das telas touchscreen levou as principais fabricantes do mundo a investirem nos teclados virtuais em seus aparelhos. No entanto, a Microsoft não esqueceu dos que gostam da sensação de digitar em teclados físicos e anunciou dois novos aparelhos da linha Nokia. Trata-se do Nokia 230 e do Nokia 230 Dual Sim. Ambos são voltados para países em desenvolvimento, principalmente na Índia e mercados da Ásia e Oriente Médio.

O preço adotado pela Microsoft é bastante atraente e deve conquistar o gosto dos usuários que necessitam de aparelhos básicos para o dia-a-dia. Ambos custarão US$ 55, cerca de R$ 208 na conversão direta, sem impostos.

A estrutura do Nokia 230 também é bastante atraente. Sua carcaça é feita em alumínio, o que ajuda na durabilidade e resistência do aparelho. Visto que é destinado a um público menos exigente, o novo dispositivo da Microsoft possui especificações modestas. Sua tela tem exatas 2,8 polegadas, com uma resolução de 240 x 320 pixels. Há duas câmeras com flash, uma traseira e outra frontal, de 2 megapixels.





Outro fator interessante no Nokia 230 é o fato de possuir aplicativos pré-instalados. Muitos deles são bastante úteis, como o Opera Mini (para navegação na internet), o Bing Search (para buscas online) e o MSN Weather (para previsão do tempo). Além disso, a Gameloft fornecerá um jogo gratuito para os usuários em uma lista que inclui títulos como Midnight Pool 3 e o aclamado Assassin's Creed Brotherhood.

O aparelho pesa 91 gramas e conta com o sistema operacional Nokia Series 30+. Sua bateria de 1.200 mAh e promete durar até 23 horas em conversação ou 27 dias em standby. Ele conta com uma entrada microSD, Bluetooth 3.0 com SLAM e armazenamento expansível até 32 GB via cartão de memória. Ainda não há informações se o Nokia 230 estará disponível no Brasil no próximo ano.

Por William Nascimento



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *