Modelo conta com ótimas características como uma tela grande, bastante memória e câmeras de qualidade.

Se seu sonho é um Smartphone avançado de excelente qualidade, que não vai travar ou ficar lento ao rodar aquele jogo que você adora, uma tela grande, bastante memória para instalar todos seus aplicativos e câmeras de qualidade para suas fotos, uma boa escolha é o Samsung Galaxy A8.

O Galaxy A8 possui uma excelente configuração, com o sistema operacional Android 5.1 Lollipop, uma das versões mais atuais do sistema para você não ter problemas de compatibilidade de seus aplicativos, 2 GB de memória RAM para rodar até os aplicativos mais exigentes, tela de 5.7 polegadas com 1920 x 1080 pixels de resolução, capacitiva, com a tecnologia super Amoled para aumentar a qualidade da imagem proporcionando mais nitidez e cores vibrantes nas suas fotos e vídeos, processador Quad-Core 1.5 GHz Cortex-A53 + Quad-core 1.0 GHz Cortex-A53 de velocidade.

Para tirar fotos e gravar vídeos possui duas câmeras, a traseira 16 megapixels com uma incrível resolução de 5312 x 2988 pixels e flash de LED, a dianteira possui 5 megapixel, faça suas selfies com ótima qualidade, conta também com flash de LED, e as duas com estabilização digital, detecção facial. Os seus vídeos serão um full HD com 30 FPS de gravação nas duas câmeras.

Na parte de armazenamento interno temos uma excelente capacidade de 32 GB expansível com cartão de memória do tipo micro SD Até 128 GB. Na conectividade temos o LTE 4G fornece uma excelente velocidade de navegação, o Wi-Fi padrão 802.11b/g/n com Wi-Fi Direct e Wi-Fi hotspot, Bluetooth 4.0 com LE/EDR/A2DP e excelente velocidade de transferência, entrada USB 2.0 micro e A-GPS/GLONASS e velocidade máxima de download de 300 Mbps e velocidade máxima de upload de 50 Mbps.

Sua bateria é de lítio com 3050mAh, com ela você possui autonomia em modo de espera de 304 horas e consegue usufruir de toda tecnologia que o dispositivo oferece ser ficar na mão com a bateria descarregada, suas dimensões de 158 x 76.8 x 5.9 mm, o colocam entre os diapositivos mais finos da categoria com mínimos 5.9 milímetros de espessura e por consequência um peso de apenas 151 gramas, sensor de impressão digital para uma maior segurança.

Por Adriano Malaquias

 

Samsung Galaxy A8


Com este modelo a empresa espera alcançar novos consumidores, principalmente pelos preços atrativos dos aparelhos.

O Smartphone Alcatel Pixi 4 Colors é uma aposta da Alcatel para aumentar suas vendas no mercado brasileiro, com uma configuração que mescla alguns componentes antigos aliado a recursos bem atuais, a empresa espera alcançar novos consumidores, principalmente pelos preços atrativos dos aparelhos.

O Pixi 4 Colors com a tela de 4.0 polegadas possui um processador antigo, o Quad Core 1.3Ghz de velocidade, conta também com 1 GB de memória ram e 8 GB de memória interna expansível até 32 GB com um cartão microSD.

O dispositivo usa como sistema operacional o Android 6.0 Marshmallow, esta versão possibilita o uso do cartão microSD como armazenamento interno o que compensa a pouca memória interna disponível. Este recurso é interessante, pois possibilita que o usuário instale aplicativos no cartão de memória e a perda de performance acontece porque o acesso ao cartão é mais lento que o da memória interna.

Se você gosta mesmo é de tirar fotos e principalmente selfies, as câmeras vão atender bem esse quesito, a traseira com 8 megapixels e flash tira fotos de alta qualidade e a dianteira com 5 megapixels e flash para você caprichar nas selfies mesmo em ambientes escuros. A tela de 4.0 polegadas é de alta resolução com 800×480 pixels.

Ele vem com dual sim desbloqueado, o chip é do tipo micro e internet 3G, a bateria com apenas 1500mAh de capacidade deixa a desejar e com certeza vai exigir uma maior quantidade de recargas dependendo do uso do Smartphone, mas em modo de espera o manual fala em até 21 dias.

A versão com tela de 5.0 polegadas de alta resolução com 854×480 pixels, já vem com um cartão MicroSD DE 8 GB incluído, suas câmeras dianteira e traseira possuem flash e contam com 8 megapixel, internet 3G e 4G, a bateria com 2000mAh de capacidade.

A versão com tela de 6.0 polegadas de alta resolução com 960×540 pixels, já vem com um cartão MicroSD de 16 GB incluído, Android 5.1 Lollipop, sua câmera dianteira com 8 megapixel e a traseira com 13 megapixel, internet 3G+, a bateria com 2600mAh de capacidade.

A versão com tela de 3.5 polegadas de alta resolução com 960×540 pixels, 4 GB de memória interna e 512 de RAM, processador de 1 Ghz, Android 5.1 Lollipop, sua câmera dianteira com 1.3 megapixel e a traseira com 5 megapixel, internet 3G, a bateria com 1500mAh de capacidade.

Estas são as versões, desde a mais básica com tela de 3.5 polegadas custando em média, R$ 270,00 até o de tela com 6.0 polegadas saindo a R$ 580,00. Ótimos preços para dispositivos modestos, melhor custo benefício o de tela com 4 polegadas saindo a R$ 329,00.

Por Adriano Malaquias

Alcatel Pixi 4 Colors


Nova atualização permite alterar a fonte do texto das conversas.

Disparado como o mensageiro mais utilizado em todo mundo, o WhatsApp não para de inovar e de se modernizar, correndo sempre na frente e não dando espaço para que outros recursos roubem o seu espaço e os seus usuários. Duvida?

Pois a prova disso é a sua nova atualização que permite alterar a fonte do texto das conversas. Disponível na versão beta 2.16.179, o recurso abrange os aparelhos celulares com sistema Android e iPhone iOS. Além destes, quem for utilizar o aplicativo pelo WhatsApp Web, diretamente no seu computador, também já encontrará a opção.

Além da formatação em riscado, negrito e itálico, que chegou aos aparelhos no mês de abril, utilizando respectivamente palavras entre sinais de (~), (*) e (_), também é possível agora trocar o estilo de letra na conversa para a FixedSys Foont. Com um tamanho maior e mais espaçado entre os caracteres, a fonte permite também uma combinação de várias formatações ao mesmo tempo, por meio de combinação de códigos. Até então, isso só era possível com aplicativos externos que alteravam a configuração do texto.

Para usar, portanto, é muito simples. É preciso colocar três acentos graves (“`) no começo e no final de cada frase. Logo ao digitar, já é possível visualizar a mudança. Depois é só enviar. Além disso, a letra também pode ser alterada adicionando um emoji na frase. É fundamental saber também que a troca de fonte independe da utilização de ambos da versão mais recente do aplicativo e, dessa forma, todos conseguirão ver a mensagem.

Apesar de ainda não ter sido liberada para todos os usuários, as promessas são de que essa fonte venha para ficar. Ainda em fase de testes, a sua utilização tem sido importante, por exemplo, para destacar alguns comentários ou frases que se sobressaem às demais. É notável, todavia, que a utilização excessiva do FixedSys acaba se tornando cansativa, não sendo indicada para textos muito longos.

Apesar de ainda não se tratar de uma grande variedade de fontes, pode-se ver que caminhamos para que isso seja objetivado e, ainda, que inúmeras outras mudanças ocorram no que diz respeito ao app. Pelo menos é o que podemos observar diante de tantas alterações e opções que tem chegado aos usuários nas mais recentes atualizações. Resta esperar pelo que ainda virá.

Por Kellen Kunz

WhatsApp

Foto: Divulgação


Confira aqui as configurações e o preço do novo smartphone da LG no Brasil.

A fabricante sul-coreana LG anunciou o lançamento de seu mais novo smartphone no Brasil, o LG G5 SE. Trata-se de uma versão mais simplificada de seu principal smartphone, o LG G5, lançado no mundo todo recentemente. Apesar de ter configurações inferiores comparado ao G5, o G5 SE será vendido no Brasil por um preço considerado alto para o mercado atual. O smartphone custará R$ 3.499, com o módulo LG CAM Plus gratuito para os primeiros compradores.

As configurações do LG G5 no mercado internacional acompanham um Qualcomm Snapdragon 820 e 4 GB de memória RAM. No Brasil, a versão é consideravelmente menos potente, com um Snapdragon 652 e 3 GB de memória RAM. O Snapdragon 652 conta com oito núcleos, rodando a 1,8 GHz, sendo quatro ARM Cortex A72 e quatro ARM Cortex A53. 

O aparelho chega para concorrer com os principais smartphones topo de linha do mercado, que apresentam especificações similares ou até superiores.

Segundo a LG mencionou no evento de lançamento do G5 SE no Brasil, a substituição do Snapdragon 820 pelo 652 não deve interferir na experiência de uso do smartphone, tendo em vista que ele deverá continuar com processamento rápido como os mais modernos smartphones disponíveis no mercado atual. Além disso, a escolha por um processador mais limitado certamente diminuiu o preço do aparelho, apesar de ainda ser considerado caro.

O grande diferencial da linha G5 são seus módulos que podem ser substituídos sempre que o usuário achar necessário. A LG venderá quatro módulo para seu novo aparelho no Brasil. Trata-se do LG Cam Plus (R$ 649), G5 Hi-Fi Plus (R$ 1.299), Cam 360 (R$ 1.799) e G5 B&O (R$ 1.399). Vale a pena ressaltar que estes não são todos os módulos disponíveis para a linha G5 & Friends.

O LG G5 SE, que roda o Android 6.0 Marshmallow, tem uma tela de 5,3 polegadas, com resolução QuadHD (1440 x 2560 pixels). Ele também conta com duas câmeras de qualidade. A frontal tem 8 megapixels, enquanto a câmera traseira tem 16 megapixels, foca a laser, possui abertura f/1.8 e flash LED. Sua bateria é de 2.800 mAh e ele conta com 32 GB de armazenamento interno, expansível via cartão microSD de até 2 TB.

Por William Nascimento


Novos aparelhos devem ser apresentados no dia 12 de junho. Confira as suas configurações.

A Huawei agendou para dia 12 de junho de 2016 a realização de um evento, onde reunirá sua equipe de palestrantes para que sejam apresentados os mais novos celulares intermediários da marca. Eles são o Honor 5A e também o 5A Plus, os quais dão continuidade à linha de aparelhos smartphones médianos, que tornaram-se mais baratos, devido o uso de carcaças de plástico e peças alternativas.

A empresa chinesa publicou em sua conta oficial no Weibo (uma famosa rede social da Ásia) uma imagem como uma espécie de convite para a cerimônia contendo informações como dia, horário e local do evento. Apesar de ainda não terem sido publicadas as informações técnicas de ambos os smarthpones, já rola alguma especulações, veja abaixo:

Huawei Honor 5A

  • Tela com resolução HD (1280 x 720 pixels) e 5 polegadas
  • Armazenamento interno com 16 GB de memória
  • Memória RAM de 2 GB
  • O Chipset ainda não teve marca divulgada
  • Entrada para cartão microSD
  • 2 megapixels na Câmera frontal
  • Câmera principal com 13 megapixels
  • Processador de 1.2 GHz de quatro núcleos
  • Acesso às redes 4G LTE
  • As dimensões são de 143,8 x 72 x 8,9 mm
  • Bateria de 2.200 mAh
  • Pesando 138 gramas
  • Sistema operacional Android 5.1 Lollipop, modificado com a própria interface da Huawei, EMUI

Huawei Honor 5A Plus

  •  A tela é um pouco maior que o smartphone acima, sendo de 5,5 polegadas, com resolução HD de 1280 x 720 pixels
  •  Memória RAM de 2 GB
  • Armazenamento interno com 16 GB de memória
  • Entrada para cartão microSD
  • Processador de 1,8 GHz, com oito núcleos
  •  O chipset deste aparelho também não foi informado
  • Câmera principal com 13 megapixels de resolução
  • Câmera frontal com 8 megapixels de resolução
  • Pesando 168 gramas
  • As dimensões são de 154,3 x 77,1 x 8,45 mm
  • Bateria de 3.000 mAh
  • Acesso às redes 4G LTE
  • O sistema operativo é o Android 5.1 Lollipop, também modificado pela própria interface da marca, EMUI

A empresa sacrificou alguns aspectos para que os aparelhos pudessem ter um alto nível de custo benefício, apesar dos valores ainda não terem sido divulgados. A empresa pretende mantê-los em um padrão intermediário.

FILIPE R SILVA


Smartphone teria design diferente e ganharia botão \”home\” físico e chassi em metal.

A Lenovo decidiu enfim modificar a aparência do Moto X, algo que já era esperado e prometido pela marca que manteve a linha “Moto” com o sufixo “by Lenovo”. Acontece que no fim de 2015, uma imagem do que seria o novo Moto X (a ser lançado em 2016) vazou na internet e não foi levada à sério até a manifestação de Evan Blass em seu Twitter ( @evleaks) – o especialista em vazamentos comentou ainda: “Who woulda thunk it? Turns out this is 100% real”. ( “Quem pensaria isso? Acontece que ele é 100% real.” ).

As renderizações do aparelho voltaram a aparecer, mostrando bordas arredondadas e traseira plana com o logo Motorola e uma câmera protuberante, que lembra muito a usada no Lumia 950 XL. Além disso, é possível ver na imagem pinos dourados, com um suposto plug no centro. Os pinos levantaram a hipótese de o Moto X 2016 utilizar um carregador similar ao Smart Connector da Apple. Outro ponto é o botão “Home” físico – diferente de versões antecessoras da linha, que de acordo com boatos, estaria trazendo a leitura biométrica ao Moto X.

O chassi de metal traz grandes mudanças, mas o que se vê é que o modelo não agradou o antigo público do Moto X, que discute que a Lenovo teria tirado a identidade do celular. Particularmente – como usuário e consumidor – o design também não me agradou, abandonando a traseira arredondada e os Speakers na parte inferior do aparelho. Os usuários ainda dizem sobre um design genérico trazido pelas empresas chinesas, que estão tomando conta desse mercado.

Sobre os componentes do smartphone, ainda sabe-se pouco, é sabido apenas de um SoC Snapdragon 820 e 4 GB de RAM. Numa outra imagem do TechWeb pôde-se ver um cano de refrigeração como o do Xperia Premium. Diz-se que o aparelho rodará com o sistema operacional Android 6.0.1 Marshmallow.

Ainda com as imagens lançadas, é possível observar no visor do celular uma data, remetendo ao dia 24 de Agosto, possível lançamento do aparelho segundo os internautas. Ao contrário disto, o CEO da Lenovo, Yang Yuanqing, durante uma apresentação sobre um lançamento de uma subsidiária da Lenovo, disse que em 9 de Junho seria apresentado o novo Smartphone da linha Moto. É importante lembrar que já em 17 de Maio, a nova geração do Moto G também será apresentada.

Tobias Lobo C.


Empresa não explicou o motivo para a ausência do suporte a nova tecnologia.

A Sony anunciou recentemente após a feira MWC (Mobile World Congress) que iria acabar com a linha de smartphones "Z", antiga família de smartphones tops de linha da fabricante nipônica, para dar espaço a linha de smartphones Xperia "X", anunciada durante a MWC desse ano em Barcelona, na Espanha. Porém, uma nova informação a respeito da nova linha de smartphones da empresa não deve agradar nem um pouco os usuários: Os novos dispositivos não contarão com suporte a tecnologia de carregamento rápido da Qualcomm, o Quick Charge 3.0.

A tecnologia sucessora do Quick Charge 2.0 foi lançada no ano passado, em Setembro, e faz com que seu smartphone seja carregado ainda mais rapidamente do que na versão anterior, o fato é que não apenas a Sony como outras empresas, a exemplo da sul-coreana Samsung com seus novos smartphones S7, vem deixando o Quick Charge 3.0 de fora de seus smartphones, já que ainda nem todos os chipsets possuem suporte a nova tecnologia da Qualcomm.

A empresa não se pronunciou a respeito dos motivos que a levaram a não dar suporte ao Quick Charge 3.0, porém, certamente não foi por falta de compatibilidade com os chipsets dos smartphones, já que tanto o Snapdragon 650 como o Snapdragon 820, os dois chipsets presentes nas versões do Xperia X, possuem suporte a tecnologia. No caso da Samsung, citado anteriormente, o motivo dado foi que o chipset Exynos 889, da própria sul-coreana, não possui compatibilidade com o Quick Charge 3.0, diferente do Snapdragon 820, também usado em seus novos smartphones.

Nesse quesito ao menos o LG G5, da também sul-coreana LG, sai na frente dos novos dispositivos da Samsung e da nipônica Sony, já que o smartphone da empresa irá contar com suporte ao Quick Charge 3.0 da Qualcomm, bem como alguns outros smartphones. A dúvida nesse caso é se o G5 será bem aceito por aqui, já que o dispositivo contará com uma versão bem mais simples para o mercado latino-americano do que para o restante do mundo, o que acabou enervando diversos consumidores que gostariam de contar com o dispositivo com toda sua potência anunciada.

Por João Trajano


Vendas do novo aparelho da Samsung começará no dia 2 de abril e os preços variam de R$ 3.799 a R$ 4.299.

No Brasil, não há como negar que a Samsung é uma das fabricantes que dominam com supremacia não só o mercado, mas também a preferência dos consumidores quando o assunto é smartphones. E a fim de se manter na vanguarda da preferência de vendas no mercado nacional que a Samsung está lançando, no Brasil, os seus novos smartphones topo de linha, aparelhos estes que começarão a ser comercializados pela empresa por aqui a partir do dia 02 de abril.

Mesmo chegando ao Brasil 40 dias após ser lançado no mercado global, os aparelhos S7 e S7 Edge chegaram ao mercado com um preço de aquisição mais em conta se comparado aos seus principais concorrentes da Apple, uma vez que os modelos têm preços sugeridos em R$ 3.799 (para o S7) e R$ 4.299 (para o S7 Edge), enquanto os modelos de ponta da concorrente, os novos iPhones, possuem valores de comercialização que variam entre R$ 3.999 (para o iPhone 6S de 16GB) a R$ 4.899 (para o iPhone 6S Plus de 128 GB).

Aqui no mercado nacional estes novos aparelhos da Samsung serão comercializados nas cores preta, dourada e prata. Para aqueles que necessitam de uma capacidade maior de armazenamento de dados, a notícia que não irá agradar é a de que o produto não será mais disponibilizado na versão com 64 GB, sendo que a versão que terá maior capacidade de armazenamento será a de 32 GB.

A grande novidade que será trazida por estes modelos é a presença da câmera Dual Pixel, que juntamente com uma maior abertura do sensor proporcionou ao aparelho uma sensibilidade à luminosidade 56% maior que a do S6. A câmera frontal do aparelho continua com os mesmos 5 megapixels do S6, contudo a câmera da retaguarda possui uma resolução de 12 MP, valor este que sofreu uma redução se comparado à câmera traseira do S6, que continha 16 MP, todavia convém ressaltar que esta redução de megapixels não serve para mensurar uma pior qualidade de fotografias em relação ao modelo anterior.

A tela deste novos aparelhos ficam ligadas definitivamente, isso graças à nova tecnologia inserida nos displays chamada Always-On, com essa tecnologia a exibição das horas, notificações de mensagens e chamadas, bem como desenhos simples que podem ser utilizados para personalizar o display, são exibidos continuamente, de modo que esta função consome apenas 1% da bateria do aparelho por hora.

Com relação ao design, os modelos ficaram similares aos modelos anteriores, da linha S6, porém, voltaram a ser à prova d’água, sendo que eles podem ficar submersos ao limite máximo de uma profundidade de 1,5m pelo período de 30 minutos.

Por Adriano Oliveira


Modelo apresenta diversas novidades, entre elas destaca-se o fato dele ser à prova d?água.

Não há como negarmos que o smartphone da Motorola, Moto G, é realmente um sucesso de venda e de aceitabilidade no mercado nacional. A fim de continuar com esse sucesso, agora a mais nova aposta da fabricante está em torno do aparelho Moto G 3ª geração.

Apesar de ser um modelo intermediário da marca, o Moto G 3ª geração se tornou também um sucesso devido ao fato de seu preço estar dentro da realidade financeira de grande parte dos consumidores brasileiros.

Dentre as novidades trazidas por essa nova geração estão a parte traseira que nessa versão contém uma parte metálica ao redor da câmera, há também a presença de uma borda de metal que envolve o aparelho por completo. O material que foi utilizado para compor o corpo dessa versão do Moto G foi modificado, sendo que o material escolhido foi um plástico que possui uma texturização, a qual tem a finalidade de dar uma maior segurança na pegada dos usuários.

Para aqueles que gostam de telefones com dimensões maiores, essa 3ª geração do Moto G acabou ganhando alguns poucos milímetros haja vista que o aparelho ficou com as seguintes dimensões: altura de 142,1 mm, largura de 72,4 mm e uma espessura curva que contém uma variação entre 6,1 mm e 11,6 mm.

Os interessados em adquiri-lo irão encontrar nas lojas nas cores branca ou preta, contudo no interior de sua caixa, o aparelho vem de fábrica com outras duas opções de capinhas coloridas.

Outro grande atrativo que essa versão do Moto G traz é o fato dele ser à prova d’água, sendo que o aparelho pode ser submergido em uma profundidade de até 1 metro pelo período máximo de aproximadamente 30 minutos, porém convém ressaltar que não é possível fazer a utilização das funções do aparelho enquanto ele está submerso.

Este novo Moto G conta com uma câmera traseira que tem a presença de duplo flash e 13 megapixels e a frontal de 5 megapixels. Com relação às demais configurações do aparelho, o processador utilizado foi um quad-core de 1,4 Ghz, 2 GB de memória RAM e capacidade de armazenamento com versões de 16GB e 8 GB, a qual pode ser expandida por meio da utilização de cartão microSD.

O aparelho pode ser adquirido pelos consumidores nas lojas por uma variação de preços entre R$ 849 até R$ 979, de acordo com a versão que for escolhida. Logo, para quem procura um bom smartphone e com o valor mais acessível o Moto G 3ª geração é uma excelente opção.

Por Adriano Oliveira

Moto G 3

Foto: Divulgação


Aparelho chega ao Brasil custando mais que o iPhone 6S Plus e Galaxy S6 Edge+.

O novo smartphone top de linha da Sony foi anunciado há algum tempo e está se preparando para chegar ao Brasil. O Xperia Z5 Premium é o primeiro aparelho do mundo a entregar ao usuário uma tela com resolução em 4K (ultra-alta-definição), a maior disponível no mercado. Isso significa que o aparelho de 5,5 polegadas tem uma resolução de 2.160 x 3.840 pixels.

Especialista em sensores para câmeras (a empresa fabrica os sensores do iPhone), a Sony entrega uma câmera com incríveis 23 MP na traseira e 5 MP na câmera frontal.

A bateria, em seu modo econômico, pode manter o celular ligado por dois dias, um bom diferencial nos tempos em que autonomia é cada vez mais importante. O Xperia Z5 Premium vem com uma memória RAM de 3G e 32GB de armazenamento interno, este pode ser expandido para até 200GB através de cartão de memória.

O aparelho deve ser também um dos mais caros disponíveis no país. O preço da versão mais simples deve ficar em torno dos R$ 4.699. Enquanto isso, Apple (iPhone 6S Plus) e Samsung (Galaxy S6 Edge+) oferecem seus top de linha por R$ 4,6 mil e R$ 3,9 mil, respectivamente.

Diversas lojas nacionais já começaram a anunciar uma pré-venda dos aparelhos, mas nenhuma grande varegista anunciou uma data para a entrega dos aparelhos. Apesar do preço alto, espera-se uma queda gradativa com o passar dos meses.

Para os amantes da marca, o lançamento pode significar também a chegada de uma nova era na companhia japonesa, uma vez que o Xperia Z5 Premium deve ser o último aparelho da linha Z. A empresa deixará de fabricar mais modelos da linha Z para se dedicar ao novo top de linha, que receberá a sigla X. Dentre os diversos modelos apresentados ao mercado, o de maior destaque é o Xperia X Performance, que deverá concorrer diretamente com o Galaxy S7.

"A linha Xperia Z atingiu o seu ponto culminante – a série Xperia X representa um novo capítulo e evolução da nossa estratégia de produtos", disse a Sony em nota divulgada no mês passado.

Por Fhilipe Pelájjio


Positivo One custa R$ 429 e Positivo P28 custa R$ 219.

A Positivo, uma das maiores fabricantes de computadores do mundo, comunicou o lançamento de 1 smartphone e de 1 celular clássico, ambos com preços acessíveis no Brasil. Batizados de Positivo One e Positivo P28, os dispositivos já se encontram à venda.

O Positivo P28 chega às lojas com preço de R$219,00, já o Smartphone Positivo One pode ser adquirido por R$429,00. Embora as configurações sejam simples, os aparelhos são uma ótima oportunidade para quem não está podendo gastar tanto ou até para pessoas que não necessitam de tanto desempenho. De acordo com a fabricante, a relação custo benefício é um fator compensatório.

O modelo Positivo One possui processador dual-core de 1.3GHz e memória RAM de pouco mais de 500 MB. O sistema operacional utilizado é o Android 5.1. Os 08 GB de armazenamento interno podem ser estendidos com cartão de memória de até 32GB. Com tela de 04 polegadas, os usuários contam ainda com câmera traseira (3,2 MP) e frontal (1,3MP), além do suporte a dual-SIM.

O público alvo do aparelho são aqueles usuários menos exigentes que utilizam o celular para ter acesso a redes sociais, navegação na internet, entre outros. Apesar do design não ser muito inovador e de o aparelho estar disponível apenas nas cores dourada e preto, o preço de R$429,00  compensa e vale o investimento.

No caso do Positivo P28, embora este não seja considerado um smartphone, o celular possui 32MB de memória RAM e processador básico de 260Mhz. O espaço destinado para manter arquivos é de 24 MB e este pode ser ampliado através de cartão microSD para até 8GB. Outro aspecto interessante é que ele toca músicas em formato MP3 e possui também a função de rádio. Há ainda uma série de outros recursos com bastante utilidade como entrada micro USB, câmera traseira e Bluetooth. À venda apenas na cor preta, o celular possui tela de 2,8 polegadas e é ideal para aqueles que desejam apenas realizar ou receber ligações ou ainda enviar mensagens SMS.

É interessante destacar que o P28 foi desenvolvido com base em pesquisas feitas pela Positivo. Estas apontaram que existe uma parcela de pessoas que não vê necessidade em adquirir um smartphone, sendo assim, preferem comprar um celular mais clássico que corresponda a simples expectativas.

Por Beatriz 

Smartphone e celular da Positivo

Foto: Divulgação


Desbloqueio foi realizado através de um dedo de argila com impressões digitais do dono do aparelho.

A Apple, bem como outras empresas do ramo, vem investindo fortemente na tecnologia que permite ao usuário não somente desbloquear seu smartphone com suas impressões digitais, como também permite ao usuário poder deixar as senhas de lado, facilitando sua vida. Porém, é claro que mesmo com a tecnologia sendo confiável, ainda há maneiras de burlar tal segurança, uma delas foi demonstrada durante a feira MWC (Mobile World Congress) desse ano, na cidade de Barcelona, na Espanha.

A empresa da maçã vem usando o leitor de impressões digitais desde o iPhone 5S, porém, um grupo de pesquisadores presentes na MWC mostrou que embora de fato a tecnologia seja segura, ainda há brechas para desbloquear o smartphone sem necessariamente ser por meio do usuário. A demonstração usou um dedo em argila.

O Vkansee é o grupo de pesquisadores que utilizou um dedo em argila do próprio presidente da empresa, Jason Chaikin, para desbloquear o dispositivo da Apple.

É evidente que dificilmente alguém perderá seu tempo e se arriscará com um tarefa tão bizarra quanto esculpir o dedo de um pessoa sem que ela perceba para poder utilizar seu iPhone, que ainda precisaria ser roubado, mas é claro que não deixa de ser uma demonstração de que sim, é possível desbloquear os aparelhos da Apple com o Touch ID, sem ser por meio do usuário.

Segundo Chaikin, seu objetivo não foi simplesmente desmerecer o serviço da Apple apontando falhas para o sistema, mas sim mostrar que embora extremamente útil e mais seguro do que as senhas, ainda é preciso aprimorar o Touch ID, bem como outros smartphones que contam com o leitor de impressões digitais.

A Apple anunciou que não irá comentar o caso, mas assegurou que o Touch ID é uma opção segura para seus usuários e que após apenas 5 tentativas falhas de se desbloquear o smartphone com as impressões digitais do usuário, é necessário que o mesmo insira uma senha pré-definida. Na rede, o feito comprovado por Chaikin parece não ter preocupado muito os usuários, já que como mencionado, seria um tanto como bizarro alguém fazer algo do gênero para poder desbloquear seu iPhone.

Por Isis Genari


Função faz com que o microSD e o armazenamento interno se tornem um só, aumentando também o armazenamento para aplicativos e jogos.

Uma das novidades trazidas pelo Android Marshmallow aos smartphones com Android, é a possibilidade de se guardar conteúdos como jogos e aplicativos, diretamente no microSD do smartphone, graças a função Android Adoptable Storage que permite ''unificar'' a memória interna do dispositivo, com o microSD do usuário. Porém, por mais incrível que pareça, tanto o LG G5 como o Samsung Galaxy S7, novos high-ends de ambas as empresas, anunciados na MWC deste ano em Barcelona, na Espanha, não possuirão suporte a tal tecnologia.

A tecnologia acaba por facilitar a vida dos usuários, já que ela faz com que microSD e armazenamento interno se tornem um só, aumentando também o armazenamento para aplicativos e jogos em si. Embora já fosse possível fazer tal ato por meio de modos ''alternativos''.

Um dos pontos que chamam a atenção nessa polêmica, é que o Galaxy S6 acabou sofrendo uma enxurrada de críticas por parte dos usuários pelo fato de não possuir suporte aos cartões microSD, considerando um ponto não somente negativo como extremamente decepcionante do smartphone, que a empresa sul-coreana tratou de consertar no Galaxy S7, porém, surpreendendo desta vez com a notícia de que a função que garante a unificação do microSD com o armazenamento interno, e facilita a vida do usuário, não estar presente no aparelho.

A justificativa usada pela Samsung por não incluir o novo modo trazido pelo Android Marshmallow, é que com a unificação feita pelo modo, o usuário não poderia tirar nunca mais o microSD de seu smartphone caso não quisesse perder seus dados, e que grande parte dos usuários, utilizada os cartões microSD apenas como uma ''ponte'' entre os computadores e seus demais dados pessoais, e os smartphones, sendo que com a formatação feita pelo modo, outros dispositivos não poderiam ler as informações de tal. Ainda é dito que a prioridade seria levar essa função, aos smartphones que possuem pouca memória interna, como apenas 8GB, e necessitam de fato, de uma função como essa.

A justificativa foi de certa forma acatada pelos usuários, já que muitos concordam que, embora a função seja um avanço, suas limitações acabam por afastar muitos usuários de tal.

A LG ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Por Isis Genari

Galaxy S7

Foto: Divulgação


Modelos Xperia X, Xperia XA e Xperia X Performance foram anunciados na MWC 2016.

A MWC (Mobile World Congress) 2016 trouxe diversas novidades para o mercado mobile, como já esperado, com as grandes empresas anunciando seus grandes lançamentos para este ano. Entre elas, a Sony, que anunciou a nova linha de smartphones ''Xperia X'', com foco nas câmeras.

No evento, a empresa já apresentou 3 modelos da nova linha, o Xperia X, Xperia XA e o Xperia X Performance, a nova linha de smartphones da empresa já irá contar com as tecnologias de seu novo sensor, como o ''Predictive Hybrid Autofocus'', que será o responsável por focar automaticamente e rapidamente, o foco da câmera do dispositivo quando o usuário for tirar fotos.

Porém, embora o objetivo dos três dispositivos seja o lado fotográfico, uma das novidades que mais chamou a atenção, senão a mais chamativa na nova linha, foi a nova tecnologia da Sony apresentada para fazer com que a bateria dos smartphones durem mais, podendo alcançar até mesmo 2 dias de uso sem a necessidade de recarga, algo excelente para os usuários que clamam por mais autonomia nos dispositivos atuais.

Quanto ao lançamento do dispositivo, a empresa nipônica não estabeleceu uma data de imediato, mas deixou bem claro que os dispositivos não devem demorar para serem lançados, devendo chegar ao mercado já nos próximos meses deste ano, possivelmente, no segundo trimestre do ano.

O design da linha possui algumas diferenças entre si, porém, trata-se de um visual bem agradável aos diferentes gostos dos usuários.

Quanto aos aparelhos em si, o Xperia X, conta com uma tela Full HD de 5 polegadas, 3GB de RAM, chipset da Qualcomm, Snapdragon 650, 32GB para armazenamento interno na versão single-SIM e 64GB para a dual-SIM. O dispositivo ainda conta com uma câmera principal extremamente potente, de 23 megapixels e uma frontal de 13 megapixels, algo raro de se ver nos smartphones de hoje, além de uma bateria que conta com 2620mAh, Android 6.0 Marshmallow e leitor de digitais no botão Home.

O Xperia XA é um modelo simples, contando com uma tela de 5 polegadas HD, 2GB de RAM, chipset da MediaTek, o MT6755, 16GB de armazenamento interno, bateria que conta com 2300mAh, além de uma câmera principal de 13 megapixels, e frontal de 8 megapixels, também com o Android 6.0 Marshmallow.

Já o Xperia X Performance é o modelo mais potente dos três, embora seja bem parecido com o Xperia X em alguns pontos, contando também com uma tela de 5 polegadas Full HD, chipset Snapdragon 820, da Qualcomm, 3GB de memória RAM, 32GB de armazenamento interno na versão single-SIM do aparelho e 64GB na dual-SIM, bateria de 2700mAh, câmera principal de 23 megapixels e frontal de 13 megapixels, leitor de impressões digitais junto do botão home e também com o Android 6.0 Marshmallow.

Por Isis Genari

Sony Xperia X

Foto: Divulgação


Aparelho está mais moderno e estiloso. Principal novidade é a possibilidade de conectar acessórios para melhorar o aparelho.

A LG confirmou os rumores e lançou recentemente o G5, um dos smartphones top de linha mais esperados do ano. Com design moderno e corpo metálico, a marca preservou a possibilidade de remoção da bateria e inovou em funcionalidades que permitem gravação em 360º e também possibilitam a transformação do dispositivo em uma caixa de som.

O G4, antecessor da linha, também possibilitava a remoção da bateria, esta ação, no entanto, era feita através da parte traseira do dispositivo. Agora, no G5, o acessório pode ser retirado pela parte inferior do smartphone. O conceito Magic Slot é bastante explorado e significa o funcionamento em uma espécie de “gaveta”.

Juno Cho, responsável pela divisão mobile da marca, ressaltou que anteriormente os consumidores precisavam optar por conveniência ou design. Com o G5 e seu conceito o modular, ambos os diferenciais podem ser obtidos.

O G5 pode facilmente se transformar em uma câmera digital com desempenho profissional, para tanto, basta que um gadget seja encaixado ao aparelho. Uma das apresentações da empresa foi a LG360Cam, capaz de capturar fotos, imagens e vídeos em 360º, com opção de upload para o Youtube ou Google StreetView. Os acessórios adicionais prometem transformar o celular para atender a outras necessidades de maneira satisfatória.

Outra inovação é a “tela que nunca apaga”, ou seja, a exibição de notificações permanecerá sempre ligada. A empresa usou a justificativa de que usualmente as pessoas “acendem” a telas 150 vezes por dia. É muito válido ressaltar que, segundo a empresa, esta funcionalidade praticamente não irá afetar o desempenho da bateria.

Já no fator potência, o dispositivo chega com tela de 5,3 polegadas, processador Snapdragon 820 quadcore, 4GB de RAM, entrada USB-C (padrão novo), leitor de impressão digital, Câmera frontal de 8MP, Bateria de 2.800 mAh, entre outros.

A previsão de chegada do modelo ao Brasil está prevista apenas para Abril. A empresa não divulgou por qual valor o G5 chegará às lojas, apesar disso, é possível usar seu antecessor como base, o G4 chegou com preço de R$ 2.999,00. 

A cada dia que passa a LG conquista um número maior de consumidores e se aproxima mais dos principais concorrentes, como a Apple e Samsung. A empresa está na constante busca pela equiparação e se continuar nesse caminho, logo alcançará seus objetivos.

Por Beatriz


Aplicativo visa agilizar o processo de digitação nos smartphones dos usuários.

As maiores empresas do setor Mobile seguem com o novo pensamento de investir cada vez mais em sistemas operacionais rivais no mercado, não somente para garantir uma receita maior, atingindo mais usuários, mas também para garantir uma maior independência das marcas, ao não ficarem presas apenas a seu SO padrão. A Microsoft é uma dessas empresas, e continua com esse plano, lançando agora, o app Hub Keyboard para o Android.

O Hub Keyboard, é um aplicativo que visa agilizar o processo de digitação nos smartphones dos usuários. O aplicativo lançado para o Android ainda conta com várias funções e opções interessantes para os usuários, como a tradução para mensagens que você pretende enviar para outra pessoa que fala uma língua diferente da sua, além de armazenamento para área de transferência, documentos, contatos, tudo feito de forma direta para o usuário.

O aplicativo da Microsoft já está disponível para download na Play Store, embora, vale lembrar, nem todos os dispositivos com Android estão aptos para instalar o aplicativo, já que ele necessita do Android 4.3 ou superior para poder rodar em seu dispositivo. Você ainda vai precisar de 12MB de memória livre em seu aparelho para poder realizar o download do APK do app.

Por enquanto, o suporte está restrito para a língua inglesa, porém, a Microsoft se comprometeu a oferecer logo em breve, a opção para mais idiomas, não especificando quais. Porém, como o português é uma das principais línguas do mundo, podemos dizer que é certo que o aplicativo dará suporte a nossa língua mãe, embora não podemos afirmar quando, bem como outras línguas como o Espanhol.

O lançamento do aplicativo para o Android causou certo descontentamento entre os usuários, já que o Android possui opções que os usuários do Windows Phone não possuem, no próprio SO da marca norte-americana. A empresa já havia feito esse mesmo esquema, em lançamentos anteriores, para iOS e Android, onde lançou funcionalidades exclusivas para os usuários de ambos os sistemas, para lançá-los posteriormente para ambos, mas nesse caso, as funções já existiam no Windows Phone.

Quando o aplicativo receber o suporte para nossa língua, de fato, se tratará de um app bem útil.

Por Isis Genari

Microsoft Hub Keyboard

Foto: Divulgação


Modelo de entrada da Microsoft visa o mercado corporativo.

O Lumia 650 foi lançado recentemente pela Microsoft, tratando-se do modelo mais básico, de entrada, da empresa, que faz a divulgação do aparelho como a escolha certa para o mercado corporativo, que vem ganhando cada vez mais atenção das fabricantes. Porém, o dispositivo não só decepcionou pelas configurações simples demais, como também pela ausência do modo Continuum, no aparelho, o que agora, a Microsoft tenta explicar, já que a ausência do modo acaba por limitar o aparelho.

A empresa respondeu ao site Slashgear, o motivo de acabar deixando fora de seu novo smartphone o modo que aumenta a produtividade do dispositivo, justificando que a escolha foi feita com base no público que a empresa pretende atingir com o dispositivo lançado recentemente, e que o objetivo era fazer com que o aparelho fosse o mais básico possível, o que acaba por também de certa forma justificar a baixa qualidade do hardware do smartphone, embora a Microsoft afirme que tal redução no preço não tenha interferido na qualidade do dispositivo e do visual premium, já que o foco é oferecer um produto que as empresas, no geral, tenham condições de bancar para seus funcionários.

A empresa sugeriu ainda que caso as empresas tenham interesse em um modelo mais completo, basta gastar um pouco mais e comprar os dispositivos tops da empresa, como o Lumia 950.

O Lumia 650 conta com a integração com as funções do Office, OneDrive e a Cortana, para se manter conectado com os computadores de mesa com Windows 10, algo considerado crucial para o mercado corporativo, que trabalha com inúmeros documentos e trabalhos que por vezes, podem ser editados rapidamente pelo smartphone.

De fato, o dispositivo pode ter decepcionado o mercado pelas configurações básicas demais e a ausência do Continuum, porém, é fato que o smartphone é extremamente acessível para empresas pequenas e médias além de oferecer um visual extremamente elegante, muito acima de outros dispositivos nessa faixa de preço.

O Lumia 650 ainda não foi lançado oficialmente pela Microsoft no país, porém, o mesmo já se encontra na página da empresa, no Brasil, o que indica que o produto deve ser lançado em breve por aqui. Resta aguardar para saber se a opção da Microsoft por um dispositivo simples mas compacto, vai dar certo.

Por Isis Genari

Microsoft Lumia 650

Foto: Divulgação


Aparelho chinês de baixo custo chega ao mercado brasileiro, porém, crise econômica não deixa preço ser tão acessível assim.

O mercado chinês de smartphones está cada vez mais aquecido, tendo, inclusive, suas primeiras empresas chegado ao Brasil há pouco tempo, Xiaomi e Meizu. Agora, uma nova empresa chinesa tenta encontrar seu espaço nesse acirrado mercado, a Gionee, com um smartphone intermediário por um baixo custo.

Trata-se do Gionee S6, smartphone intermediário da empresa chinesa e que chega ao mercado chinês por um preço consideravelmente atraente, cerca de US$ 295, ou R$ 1.145 desconsiderando os impostos. Ou seja, embora para o mercado chinês, europeu e estadunidense, o preço seja extremamente acessível, com a alta do dólar, a crise financeira vivida pelo país e a inflação em alta, fora os impostos, acabam por elevar muito o preço do smartphone, diminuindo, consequentemente, quase todo seu custo benefício, o que acaba, também, por afastar essas empresas dos solos tupiniquins.

O Gionee possui apenas sete milímetros de espessura, sendo que 89% do corpo do aparelho é em metal, tela de 5,5 Polegadas, padrão nos smartphones atuais com resolução Full HD, tratando-se de um excelente dispositivo para assistir vídeos, filmes e ler livros, além é claro, de acessar a Internet.

O smartphone ainda conta com 3GB de RAM, como de praxe em aparelhos intermediários, chipset da Mediatek MT6753 com oito núcleos 1,3GHz junto da placa gráfica Mali T-720l e memória interna expansível por cartões microSD, de 32GB, além da bateria de 3150 mAh, que deve ter capacidade suficiente para garantir horas e horas de navegação na internet e outras atividades para seus usuários. A bateria agrada, principalmente pelo fato de esses modelos terem como alvo o público jovem, que passa mais tempo na frente dos smartphones e precisam de uma bateria com maior capacidade.

Já quando o assunto são câmeras, o smartphone também não desagrada, contando com 13 Megapixels na parte traseira com flash e 5 Megapixels na parte frontal, para as selfies. O sistema é o Android 5.1 Lollipop, não se sabendo se o dispositivo será atualizado para o Android Mashmallow e conta com a interface gráfica da Gionee, o curioso, pelo nome, AMIGO OS 3.1.

O novo smartphone também está disponível no mercado indiano, que também vem recebendo cada vez mais lançamentos de smartphones, principalmente, de baixo custo.

Por Isis Genari

Gionee S6

Foto: Divulgação


Site foi criado para que os usuários do Windows Phone possam chamar a atenção dos desenvolvedores de aplicativos para Windows Phone, podendo citar quais apps gostariam que existissem no sistema operacional mobile.

Um dos grandes problemas e certamente também decepções dos usuários do Windows Phone, é o desleixo que muitos desenvolvedores de app tratam o software da gigante Microsoft. Talvez, até mesmo pelo fato do sistema possuir uma fatia muito pequena do mercado. Recentemente, inclusive, a queda expressiva no número de usuários da plataforma, serviu de ''cobaia'' para alguns desenvolvedores anunciarem boicote ao Windows 10 Mobile, mas os usuários do sistema estão tentando mudar um pouco o panorama através do WishAppList.

O WishAppList, é um site criado para que os usuários do Windows Phone ou simplesmente qualquer pessoa que queira ajudar os usuários do Windows Phone nessa ''luta'' para chamar a atenção dos desenvolvedores. No site, após criar um cadastro simples, é possível citar quais apps você gostaria de ver no sistema operacional mobile da Microsoft e votar em apps citados por outros usuários no site.

Para ajudar ainda mais os usuários na tentativa de fazer com que as empresas invistam mais no Windows Phone, o site disponibiliza para os membros, informações de contato de grandes desenvolvedoras, exibindo email e contas nas redes sociais, para que os usuários possam expressar sua vontade diretamente para as desenvolvedoras. Outro ponto, é que quando um app recebe um grande número de votos ou citações no site, os próprios responsáveis pelo WishAppList, entram em contato com o desenvolvedor do app para mostrar o quanto pode ser vantajoso investir na plataforma, com o apelo dos usuários podendo fazer a diferença.

Entre os apps que receberam mais votos dos usuários, estão no Snapchat, no topo e o Youtube. Isso, é claro, além de outros apps conhecidos como o Twitter, o Messenger, o Facebook, entre outros que ainda não possuem o devido suporte dado ao sistema da Microsoft.

Alguns desses apps podem receber versões feitas especificamente para o Windows Phone em breve, um exemplo, é o Whastapp, que está lançando sua versão feita especialmente para o Windows Phone. Porém, é difícil imaginar que as empresas levem muito a sério a votação, levando seus apps para a plataforma somente por uma espécie de ''petição'' feita pelos usuários, embora a iniciativa seja boa e mostre o quanto o Windows Phone ainda precisa conquistar para poder disputar frente a frente com os líderes Android e iOS.

Por Isis Genari

Apps para Windows Phone

Foto: Divulgação


Microsoft comprou a empresa SwiftKey, responsável por fazer teclados virtuais inteligentes, que serão utilizados no sistema Windows Phone.

A SwiftKey, empresa responsável por fazer teclados virtuais inteligentes para o iOS e para o Android, foi comprada pela gigante Microsoft, por cerca de US$ 250 milhões, segundo a ''Financial Times'', ou cerca de 996 milhões de reais na cotação atual do dólar.

A notícia foi confirmada pela empresa, no dia 3 de fevereiro.

Curiosamente, a empresa, até então, não havia levado seu teclado inteligente para o sistema operacional mobile da Microsoft, o Windows Phone, porém, segundo a Microsoft, a empresa continuará disponibilizando o teclado para os usuários do Android do iOS, sendo que a real mudança deve ser a chegada do app ao Windows Mobile.

Windows Phone que, aliás, possui um teclado virtual próprio até então, também extremamente elogiado por seus usuários, tratando-se de um modelo mais simples que o SwiftKey, porém, mais objetivo que as demais versões de teclados disponíveis, na opinião de muitos usuários.

A SwiftKey divulgou também que seu aplicativo foi responsável por fazer os usuários ''economizarem'' cerca de 10 trilhões de expressões, frases e palavras, graças ao fato do app completar as palavras e frases para os usuários de acordo com seu uso rotineiro, números verdadeiramente impressionantes, embora não se saiba exatamente se tais toques realmente foram ''economizados'' ou não, visto que mesmo o teclado da SwiftKey, ainda sofre com as reclamações por parte dos usuários de palavras corrigidas de maneira errônea pelos apps. De qualquer maneira, segundo a SwiftKey, tal ''economia'' aconteceu em mais de 100 idiomas espalhados ao redor do mundo.

Ainda segundo a empresa, esses números representam, ao todo, também uma ''economia'' de 100 mil anos somente em digitação por parte dos usuários do app, que foi lançado em 2010.

A aquisição da SwiftKey representa, possivelmente, parte dos planos da Microsoft em investir cada vez mais no Android e no iOS, para expandir seus lucros e usuários. O mesmo também vem sendo feito pela Samsung, que planeja investir mais no iOS e até mesmo pela Apple, que deve lançar cada vez mais aplicativos na Play Store segundo informações recentes. A opção também é uma maneira das empresas não ficarem ''reféns'' de seus sistemas operacionais mobile.

Por Isis Genari

Teclado vitural para Windows Phone

Foto: Divulgação


Smartphones serão lançados no Unpacked, evento da Samsung, um dia antes da MWC 2016.

Estamos cada vez mais próximos da MWC (Mobile World Congress) 2016, que ocorre em Barcelona na última semana deste mês. Uma das grandes expectativas para o evento é o lançamento do novo Galaxy S7 e seu ''irmão'', S7 Edge.

O lançamento de ambos, na verdade, irá acontecer no Unpacked, evento da sul-coreana Samsung que irá acontecer no dia 21 de fevereiro, antes da MWC.

Na apresentação, finalmente poderemos saber quais realmente são as configurações de hardware e novidades que os novos high-end da sul-coreana vão trazer para o mercado, além de uma possível novidade que deve agradar e muito os consumidores.

Segundo o site Tudo Celular, existe a possibilidade da Samsung anunciar tanto o Galaxy S7 quanto o Galaxy S7 Edge, com preço de lançamento igual ao dos seus antecessores, da geração S6.

Assim como seus antecessores, o preço do Galaxy S7, deve ficar entre US$ 650 e cerca de US$ 700, enquanto a versão com tela maior e curvada, como grande e principal atrativo, o Galaxy S7 Edge, deverá sair por um preço entre US$ 750 e US$ 800. Isso, é claro, nas versões com menor quantidade de memória interna.

O que se especula, é que as versões com maior quantidade de armazenamento interno, deverão chegar ao mercado custando US$ 80 a mais, se comparado ao preço da versão mais simples, o que pode ser considerado positivo, já que o valor não é tão alto assim para que se possa ter mais armazenamento interno.

Já para o mercado nacional, ainda desconsiderando os impostos cobrados em cima desses dispositivos, o valor deve ficar entre R$ 2.530 e R$ 2.725 para a versão comum do Galaxy S7 e entre R$ 2.920 e R$ 3.115 para a versão de tela curva, o Galaxy S7 Edge.

Considerando que os dispositivos ainda serão altamente taxados com impostos, o preço em solo tupiniquim deve ser extremamente elevado, o que deve dificultar o acesso de um grande número de usuários, a esses smartphones.

Lembrando que nenhuma informação ainda é oficial, visto que a Samsung ainda não se pronunciou sobre o preço de lançamento de seus novos high-end, o que irá acontecer apenas na MWC deste ano.

Por Isis Genari

Samsung Galaxy S7

Samsung Galaxy S7 Edge

Fotos: Divulgação


Modelo da Apple pode ser comprado por R$ 4 nos Estados Unidos no plano de 2 anos da operadora Verizon ou Sprint.

Já pensou em comprar em comprar um iPhone 6s por apenas R$ 4 ? Nos EUA é possível fazer isso, ao menos foi nesses últimos dias.

A oferta está sendo oferecida pela rede de varejo Best Buy, uma das maiores e mais respeitadas no território norte-americano. A oferta é especial para esse final de ano, porém, para realizar a compra por um valor tão baixo, é necessário comprar um plano de 2 anos da operadora Verizon ou Sprint. Nenhuma das duas operadoras trabalha no Brasil atualmente.

A oferta, assustadora para quem mora no Brasil, também chamou a atenção em nos Estados Unidos, onde geralmente esse tipo de plano é oferecido por cerca de US$ 200, algo em torno de R$ 800 na cotação atual do Dólar. Por lá, o preço de um iPhone 6s, é US$ 649, mais de R$ 2.500,00.

O modelo disponibilizado pela Best Buy, é o de 16GB, disponível em todas as cores. Porém, a oferta é válida apenas para o iPhone 6s, de 4,7 Polegadas. O modelo Plus, mais caro e com tela maior, não entrou na promoção e continua com seu preço convencional.

Para aqueles que já pensam em comprar o aparelho, mas moram aqui no Brasil, a decepção não tarda a chegar: Para efetuar a compra, como o iPhone será vinculado a uma operadora, é necessário possuir endereço residente nos Estados Unidos, e o documento equivalente ao CPF por lá, para poder comprá-lo.

Atualmente no Brasil, o mesmo aparelho, sem plano de operadoras, sai por praticamente, R$ 4.000,00. Já com os planos oferecidos por elas, é possível comprar um iPhone 6s por cerca de R$ 3.000,00 ou até mesmo por um valor pouco menor.

Para, efeito de comparação, o site Techtudo, calculou quantos iPhones 6s seria possível comprar nos Estados Unidos na promoção da Best Buy, com o valor que se gasta em apenas um, aqui no Brasil. O resultado? Seria possível comprar quase mil unidades do aparelho.

Por Isis Genari

iPhone 6s


Android Marshmallow 6.0 está sendo disponibilizado para o Samsung Galaxy Note 4.

Os consumidores que optaram no momento da compra do seu smartphone (phablet, na realidade), por um Samsung Galaxy Note 4, já estão recebendo a solicitação de atualização para a nova versão do Android, disponibilizada pelo Google, o Android Marshmallow 6.0.

Trazendo diversas novidades como um modo que economiza a energia do seu smartphone e/ou tablet, facilidade no acesso a assistente virtual e o Air Command, que adiciona diversos atalhos e facilidades no menu do seu TouchWiz, versão modificada do Android pela Samsung, que atualmente é usada nos seus celulares e smartphones. Versão que muitas vezes é criticada por seu ''peso'', diante dos sistemas Androids, que acaba por deixar o celular por vezes, lento. Porém, o problema vem sendo reduzido à medida que as configurações dos aparelhos também evoluem.

A atualização também deve trazer novas funcionalidades disponibilizadas pela Samsung, além das já anunciadas.

Por enquanto, apenas usuários do Galaxy Note 4 que se encontram na Hungria, estão recebendo os arquivos necessários para atualizar seu phablet para a nova versão do Android, mas em breve, pessoas do mundo todo poderão realizar a atualização no seu phablet.

Phablet, para os menos íntimos com a tecnologia atual é, nada mais nada menos, do que um ''smartphone-tablet'', aparelhos com mais de 5,5 polegadas e menos de 7 polegadas, com diversas funções de um tablet, sem deixar de ser um smartphone. Os phablets surgiram praticamente com o lançamento do primeiro Galaxy Note.

Embora já seja inferior ao seu sucessor, o Note 5, os usuários do Galaxy Note 4 não devem enfrentar dificuldades após a instalação da nova versão do Android, visto que, pode não ser mais o top da empresa coreana, mas ainda é um excelente phablet no mercado, com boas configurações, mas preço ainda amargo.

Os arquivos necessários para a atualização estão sendo mandados para os usuários através da tecnologia OTA. Fora os húngaros, que como citado, até o momento são os que vêm recebendo as notificações para atualização do sistema, em breve ela deve estar disponível para os demais usuários ao redor do mundo.

Por Gabriel Mazzo

 

Samsung Galaxy Note 4

Foto: Divulgação


A Apple Brasil aumentou os preços de desktops, notebooks e acessórios, tendo algumas altas de até 150%.

Péssimas notícias para os fãs e consumidores brasileiros dos produtos da Apple. O terceiro aumento do ano de 2015 aconteceu nos últimos dias e elevou os preços das mercadorias de ponta em até mais de 50%.

Após o aumento, os desktops, notebooks e outros acessórios da Apple Brasil estão com preços desanimadores e muita gente vai desistir de presentear amigos e familiares nas festividades do final de ano com produtos da marca.

Apesar de serem conhecidos pelo preço mais salgado, os produtos eram acessíveis, com o último aumento, ficou complicado. O MacBook Pro de 13 polegadas sofreu aumento de 64%, o produto vai custar aproximadamente R$ 10.500. Parece brincadeira, não é mesmo? Mas não é.

Acessórios como o Magic Trackpad, com bateria interna de íon de lítio que dispensa o uso de pilhas, custavam em torno de R$ 400,00 e agora passarão a custar R$ 1.000,00, o produto, por exemplo, sofreu aumento de 150%. O teclado sem fio que custava o mesmo valor do Magic Trackpad sofreu alta de quase 90% e agora pode ser adquirido por R$ 749,00. A justificativa usada pela Apple é de que os aumentos são consequência da alta do dólar no Brasil nos últimos meses.

A menor alta ficou com o iMac de 27 polegadas, o produto que custava cerca de R$ 16.299,00 agora poderá ser adquirido por R$ 18.999,00. Mesmo o produto que sofreu o menor aumento teve alta de R$ 2.700,00, ou seja, nada bom para o bolso dos consumidores.

Muita gente inconformada com os preços está procurando outras soluções ou ainda recorrendo a outras marcas. Com grande instabilidade econômica e em meio a um cenário crítico, infelizmente, não é o melhor momento de adquirir produtos da marca. Se você estava de olho em algo, talvez adiar um pouco as compras e torcer para que os preços diminuam seja uma boa estratégia.

Por Beatriz 

Produtos da Apple

Foto: Divulgação


Vários rumores estão sendo divulgados, dando a notícia de que o Galaxy S7 será mais leve, fino e resistente.

Não param de ser publicados os rumores sobre o novo projeto da Samsung, o Galaxy S7, que promete trazer muitas novidades para o mercado de smartphones.

Um destes rumores diz que o novo Galaxy S7 será uma nova versão do Exynos 8890 ou então poderá trazer o Snapdragon 820 e recentemente tivemos uma revelação de que o lançamento da Samsung contará com dois tamanhos de tela, um com 5,2 polegadas para quem prefere smartphone mais discreto e outro com um tamanho parecido com a tela da linha Note da empresa.

Outro rumor dado quase que como certo é que o Galaxy S7 irá abandonar de vez o alumínio em seu corpo para adotar a liga de magnésio que deixará o aparelho mais leve e mais resistente ao mesmo tempo.
A versão anterior, o Galaxy S6 já tinha inovado ao abandonar o plástico para trazer um corpo em metal e traseira em vidro, pelo menos em uma parte. Isso foi bastante justo, afinal quem paga caro por um smartphone quer um aparelho de qualidade e design arrojado. A intenção da sul-coreana é mostrar que a empresa continua investindo e seu Galaxy está melhorando a cada novo lançamento.

O uso do magnésio vai deixar o Galaxy S7 até 65% mais leve, mas isso diz respeito apenas ao corpo do aparelho e não ao seu peso total. Mesmo assim é uma ótima melhora para o smartphone que estará mais leve, mostrando que a cada nova geração que chega ao mercado, o consumidor irá encontrar melhorias e novas tecnologias.

Com a notícia do uso de magnésio no S7 muita gente começou a questionar sobre a resistência do aparelho, pois de nada adianta ser mais leve e ficar mais frágil, mas o uso do magnésio deixará o aparelho com uma durabilidade quase 3 vezes maior do que a versão atual.

O Galaxy S7 já conquistou o consumidor só pelo fato de ser um aparelho mais leve, mais fino e também mais resistente que os modelos disponíveis atualmente no mercado.

Não há data oficial de seu lançamento, mas ele deve chegar ao mercado já no começo de 2016 ou até mesmo no final deste ano para aproveitar as boas vendas de final de ano, tudo vai depender da Samsung, mas a empresa tem trabalhado muito para deixar tudo pronto para que o S7 possa ser lançado ainda em dezembro.

Por Russel

Samsung Galaxy S7

Foto: Divulgação


Apresentação ao público brasileiro será no dia 20 de agosto.

O ZenFone 2 já tem data para ser lançado no Brasil e a Asus chama o público para isso. O smartphone que seria lançado só no fim do terceiro semestre foi antecipado e dia 20 de agosto já será apresentado ao público brasileiro. A fabricante até criou um site com contagem regressiva para a apresentação, que acontecerá às 16h30 no site fenomenoz.com.br.

O chamado foi feito na página da Asus no Facebook e também chama a atenção para a possibilidade de acompanhar os detalhes do evento de lançamento ao vivo, por meio de streaming oficial.

O Zenfone 2 é o carro chefe da Asus e tem a grande missão de bater de frente com os principais nomes do mercado, o iPhone da Apple e Galaxy da Samsung.

Falta pouco para que as lojas brasileiras possam oferecer o lançamento, entretanto, não foi informado por quanto o modelo será vendido. O modelo é vendido nos EUA por US$ 299, que convertido para real equivale a pouco mais de R$ 900. O modelo é montado na fábrica brasileira, portanto recebe incentivo fiscal, mas não quer dizer que o valor será baixo. O ZenFone 2 precisa ter o preço para bater os rivais, mas deve ficar numa faixa semelhante.

Para quem não conhece, o ZenFone 2 conta com tela de 5,5 polegadas e resolução de Full HD de 1080×1920 pixels. Por dentro o modelo pode vir equipado com processador Intel Atom Z3580, com arquitetura de 64 bits. Trata-se de um quad-core de 2,3 GHz. Outra versão do processador é o Atom Z3560, rodando a 1,83 GHz, contudo não foi informado qual será versão brasileira.

A capacidade gráfica fica por conta da GPU PowerVR G6430. Um dos diferenciais é a memória RAM de 4 GB, sendo superior aos 3 GB encontrados no S6/S6 Edge e do 1 GB dos iPhones, da geração mais recente. São duas câmeras, sendo a traseira de 13 megapixels e a frontal de 5. Todas as dúvidas serão sanadas no próximo dia 20, basta esperar. 

Por Ana Rosa Martins Rocha

Asus ZenFone 2

Asus ZenFone 2

Asus ZenFone 2

Fotos: Divulgação


Modelo poderá ser adquirido por um link que será divulgado no Facebook no dia 2 de julho.

Após o lançamento do modelo da concorrente Xiaomi no país, a Asus anunciou uma grande promoção, o Asus Zenfone 5 tem custo reduzido para R$ 489,00. Cerca de 1.000 unidades do produto devem estar à venda na loja oficial da ASUS.

Segundo a empresa, o link deverá ser distribuído aos interessados por meio do Facebook, no dia 2 de julho às 10h30. Esse link deverá redirecionar o cliente a uma página onde deverá ser realizado um cadastro, que permitirá a utilização do código de desconto para o produto.

O diretor da marca no país sugere que quem está interessado em comprar um smartphone de qualidade deve esperar a promoção da Asus no dia 2 de julho, já que traz qualidade e desempenho pelo menor preço.

O Asus Zenfone possui uma nova interface batizada de ZenUI, a qual melhora o desempenho do modelo para o sistema operacional Android. O modelo possui utilitários exclusivos da empresa, como por exemplo, o PC Link que é capaz de controlar o aparelho por meio de um computador ou notebook. Outros aplicativos que se destacam são: o Remote Control e o Share Link.

A linha Zenfone foi lançada no ano passado e pode ser considerada um sucesso de vendas nacional justamente pela qualidade do produto, ótimo desempenho e menor preço. O Asus Zenfone 5 com processador Atom de 1.2 Ghz está disponível nas cores branco e preto.

Outros modelos Zenfone também entraram na promoção. O modelo Asus Zenfone 5 que conta com processador Atom de 1.6 Ghz está disponível nas cores branco e vermelho. O preço do modelo varia entre R$ 599,00 e R$ 699,00, dependendo da memória interna do produto.

Já o Asus Zenfone 6 está disponível nas cores branco e preto, e o preço do modelo com o desconto é de R$ 899,00 para versão com 16 GB e R$ 999,00 para versão de 32 GB. A loja oficial da Asus facilita o pagamento, sendo possível parcelar o produto em até 12 vezes sem juros.

Por Wendel George Peripato

Asus Zenfone 5

Asus Zenfone 5

Fotos: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: