A cada mês que passa, o número de linhas de celulares habilitadas no Brasil aumenta. Segundo a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) no mês de junho, mais 1,4 milhões de aparelhos foram habilitados no país. A taxa de crescimento em relação a maio é de 0,78%. Os números foram divulgado pela Agência no último dia 15.

Desde o ano 2000, a Agência realiza a divulgação do número de linhas habilitadas e, ao longo destes 10 anos, o Brasil soma 185,1 milhões de linhas. Do total de linhas, 82,3% correspondem aos pré-pagos e 17,7% são pós-pagos.

Para se ter uma ideia da penetração dos celulares, hoje são 96 aparelhos para cada 100 habitantes, no entanto, isso não significa que quase todos os habitantes possuem um celular em mãos, afinal, há pessoas que têm mais de um aparelho ou que trocaram de operadora sem cancelar a conta antiga.

Por Camila Porto de Camargo


O mercado de aparelhos celulares no Brasil é um comércio muito lucrativo, pois com quase 170 milhões de aparelhos, segundo o Ibope, temos quase um celular por habitante. Por este motivo, os celulares “são a bola da vez” para a pirataria, segundo Luiz Cládio Garé, assessor jurídico do Grupo de Proteção à marca.

Além de copiarem as características de aparelhos patenteados, os falsificadores estão criando marcas genéricas que se parecem muito com as originais, o que pode confundir e, consequentemente, lesar o consumidor. Certamente, o HiPhone é um dos casos mais famosos, mas modelos da Nokia, Motorola e Samsung também já foram vítimas de falsificações. Por isso, na hora da compra, vale ficar ligado no registro do aparelho na Anatel e prestar atenção se o Nokia que você quer não é um Nqkia ou, na pior das hipóteses, um Noquia.

Por Camila Porto de Camargo





CONTINUE NAVEGANDO: