Dogspectus – Novo Vírus para Android



  

Malware é capaz de \”sequestrar\” o aparelho e não é preciso baixar nenhum arquivo para ser infectado.

Embora o Android seja um sistema operacional baseado no Linux, conhecido por ser extremamente seguro e rápido, o sistema operacional mobile da Google vem apresentando cada vez mais falhas e problemas que causam uma enorme preocupação nos usuários. Agora, um novo malware foi descoberto sendo altamente malicioso, não necessitando que o usuário baixe um arquivo sequer, podendo ser infectado apenas por acessar um site que conta com o vírus.

O vírus vem recebendo o nome de "Dogspectus" e a má notícia para diversos usuários é o fato de que o hospedeiro do vírus possivelmente é um site pornô, que tradicionalmente são infectados com centenas de malwares graças aos inúmeros acessos que recebem diariamente.

As informações sobre o vírus foram divulgadas pela empresa Blue Coat Systems, especialista em segurança de sistemas eletrônicos. Por outro lado, a empresa ainda deverá divulgar um outro relatório com maiores detalhes, podendo aumentar ainda mais a preocupação dos usuários quanto ao malware.

Como vem se tornando cada vez mais comum, o malware basicamente "sequestra" o dispositivo, tomando todo o controle do dispositivo e fazendo com que o usuário tenha de pagar uma quantia em dinheiro para o hacker para que assim o dispositivo seja liberado. Por enquanto, o vírus afeta apenas os usuários que possuem versões do Android entre a 4.0 e 4.3, já conhecidas nos últimos tempos por serem facilmente infectadas por hackers.





Entretanto, é importante ressaltar que o malware não é tão poderoso quanto parece, ainda mais quando comparamos com outros "sequestradores". É necessário apenas que o usuário formate o aparelho e restaure os padrões de fábrica do seu dispositivo, embora todo o conteúdo presente no mesmo seja perdido, ainda podendo ser roubado pelo hacker.

O relatório da Blue Coat Systems deixa ainda mais claro que é cada vez mais necessário que os usuários do Android usem antivírus eficientes para que não se tornarem presas fáceis para os hackers, podendo até mesmo perder um dispositivo que por vezes se gastou um bom dinheiro em poupança, por ter o dispositivo "sequestrado" por um malware.

A Google não se pronunciou a respeito da ameaça, o que possivelmente nem sequer deve acontecer por se tratar de uma versão antiga do Android, que está em questão automaticamente mais vulnerável a malwares.

Murilo Couto



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *