Versão Beta do Action Launcher 3 é lançada na internet.

Bem no começo deste mês o novo launcher do Google, que ainda se encontra em processo de desenvolvimento, acabou vazando na internet. Agora, pouco tempo depois do tal vazamento, Chris Lacy, ninguém menos do que o desenvolvedor do próprio Action Launcher resolveu disponibilizar uma versão beta do “produto”.

A novidade criada por ele vem com várias novidades do Nexus Launcher. Confira os detalhes:

Com relação as principais novidades, algumas merecem um pouco de destaque. Entre elas consta a exclusão do botão que era usado para abrir a gaveta de apps. Sendo assim, agora os usuários para terem o acesso a todos os aplicativos disponíveis no seu aparelho irão precisar deslizar o dedo no padrão de “baixo para cima”. No mais, temos a adição de um novo widget que foi chamado de Google Pill. Ele basicamente substitui a conhecida barra de pesquisas que se encontrava presente no Now Launcher.

Entre outras novidades vamos encontrar a integração do chamado Alpha de todos os apps completamente renovada do Nougat. Ele poderá ser ativado por meio do caminho: Configurações – Gaveta de Apps – Estilo Nougat (Alpha).

É permitido também a adição da placa de dock (colorida). Mas para isso o "Estilo Nougat (Alpha)" obrigatoriamente precisa estar ativado.

O Google "Pill" e widget de data combinados também poderão ser adicionados.

A adição do indicador de página circunflexo também pode ser feito e de novo o "Estilo Nougat (Alpha)" precisa estar ativado.

Caso os usuários queiram, eles também poderão adicionar o widget de data.

Apesar de ser uma novidade interessante, não podemos nos esquecer de um aspecto importante: O Action Launcher ainda está na chamada fase beta. Com isso nem todos os usuários terão acesso ao mesmo. De qualquer forma, existe a estimativa de que o app venha ser liberado muito em breve para o público em geral, em um prazo que envolve algumas poucas semanas.

Para fecharmos sobre esse assunto tem algo que alguns poderão gostar: Há a possibilidade de os usuários testarem a versão beta 3.9, porém, isso somente acontecerá em breve por meio do canal oficial do programa. Até lá, você poderá baixar o Action Launcher por meio da Play Store usando o link abaixo. Enquanto isso é só esperar a versão final da 3.9.

Download do Action Launcher para Android

Por Denisson Soares


Atualização passa a permitir que usuários consultem o resultado das buscas diretamente no aplicativo.

O aplicativo do Google para Pesquisas não é tão utilizado pelos usuários do Android, pelo simples motivo de que, após fazer uma pesquisa pelo app, é necessário abrir o navegador para enfim poder acessar um site, por exemplo. Entretanto, com a nova atualização disponibilizada pelo app isso pode estar prestes a mudar.

A atualização foi lançada na última quinta-feira (28) e permite aos usuários consultar o resultado de suas pesquisas diretamente do app, sem a necessidade de abrir um site em um navegador utilizado pelo usuário, o que irrita muitos pois acabava por postergar o acesso do usuário ao link desejado.

A novidade é apenas para os usuários do Android, visto que por algum motivo essa funcionalidade já existia no iOS, ironicamente o maior concorrente do Android, SO da Google, há tempos. No iOS, é possível notar que o carregamento dos sites é mais rápido, além é claro, de facilitar a vida do usuário. Entretanto, algumas funcionalidades do navegador continuam sem dar as caras no aplicativo de pesquisa, o que nesse caso é compreensível, como o armazenamento de senhas.

Existem algumas outras diferenças na navegação pelo próprio aplicativo de pesquisa em relação ao navegador da Google no Android, o Chrome. No aplicativo de pesquisa, as abas possuem uma barra azul, sendo que o app também conta com a possibilidade de compartilhamento, copiar o link de um site, pesquisar por palavras ou trechos na página, bem como a possibilidade de abrir o site diretamente no Chrome. Em outras palavras, a atualização torna o app de pesquisas da Google em um ''mini'' Chrome.

Para aqueles que ainda preferem abrir os links diretamente no Chrome, é possível desativar essa função e voltar aos padrões antigos, com o aplicativo da Google servindo apenas para pesquisas.

A novidade já está disponível para todos os usuários, porém, vem sendo liberada de forma gradativa, o que quer dizer que caso você ainda não tenha recebido a atualização, terá de aguardar por mais alguns dias até poder ter acesso a mesma, o que irá acontecer muito e breve.

Entre aqueles que já estão com a atualização, por enquanto não há nenhuma reclamação a respeito da funcionalidade no app com a nova atualização lançada.

Maria Luiza Mazzo


Novidade permite que usuário possa tirar fotos e receba informações sobre ela.

O Google Now on Tap é um recurso anunciado pela Google em 2015 que ao menos até o momento, ainda não disse a que veio, visto que a funcionalidade conta com poucos recursos para os usuários, embora quando apresentado, o Now on Tap parecia ser algo extremamente interessante. Porém, para tentar mudar um pouco o cenário, o Google Now on Tap agora está recebendo o OCR, que permite o reconhecimento óptico.

Essa novidade faz com que o usuário possa, ao tirar uma foto de uma camisa de um time de futebol, por exemplo, poder obter diversas informações a respeito da camisa, como a fabricante, além de obter outras informações por meio de uma breve pesquisa que o Now On Tap faz. Por enquanto, a novidade está presente apenas para alguns usuários que já contam com o Android 6.0 Marshmallow e deve chegar somente daqui um tempo para todos os usuários.

Porém, vale ressaltar que a novidade não deve funcionar da mesma maneira em todos os smartphones, podendo haver algumas pequenas mudanças no reconhecimento e dados de acordo com o seu dispositivo. A função é extremamente interessante, já que permite também que ao tirar a foto de uma pessoa, por exemplo, o aplicativo possa usar essa foto para localizar a pessoa em questão na WEB, principalmente nas redes sociais.

Além disso, vamos supor que por exemplo você tire uma foto de alguma imagem com texto, com essa função, o Now on Tap é capaz de transcrever o texto diretamente para seu smartphone, podendo você inclusive realizar alterações posteriormente nesse arquivo.

Vale lembrar que apenas o app de Fotos da Google pode ser utilizado para que os usuários possam tirar essas fotos e fazer uso da novidade no Now on Tap, ao menos por enquanto, já que quando o usuário tira fotos em seu smartphone com outros aplicativos, não é possível tirar proveito da novidade.

A novidade, além de extremamente interessante e de mostrar que o Google Now on Tap pode realmente oferecer algo interessante, mostra que futuramente poderemos ter até mesmo mais novidades relacionadas com o reconhecimento óptico ainda mais avançadas.

Por João Trajano


Novos modelos Nexus 6P e 5X serão os primeiros a contar com o sistema operacional Android 6.0 Marshmallow.

Nos últimos dias do mês de setembro, mais precisamente no dia 29, o Google anunciou duas novidades que já vinham sendo esperadas. Estamos falando dos dois novos modelos de smartphones pertencentemente a linha Nexus e batizados de 6P e 5X. O que logo de cara chama a atenção na novidade é o fato de que são os primeiros aparelhos a contarem com o Android 6.0 Marshmallow que, para os mais desatentos, trata-se da nova versão do sistema operacional móvel da companhia.

As mudanças:

Muita gente andou especulando sobre as possíveis modificações que poderiam ser feitas. Então fica o aviso, elas vão de encontro a performance e não ao visual. Bom, basicamente essa será a principal alteração se comparado com o Android Lollipop.

As novidades:

Entre as principais novidades da versão vamos encontrar os novos recursos agregados. Um deles curiosamente se chama Doze e trata-se de um modo de economia (bateria). Esse modo torna possível o desligamento de determinados processos que não estejam em uso já há algum tempo.

E tem mais. A novidade conta também com mais opções no que diz respeito ao gerenciamento de permissões para os aplicativos presentes nos aparelhos. E o que isso quer dizer? Bom, a pessoa agora poderá ficar mais no controle de sua própria privacidade. Um bom exemplo disso é a autorização ou não autorização de uma determinada ação de algum aplicativo.

Falando um pouco sobre a parte mais técnica dos dispositivos temos o Nexus 5X, produzido pela LG. Ele contará com uma tela de 5,2 polegadas, o Qualcomm Snapdragon 808 hexa-core, capacidade para filmar em 4K e memória RAM de 2 GB dentre outros itens.

A Huawei é que ficará a cargo da produção do Nexus 6P. Neste caso há algumas diferenças em comparação com o 5X. A tela é maior, por exemplo. Terá 5,7 polegadas. A Huawei usará o Snapdragon 810 octa-core. E tem o detalhe de ser um aparelho maior e consequentemente apresentar maior espaço de bateria dentre outros pontos.

Por Denisson Soares

Nexus 6P e Nexus 5X

Nexus 5X

Nexus 6P

Fotos: Divulgação


Finalmente uma espectativa real de lançamento do novo Nexus, e pode ser ainda em outubro. Embora deva ser caro, provavelmente valerá o investimento.

Para os que ainda não sabem, Nexus é um franquia de celulares que não pertence a nenhuma das famosas fabricantes, a marca pertence ao Google, e há lançamentos feitos por várias fabricantes como LG (Nexus4), Sansung (Nexus 10) ou Asus (Nexus 7).

A Google costuma escolher a parceira para produzir o gadget de acordo com o peso do nome da fabricante no cenário atual. O mais provável parceiro no momento deve ser a Motorola, que volta a ter destaque este ano com o seu MotoG.

A Motorola, que começou no ramo de sons para automóveis (daí vem o nome da marca, MOTOrs e vitROLA), passou por um momento turbulento recentemente, foi vendida para a Google e depois vendida para a LENOVO, atual dona. No entanto, parece ter se recuperado e vem se destacando no cenário mundial.

A informação do lançamento parece ser segura e corrobora com boatos anteriores. O novo aparelho deve receber o nome de Nexus X ou Shamu e seu preço de lançamento deve girar em torno dos 420 dólares nos EUA.

O celular, que geralmente custa um pouco mais caro, costuma valer o investimento, pois tem o Android "puro" e, por isso, as atualizações acontecem primeiro no Nexus.

As datas do lançamento estão entre 15 e 16 de outubro, mas já há especulações de alguns dados técnicos do smartphone. A tela, por exemplo, deve medir 5,9 polegadas, sendo resolução HD. As dimensões ficariam em 143 por 73 milímetros.

Quanto à memória RAM, se o boato se concretizar, não surpreenderá em nada e trará apenas 3GB, enquanto a memória de armazenamento (ROM) virá com 32GB.

O destaque fica para o sistema que, claro, será a versão mais nova do Android, o "Android L". Enfim, na questão de software, o Nexus é sempre uma boa escolha. Quem compra diz que o suporte de software é impecável, o que se deve sempre levar em conta.

Agora resta esperar pelo lançamento oficial para saber as reais configurações e preço, mas, se tratando de qualidade, o Nexus certamente atenderá aos critérios.

Por Fhilipe Pelájjio

Foto: divulgação


Os dispositivos “vestíveis” estão tomando conta do mercado de tecnologia. Após os smartwatches serem lançados pela maioria das grandes fabricantes como Samsung e Sony, e Apple, Motorola e diversas outras já terem anunciado suas versões, agora é a vez do Google disponibilizar seu acessório inteligente.

Ao contrário das outras grandes companhias, a gigante da internet inovou e desenvolveu seu próprio óculos de realidade aumentada. O Google Glass já é uma das novidades mais esperadas do ano no setor de tecnologia justamente pela promessa de ser um acessório “fashion” e que fornece uma grande liberdade ao usuário, diferentemente dos relógios, que necessitam estar pareados com um smartphone para que possam de fato ter alguma utilidade.

Como já é de costume no Google, a companhia libera seus dispositivos aos poucos na chamada versão beta para que possam ser criadas aprimorações além de testar e preparar o mercado para a novidade.

Há pouco tempo atrás, o Glass estava disponível apenas para um grupo bastante seleto de desenvolvedores e jornalistas que deveriam utilizá-lo e reportar problemas bem como desenvolver novos aplicativos. Recentemente foi anunciado que a versão beta estaria disponível para compra apenas nos EUA, através do programa Explorer no qual o usuário se compromete a adquirir uma versão ainda na fase de testes, não oficializada. Entretanto, uma empresa em São Paulo, chamada GoGlass, adquiriu um lote dos gadgets que podem comprados pela bagatela de R$ 6.500. Apenas para comparação, o aparelho é vendido nos EUA por US$ 1.500, cerca de R$ 3.000.

O Google informou que não tem nenhuma participação com a empresa e que a aquisição do Glass é feita apenas através do programa Explorer. Como ainda não foi oficialmente lançado, o Glass não é homologado pela ANATEL, e, portanto, sua comercialização em território nacional vai contra as normas da Agência, o que pode render à empresa uma multa milionária, dependendo das circunstâncias em que a empresa multada se encontra. 

Por Ebenezer Carvalho

Google Glass no Brasil

Foto: Divulgação


Após muita espera, o Nexus 5  foi lançado no final do mês passado pelo Google e já é comercializado em alguns países. Ele vem atualizado com a nova versão Android (KitKat) e o dispositivo também responde a comandos de voz realizando pesquisas internas avançadas e também pela internet. O processador é o "cara" da vez Snapdragon de 2,26 Ghz da Qualcomm.

O Nexus 5 já acessa a tecnologia 4G do Brasil além do seu antecessor de costume, 3G. A bateria dura cerca de 17 horas de conversação ou 300 horas em stand by. A fabricante LG foi a grande parceira para a fabricação do novo Nexus que chega ao Brasil entre o  início de 2014 até o final do primeiro trimestre. O lançamento tem uma tela equivalente a 4,95 polegadas e resolução em Full HD (1080p). A câmera traseira tem 8 megapixels de resolução e a frontal 1,3 MP. A bateria é de 2.300 miliamper/hora, NFC (que permite facilmente a transmissão ou troca de dados), Wi-Fi 802.11ac e carregador wireless.

O visual fica por conta do acabamento aveludado na parte traseira da carcaça que dessa vez é de plástico. A tela teve redução nas bordas e nas partes inferiores e superiores do aparelho, o que permitiu um aumento equivalente a quatro milímetros de altura se comparado ao Nexus 4. A câmera também permite várias capturas instantâneas para as fotos com a tecnologia HDR incorporada. O contraste foi visivelmente melhorado e promete agradar quem pretende adquirir o lançamento.

A Google Play iniciou as vendas no último dia 31 nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Austrália, França, Alemanha, Espanha, Itália, Japão e Coreia do Sul em duas opções de cores sendo preto ou branco. No Brasil ainda não foi estipulado valores, mas certamente será compatível com os recém-lançados da categoria. A homologação foi feita pela Anatel no mês de setembro e já é um dos celulares mais aguardados para o próximo ano.  

Por Luciana Ávila 

Google Nexus 5

Foto: Divulgação


Para os fãs do Google temos uma boa notícia. Ao que parece, o preço do novo smartphone da companhia, Nexus 5, deve chegar ao mercado americano custando cerca de US$ 399. O preço é bem justo se considerarmos os valores de concorrentes com o mesmo hardware atualmente. Além disso, o aparelho deve vir já com o mais novo sistema operacional da companhia, o Android 4.4 KitKat, que possui diversas modificações em relação à versão atual.

O suposto preço deve ser para o aparelho com capacidade de armazenamento de 16GB. Já a versão com capacidade de 32GB deve sair por cerca de US$ 449, o que equivale a R$ 978 sem a adição de eventuais impostos.

Nexus 5

Foto: Divulgação

O Google investiu em um aparelho de ponta, tanto em software quanto em hardware e seu principal diferencial em relação às outras companhias é o preço. Somente a nível de comparação, o iPhone 5S é vendido nos EUA por US$ 650 fora de um contrato com operadoras.

Embora a notícia possa parecer animadora, é necessário aguardar o lançamento oficial do dispositivo para comemorar. Rumores antigos sobre o aparelho davam conta de um valor ainda mais baixo, de US$ 299 para a versão de 16GB nos EUA, mesmo preço da versão 4 atualmente. Resta apenas aguardar o lançamento no Brasil para sabermos o quanto a adição de impostos vai encarecer o produto final.

Por Ebenézer Carvalho


Para competir no mercado de smartphones, a Positivo Informática também anunciou que trará novidades em breve. A marca é a única do país que teve licença do Google para colocar serviços da empresa, como o Google Play.

Sua linha terá aparelhos com tela touchscreen, processador Dual-Core, Android 4.2 Jelly Bean, câmera frontal e traseira, conectividade 3G, Wi-Fi e Bluetooth, GPS e dual-SIM. 

O que chama a atenção são os preços. Todos os aparelhos custam a média do mercado e até saem mais baratos. É claro que a potência também varia com o valor.

O que mais teve destaque entre os novos produtos da empresa foi o Ypy 500, que possui 1GB de memória RAM, 8GB de memória ROM e roda o Android 4.2. O aparelho será vendido por apenas R$ 700.

A marca traz mais opções de celulares, como o Ypy S450 com uma tela de 4 polegadas, 4GB de memória ROM, 512 de RAM, cartão microSD de 8GB, que custa R$ 600. O segundo é o Ypy S460 TV, sendo praticamente a mesma versão, mas conta com a presença de uma TV digital e analógica. O valor é ainda mais atraente. A diferença de preços é quase imperceptível, isso porque ele sai R$ 50 a mais do que o sem TV.

Ypy 500

Ypy 500

Por Jaime Pargan


Moto XO primeiro fruto da união entre o Google e a Motorola já foi revelado, o Moto X, que foi oficialmente apresentado na última quinta-feira, dia 1º de agosto. Ele será comercializado em solo norte-americano neste mês e a previsão é que ele desembarque aqui na América do Sul só em setembro.

As configurações são bastante sólidas. Ele virá com um processador de 1,7 GHz (Snapdragon S4 Pro) com o auxílio de uma ótima placa gráfica e 2GB de memória RAM para processamento. A tela será de alta resolução com 4,7 polegadas AMOLED e uma bateria de 2.200 mAh. A câmera frontal será de 2 megapixels e a traseira virá com 10 megapixels, além de suporte 3G, 4G, Bluetooth 4.0, Wi-Fi, GPS, NFC e USB 2.0.

O Moto X oferecerá opções de cores e customização em centenas de combinações ao gosto do usuário. O sistema operacional será o Android 4.2.2 mas a tendência é que não demore até as atualizações para novas versões apareçam. 

Nos EUA o aparelho será vendido inicialmente pela AT&T e custará a partir de US$ 199, mas esse valor pode variar de acordo com o plano de dados escolhido.

Por Bruno Hardt


O Google ganhou o mundo o seu site de buscas na internet e agora mais uma opção para este tipo de serviço eletrônico começa a surgir.

A novidade do momento é o site Epungo, criado pelos empresários André Tannús e Rodrigo Hanashiro, que criou uma tecnologia para realizar a busca de mapas na grande rede de computadores.

Por meio do Epungo é possível desenhar uma área no mapa e visualizar todos os imóveis disponíveis na área delimitada, além disso, é possível filtrar a pesquisa separando os imóveis em comerciais e residenciais bem como permite a visualização das redondezas como farmácias, escolas, supermercados e outros.

Os próximos passos da nova empresa será expandir esta busca para outras áreas como eventos e esperam uma receita de R$8 milhões por ano.

A novidade feita pela startup chamou a atenção do Google que classificou a iniciativa como uma das mais inovadoras do mercado que utilizam os mapas do Google no Brasil.

Por Ana Camila Neves Morais


Mais um smartphone irá receber update para a versão 4.1 Jelly Bean do sistema operacional Android. Estamos falando do tablet Galaxy Tab 2 7.0.

A atualização deste aparelho pode ser feita do próprio tablet ou através do software Kies, sendo que para realizar esta melhoria basta ir em “Configurações”, depois em “Sobre o dispositivo” e por último é necessário acessar “atualizações de Software”.

Dentre os avanços no Samsung Galaxy Tab 2 7.0 com o novo Android estão um sistema de busca mais rápido por meio do Google Now além de melhorias no desempenho e performance do aparelho de forma geral.

Fonte: Android Central

Por Ana Camila Neves Morais


A gigante das buscas está expandindo seus tentáculos por todos os ambientes. Com amplo domínio em vários serviços da internet, a empresa de Sergey Brinn e Larry Page, agora quer invadir a praia da telefonia. O serviço Google Voice foi liberado para os residentes nos Estados Unidos. Antes disso, apenas militares convidados podiam usá-lo.

Com o Google Voice, é possível realizar chamadas internacionais com preço bem abaixo do mercado, enviar e receber mensagens SMS de graça e ter vários números para recebimento de chamadas.

Para utilizar o serviço, que estará disponível em breve apenas nos EUA, os interessados precisam realizar um cadastro. Ainda não há previsão da chegada do Google Voice a outros países, mesmo assim, será uma revolução e tanto no mundo da telefonia desde a invenção do primeiro telefone, lá em 1876.

Por Camila Porto de Camargo

Fonte: Google Discovery





CONTINUE NAVEGANDO: