Os dias vão passando e estamos ficando cada vez mais perto do dia 1° de março. Essa data não tem nada de especial, mas foi o dia escolhido – até agora – pela Samsung para o anúncio oficial de seu novo e mais do que esperado Galaxy S6. Bom, há informações sobre o lançamento, mas a fabricante ainda nem confirmou se o nome será esse mesmo.

– O que se sabe?

Premium, essa deverá ser uma das palavras mais usadas para se falar do Galaxy S6. Para entender um pouco o porquê disso, vamos começar pela carcaça do aparelho. Agora ela é de metal. Isso quer dizer que aquele visual tradicional, com o famoso estilo plástico e, consequentemente, menos premium, foi deixado de lado.

Juntando as peças liberadas pela Samsung em outro teaser, a fabricante dá a entender que o aparelho “não deve ter quase bordas”. Outro detalhe que chama a atenção aqui é o fato de que a mesma deverá ser livre de reflexos. E tem mais: o display parece ser curvo. Ao menos é isso que se percebe com uma olhada bem atenta ao vídeo da marca.

Nesse mesmo vídeo que sugere que a tela será curva, ainda é possível captar outras informações. Por exemplo, há uma clara especulação em relação a cores mais vivas. Isso pode querer dizer que a fabricante pode ter mexido na resolução das imagens ou na paleta de cores.

– Os segredos

A companhia sul-coreana não dá de jeito nenhum informações precisas sobre o dispositivo. O que a Samsung está fazendo é uma espécie de pescaria. Constantemente a empresa tem soltado diversos teasers sobre o aparelho.

Em ocasião anterior, ela resolveu mostrar o dispositivo de “perfil” com o claro objetivo de deixar mais do que evidente a pouca espessura do aparelho e também as mudanças em seu design. Mas, recentemente, foi liberado outro teaser que faz um belo serviço de propaganda para a câmera do dispositivo, colocando a mesma em um patamar “lá nas alturas”.

De qualquer maneira, vale lembrar que são apenas especulações. Os vídeos não permitem que se tire uma informação com toda a certeza. De resto, o jeito é esperar pelo evento Galaxy Unpacked, que coincidirá com a abertura da MWC 2015 na Espanha, quando, enfim, a Samsung matará a curiosidade de todos.

Por Denisson A. Soares

Foto: divulgação


A Apple acaba de lançar os IPhones 6 e 6 Plus, na sexta-feira (14), no Brasil, com muitas novidades, como um design novo, mudanças nos processadores, aumento da definição das imagens e novos recursos de vídeos e fotos que vão agradar aos adeptos dos "selfies".

A principal mudança foi no seu tamanho, que aumentou consideravelmente, que é marca na nova geração de smartphones da Apple. Equipada com tela de 5.5 polegadas, o IPhone 6 Plus está com dimensões próximas ao Ipad mini de 7.9 polegadas.

Se o tamanho pode não agradar a uns, mas outros, que gostam de assistir filmes ou simplesmente jogar, pode agradar e muito. Também passa a ser mais difícil portar o aparelho, já que fica mais dificil guarda-lo em bolsos de roupas comuns, do dia-a-dia.

O IPhone 6 também ficou maior, com tela de 4.7 polegadas, ou seja 0.7 polegada maior que o seu antecessor, o IPhone 5s. O peso até que não aumentou muito: passou de 112 g para 129 g.

A Apple incluiu a função de alcançabilidade nos dois modelos, ou seja, quando o usuário toca duas vezes o botão principal, a tela diminui e faz com que apenas uma das mãos alcance todas os cantos da tela.

O aparelho possui também botão de repouso na lateral dele, no lugar do topo nas versões anteriores, para facilitar o bloqueio e desbloqueio da tela. Esse recurso é novidade apenas para os fans da Apple, porque nos concorrentes esse recurso já existe há mais tempo.

Os aparelhos também estão mais largos. O IPhone 6 tem 6.9 mim e o IPhone 6 Plus está com 7.1 mm. As câmeras estão mais projetadas, ficando mais expostas, e como as lentes são de safira, não riscam com facilidade. O design do aparelho também melhorou, com seu contorno mais arredondado.

Os aparelhos também apresentam mudanças na qualidade das imagens, com a tela retina HD e contraste de 1400:1 para o IPhone 6 e 130:1 para o IPhone 6 Plus. Estão com mais cores novas, mais vivas. 

A câmara frontal dos dois modelos  passou a captar 81% mais de luz, o que garante melhores "selfies". A câmara ficou mais rápida, já que passou a captar 240 imagens por segundo no lugar dos 120 imagens por segundo do modelo anterior.

Mas o grande problema desses novos modelos está no preço, que partem de R$ 3.200,00 e chegam a R$ 4.400,00.

Por Russel Hernandes

Foto: divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: