Fim do PDF Reader no Windows 10 Mobile



  

Microsoft abandona PDF Reader buscando aumentar o sucesso do Edge.

A Microsoft vem tomando, desde o lançamento do Windows 10 nos desktops, algumas medidas controversas que de certa forma ''forçam'' o usuário a utilizar os seus serviços ou até mesmo atualizar para a nova versão do sistema operacional da empresa. Nos dispositivos mobiles a polêmica não é diferente e agora o fim do PDF Reader, anunciado pela empresa, deve reacender essa discussão.

A partir de agora, todos os usuários do Windows 10 Mobile terão de lidar com o fim do aplicativo, anunciado pela própria Microsoft no app, tudo para privilegiar o seu ''novo'' navegador Microsoft Edge, entenda.

O objetivo da empresa estadunidense com o fim do PDF Reader é fazer com que os usuários, ao menos do Microsoft Edge, utilizem o leitor de PDF do próprio navegador ao invés de um produto externo. Não é de hoje que a empresa se esforça para fazer com que o Edge seja o leitor de arquivos em PDF utilizado pelos usuários, algo que acontece desde o ano passado, mas nos desktops. O PDF Reader, aliás, era um dos aplicativos mais bem avaliados e populares da loja de aplicativos do sistema da Microsoft.





A medida é polêmica pelo fato de, de certa forma, limitar as opções do usuário, visto que praticamente todos os usuários preferiam o PDF Reader ao leitor padrão do próprio navegador Edge, embora por outro lado isso signifique que a empresa deva investir em mais recursos e ferramentas para o leitor do navegador, o que pode ser algo positivo, certamente, por outro lado.

Já a dúvida que fica entre os usuários é se ao menos de imediato o Microsoft Edge terá todas as ferramentas necessárias para suprir as necessidades dos usuários ou se ainda será necessário esperar até que o navegador da empresa receba mais funcionalidades.

Todavia, isso não quer dizer que você não poderá utilizar outros leitores de PDF para abrir esses arquivos, que estão disponíveis para o sistema da Microsoft, este aliás, é um ponto a se ressaltar, visto que a medida da Microsoft pode se tornar um tiro no pé exatamente por acabar abrindo o caminho para que os usuários que não gostam do leitor de PDF do Edge, optem por um serviço externo, mas que sequer é da própria Microsoft. Resta aguardar.



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *