Motorola lança Novo Moto E com melhorias na tela e conexão 4G. Confira o preço e as novidades do aparelho.

A segunda geração do Moto E é recebida com alterações importantes para o aparelho de entrada da Motorola. Display otimizado, conexão 4G e câmera frontal são algumas das configurações em que o dispositivo passa a ser de bom agrado para as pessoas que desejam fazer parte do mundo dos smartphones.

Embora as otimizações, trata-se de um dispositivo para as pessoas que não buscam sofisticação. Três motivos disso são a espessura do aparelho (que possui 1,23 cm, bem maior em relação aos dispositivos mais atuais), o acabamento em plástico emborrachado (sendo que outros possuem especificações em metal) e a câmera traseira com a ausência de flash.

O dispositivo é comercializado em três versões, sendo um apenas com 3G e 8 GB de armazenamento (com valor de R$ 569), outro com 4G e 16GB de armazenamento (com preço de R$ 699) e outro com 4G, 16 GB de armazenamento e TV Digital (com valor de R$ 729).

O Novo Moto E permanece possuindo uma pegada qualificada devido o corpo emborrachado. Ele possui processador quad-core (de quatro núcleos) de 1,2 GHz, 1 GB de memória RAM e capacidade com limitação. O display é de 4,5 polegadas e a otimização na sensibilidade da tela é verificável, onde na versão antecedente ele possuía pequenas “emperradas” na transição de visores, como exemplo.

Na divulgação do aparelho, a Motorola afirmou que estava escutando o feedback dos usuários e devido a isso inseriu uma câmera para selfie no dispositivo. A ausência da funcionalidade pode ter sido um dos motivos onde não são verificados tantos Motos E como Motos G, que possuem câmera frontal a partir da primeira versão. A câmera traseira, por sua vez, é atrativa para fotos em locais com boa iluminação.

A funcionalidade de TV digital permanece idêntica da versão antecedente, onde é preciso inserir um “rabicho” no local de fone de ouvido para que ela esteja em funcionamento.

Sobre o Moto E:

A Motorola lançou o Moto E em maio do ano passado. O smartphone chegou ao mercado logo após o lançamento do Moto G, porém, não fez tanto sucesso quanto o seu irmão. Inicialmente a Motorola lançou o aparelho nos Estados Unidos e na Índia. Por falar na Índia, foi lá que o aparelho mais se destacou, chegando a se aproximar da quantidade de Motos G vendidos no país. O Moto E foi criado pela Motorola no intuito de oferecer aos consumidores um aparelho intermediário, que proporcionasse uma ótima qualidade aliada a um bom preço. Para conhecer um pouco mais sobre o aparelho, acesse o site www.motorola.com.br.

Felipe Couto de Oliveira


Um aparelho portátil com muito sucesso na atualidade é, sem sombra de dúvidas, os smartphones. Os mesmos ganharam bastante sucesso no mercado internacional devido às suas configurações avançadas em relação aos celulares comuns. Dessa forma, ter um smartphone se tornou sinônimo de modernidade, por isso, o aparelho faz sucesso em escala global.

Dentre as várias marcas que atuam na produção e comercialização de smartphones podemos destacar a Motorola, empresa de grande sucesso e muito conhecida em todas as partes do planeta. Para quem está em busca de smartphone desta marca saiba que uma boa indicação fica por conta do novo Motorola Moto E. Saiba mais detalhes a respeito do lançamento da Motorola na continuação desta matéria.

O Moto E é uma versão de entrada da marca que promete fazer bastante sucesso em seu segmento. Uma das grandes vantagens desse aparelho é justamente o mesmo ser na versão dual-chip, ou seja, você pode usar até dois chips diferentes caso deseje. Além disso, outro ponto positivo é a versão com TV Digital. O design do aparelho também merece destaque, bastante moderno e bem detalhado.

Um dos grandes destaques desse aparelho é justamente o seu sistema operacional, trata-se do Android 4.4.2, o KitKat, caso não saiba esse é um dos melhores sistemas operacionais da atualidade. Essa plataforma é bastante simples de ser manuseada e ao mesmo tempo dispõe de uma funcionalidade muito boa e avançada, com interface simplificada proporcionando ótima navegação a qualquer usuário.

O novo smartphone da Motorola ainda possui tela de 4,3 polegadas com resolução de 960 x 540 pixels. Para aqueles que gostam de tirar fotos saibam que a câmera traseira é de 5 megapixels. O aparelho ainda possui as conectividades Wi-Fi, 3G e Bluetooth. A parte de hardware do Moto E também não deixa a desejar, o processador é o dual-core de 1,2 GHz, possui 1 GB de memória RAM bem como 4 GB de armazenamento interno que podem ser expandidos para até 32 GB com auxílio de cartão microSD.

A versão dual-chip possui preço sugerido de R$ 529 enquanto que a versão com dois chips, TV Digital e duas capinha dispõe de preço sugerido de R$ 599.

Por Bruno Henrique

Moto E

Foto: Divulgação


A Motorola está trabalhando pesado para se estabelecer nos mercados de baixo custo atualmente dominados por aparelhos de configurações extremamente simples. A maioria dos usuários desse tipo de aparelho são indivíduos que possuem pouca ou nenhuma experiência em smartphones ou ainda utilizam os chamados feature phones, celulares comuns, com teclado numérico e tela pequena.

Segundo dados da IDC Brasil, empresa especializada em consultoria na área de tecnologia, o país ainda possui cerca de 11 milhões de telefones celulares tradicionais. Esses dados foram fortes o suficiente para convencer a Motorola a investir nesse campo e atrair essa parcela de consumidores. Aparentemente não é só no Brasil que essa situação ocorre, já que a empresa também lançou o Moto E na Índia e em vários outros mercados emergentes.

A estratégia de fato pode funcionar, já que o aparelho possui uma configuração robusta, superior à maioria dos smartphones de entrada vendidos atualmente. Entretanto, será que o Moto E é capaz de vencer o Lumia 520, um dos queridinhos da categoria?

Para responder a essa questão, é importante analisarmos os dois aparelhos e colocá-los lado a lado na briga por um mercado que cresce cada vez mais tanto no Brasil quanto em outros países em ascensão.

O smartphone de entrada da Nokia possui, de fato, um grande ponto positivo que é a sua capacidade de armazenamento interno. Com 8GB de memória interna o usuário não deve ter problemas para instalar a maioria de seus aplicativos. Além disso, a Nokia é conhecida por ter as melhores câmeras em smartphones e apesar de possuir apenas 5MP, a câmera do Lumia 520 conta com uma série de recursos que estão em falta no Moto E. Já o aparelho da Motorola possui configuração superior em quase todos os aspectos, com 1GB de RAM, processador dual-core de 1,2GHz, densidade de pixels maior, com 256 ppi, resolução de 960x540p e tela de 4,3 polegadas contra apenas 4 do Lumia.

Atualmente o smartphone da Nokia é vendido por R$ 500, já o Moto E sai por R$ 525 na versão mais simples, caso o usuário não se importe em ter um aparelho com TV Digital e capacidade dual-SIM.

Por Ebenezer Carvalho

Novo Moto E

Foto: Divulgação


Lançado recentemente pela Motorola,o Moto E conta com versão que traz suporte para dois chips além de TV digital. O modelo de entrada da fabricante já começou a ser vendido no Brasil e em outros 39 países na última semana. O dispositivo por aqui pode ser encontrado por preços a partir de R$ 530. Já versão que tem dois chips mais a TV digital vai custar ao consumidor R$ 600.

Rick Osterloch, executivo da Motorola, parece estar feliz com os resultados obtidos pela empresa em terras brasileiras. Por aqui a marca tem dois de seus smartphones como os mais vendidos. Fato que coloca a empresa de volta ao mercado. Em um período de cinco meses o Moto G acabou por se tornar o aparelho mais vendido no país.

De acordo com a Motorola com os resultados obtidos por aqui, depois dos Estados Unidos, o Brasil acabou se tornando o segundo país mais importante para os negócios da fabricante de dispositivos móveis. Aliás, esse é um dos principais motivos que levaram a marca a disponibilizar o Moto E com TV digital. Segundo o executivo da empresa isso foi implementado como resultado aos pedidos dos consumidores que estão optando por trocar os celulares convencionais por smartphones. Ainda segundo a empresa caso isso traga resultados positivos por aqui outros mercados também poderão ter sua vez.

O Moto E basicamente é um aparelho de entrada. Isso quer dizer que tem um preço relativamente mais acessível, o que permitirá que muita gente faça a troca de celular para smartphone. O modelo apresentado é bem similar a outros “irmãos” mais velhos tais como o Moto X e o Moto G. Outro detalhe é que o dispositivo contará com capas coloridas que poderão ser personalizadas pelos usuários.

A tela do aparelho conta com 4,3 polegadas. Entretanto, diferente do Moto G e do Moto X a tela não é uma Full HD. Já a bateria do dispositivo tem capacidade para durar um dia inteiro. O sistema operacional é o Android 4.4.2, versão mais recente do sistema operacional do Google. O Moto E conta também com 1 GB de memória RAM, rádio FM, câmera de 5 megapixels, entrada para cartão de memória com capacidade para até 32 GB de armazenamento e a já citada TV digital. No mais, ainda tem a tela que traz a tecnologia batizada de Gorilla Glass, que é bem mais resistente a arranhões e à chuva.

Com relação ao Moto G a empresa lançou uma versão com suporte para internet móvel uma vez que o modelo anterior contava apenas com suporte para a 3G. O modelo mais recente será vendido a partir de R$ 800 enquanto que a versão 3G custa R$ 650. De acordo com a empresa a inclusão da 4G foi feita em resposta a pedidos que partiram dos próprios usuários brasileiros que buscavam poder usar uma internet mais rápida em um aparelho com preço mais acessível.

Por Denisson Soares

Moto E

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: