Modelo apresenta diversas novidades, entre elas destaca-se o fato dele ser à prova d?água.

Não há como negarmos que o smartphone da Motorola, Moto G, é realmente um sucesso de venda e de aceitabilidade no mercado nacional. A fim de continuar com esse sucesso, agora a mais nova aposta da fabricante está em torno do aparelho Moto G 3ª geração.

Apesar de ser um modelo intermediário da marca, o Moto G 3ª geração se tornou também um sucesso devido ao fato de seu preço estar dentro da realidade financeira de grande parte dos consumidores brasileiros.

Dentre as novidades trazidas por essa nova geração estão a parte traseira que nessa versão contém uma parte metálica ao redor da câmera, há também a presença de uma borda de metal que envolve o aparelho por completo. O material que foi utilizado para compor o corpo dessa versão do Moto G foi modificado, sendo que o material escolhido foi um plástico que possui uma texturização, a qual tem a finalidade de dar uma maior segurança na pegada dos usuários.

Para aqueles que gostam de telefones com dimensões maiores, essa 3ª geração do Moto G acabou ganhando alguns poucos milímetros haja vista que o aparelho ficou com as seguintes dimensões: altura de 142,1 mm, largura de 72,4 mm e uma espessura curva que contém uma variação entre 6,1 mm e 11,6 mm.

Os interessados em adquiri-lo irão encontrar nas lojas nas cores branca ou preta, contudo no interior de sua caixa, o aparelho vem de fábrica com outras duas opções de capinhas coloridas.

Outro grande atrativo que essa versão do Moto G traz é o fato dele ser à prova d’água, sendo que o aparelho pode ser submergido em uma profundidade de até 1 metro pelo período máximo de aproximadamente 30 minutos, porém convém ressaltar que não é possível fazer a utilização das funções do aparelho enquanto ele está submerso.

Este novo Moto G conta com uma câmera traseira que tem a presença de duplo flash e 13 megapixels e a frontal de 5 megapixels. Com relação às demais configurações do aparelho, o processador utilizado foi um quad-core de 1,4 Ghz, 2 GB de memória RAM e capacidade de armazenamento com versões de 16GB e 8 GB, a qual pode ser expandida por meio da utilização de cartão microSD.

O aparelho pode ser adquirido pelos consumidores nas lojas por uma variação de preços entre R$ 849 até R$ 979, de acordo com a versão que for escolhida. Logo, para quem procura um bom smartphone e com o valor mais acessível o Moto G 3ª geração é uma excelente opção.

Por Adriano Oliveira

Moto G 3

Foto: Divulgação


A Motorola continua conquistando ótimas vendas no mercado de smartphone, graças ao Moto G e também ao Moto X que conquistaram o mercado brasileiro.

E o sucesso da Motorola por aqui é tão grande, que a empresa resolveu priorizar o país e seus novos lançamentos estão sendo feitos aqui simultaneamente com outros países. E o novo Moto G está repleto de novidades e motivos para convencer você a adquirir um, confira!

A Motorola disponibiliza em seus smartphones o Android "puro", já que outras empresas sempre buscam uma forma de modificar o SO para atendê-las melhor. Assim, o Android do novo Moto G não tem a interface modificada, deixando o sistema operacional bem mais leve e livre de vários aplicativos que você nunca iria usar. O aparelho vem com o Android 4.4.4 KitKat e poderá ser atualizado para o Android 5 LolliPop.

O novo Moto G agora oferece suporte a cartão SD, assim, além de ter 8GB ou 16GB de espaço no aparelho, poderá inserir um cartão que ofereça até 32GB de espaço para armazenamento.
Outro bom motivo para você ter um novo Moto G é o preço! Pagando apenas R$ 699,00 em média você poderá ter um aparelho com 8GB de espaço, tela HD, som estéreo e ainda contará com uma bateria de longa duração. O processador é um Snapdragon 400 quad core e oferece dual chip. É o aparelho com melhor relação custo X benefício.

E se você pagar cerca de R$ 799,00 poderá ter o Moto G com 16GB de espaço e com televisão digital e as imagens são excelentes, uma ótima opção para quem não abre mão de ter TV no smartphone. As imagens da TV do novo Moto G são bem nítidas e você pode conferir ainda uma prévia de toda a programação na lista dos canais.

E os aplicativos que veem com o novo Moto G realmente são importantes, como o Moto Assist que ajuda a automatizar várias tarefas. Tem ainda o Alerta para informar ao usuário sobre algumas situações de risco. E com o Migração Motorola você poderá transferir todos os dados de seu antigo Motorola para o novo modelo.

O novo Moto G tem atualização garantida para o novo Android 5 LolliPop, a última versão do Android que está repleta de novidades!

As câmeras do aparelho foram aprimoradas, sendo que a câmera principal agora conta com 8mp e a câmera dianteira com 2mp, para garantir melhor resolução! O software da câmera do novo Moto G possibilita a filmagem em câmera lenta e também em Full HD.

É sem dúvida alguma, um dos melhores modelos “intermediários” do mercado atual!

Por Russel

Moto G

Moto G

Fotos: Divulgação


O Moto G, smartphone da Motorola lançando em 2013, foi o aparelho mais vendido da empresa, segundo a própria Motorola. Para manter o sucesso, o novo Moto G, melhorou o hardware, agora possuiu suporte para dois chips e o recurso de TV digital, este último exclusivo no Brasil. 

O aparelho não possui funções delirantes, a qualidade está justamente em fazer o que se espera de um smartphone a um preço acessível, quando comparado ao Samsung Grand Duos (que é  vendido por R$ 1.200), tem funções bem semelhantes. O Moto G tira fotos com resolução aceitável, não engasga ao rodar aplicativos e tem uma tela grande e de qualidade. Os únicos contras do aparelho são que não roda 4G e possui um fone de ouvido frágil e de plástico.

A versão mais cara do Moto G custa em média R$ 799 tem 16GB interno e TV digital. E a versão mais barata custa em torno de R$ 699, possui 8GB interno e não tem o recurso de TV digital. 

Com tela 5 polegadas HD, o novo Moto G está no porte dos tops de linha, apesar dos tops já possuírem tela Full HD. A parte de trás, por ser emborrachada, ajuda na aderência do aparelho na mão. Com uma espessura de 11 milímetros, quando está no bolso de trás da calça de um homem não incomoda em nada. Mas, pode desagradar as mulheres, pois cresceu meia polegada, por isso pode ficar desagradável para carregar no bolso de trás da calça feminina.

Com um bom processador quad-core 1,2GHz, o Moto G roda bem os aplicativos populares. Durante os testes, app's como Facebook, Whatsapp, Instagram e Twitter rodaram sem dificuldades. Também não houve problemas em rodar jogos com gráficos mais pesados.

O ponto negativo do Moto G é não possuir uma versão 4G. Ainda não existe previsão para aparelhos que rodem a internet móvel ultraveloz.

O Android é o 4.4 (KitKat), praticamente puro, ou seja, com poucos aplicativos e interface adaptada para a Motorola. Este é um ponto positivo, pois está pronto para receber uma nova versão do Android. Alguns dos recursos adicionados ao novo Moto G, foram "Assist" e "Migração Motorola". O primeiro permite configurar ações inteligentes ao aparelho e a segunda ajuda a transferir dados de smartphones novos e antigos, via Bluetooth para o Moto G.

O recurso TV digital é a grande novidade no novo aparelho, mas para usar o recurso é preciso estar em um lugar com bom sinal, às vezes em lugares fechados, o aparelho começava a exibir imagens, mas depois elas desapareciam. Em lugar aberto, não houve problemas em assistir à TV.

Ao comprar o aparelho, a pessoa tem que ficar atenta, pois o  recurso TV digital consome muita bateria. Em meia hora de viagem em transporte público a bateria caiu em 30%. Para minimizar isso, existe um recurso que ao chegar aos 50% de bateria é exibido um aviso. 

A câmera melhorou em relação ao aparelho anterior, em lugares iluminados e com o aparelho bem estabilizado é possível tirar ótimas fotos. Caso, não esteja estabilizado, as fotos podem sair tremidas e podem começar a granular um pouco.

Por Camilla Batista 

Moto G

Moto G

Fotos: Divulgação


Conforme os preços variam, o custo-benefício de um celular pode aumentar ou diminuir. E foi isso que aconteceu com o Moto G. O aparelho chegou a ser encontrado por incríveis R$ 519 à vista. Isso eleva o custo-benefício do aparelho, deixando-o em situação confortável em relação aos seus principais concorrentes.

Devido às variações de preço que ocorrem regularmente, o Moto G pode ser encontrado agora por R$ 584, no varejista Submarino.  

No site Tudo Celular, o aparelho saltou da 4ª posição para a no ranking de custo-benefício. O smartphone superou o Sony Xperia Z1 e o LG G3, ficando atrás apenas do líder Nexus 5.

O aparelho da Motorola, desenvolvido quando a empresa ainda estava sob controle do Google, alcançou a nota 9,8, estipulada pelo site.  

O que era bom ficou ainda melhor. Apesar do preço baixo, o Moto G é um excelente aparelho capaz de rodar praticamente todos os aplicativos da Google Play Store sem dificuldades. Ele consegue satisfazer mesmo os usuários avançados. Não é à toa que o Moto G é o smartphone de maior sucesso na história da Motorola, que recentemente foi adquirida pela Lenovo.  

A queda no preço pode estar relacionada ao lançamento da próxima geração do aparelho, o Moto G2, que deve ser lançado às vésperas da IFA 2014, que ocorre no início de setembro, em Berlim, Alemanha.

O aparelho possui especificações de smartphone intermediário. Ele é equipado com um processador Snapdragon 400 rodando a 1,2 GHz Quad-Core, uma GPU Adreno 305, 1 GB de memória RAM, 16 GB de armazenamento interno (há versões de 8 GB), tela de 4,5 polegadas com resolução 720×1280, câmera traseira de 5 megapixels e bateria de 2070 mAh. O sistema operacional do Motorola Moto G é o mais recente lançado pelo Google, o Android 4.4.4 KitKat.  

Se você quer ter acesso a um bom smartphone sem gastar muito, o Moto G certamente é a melhor opção no mercado brasileiro. No último ano ele foi o smartphone mais vendido do Brasil.

Por William Nascimento

Moto G

Moto G

Moto G

Fotos: Divulgação


Lançado recentemente pela Motorola,o Moto E conta com versão que traz suporte para dois chips além de TV digital. O modelo de entrada da fabricante já começou a ser vendido no Brasil e em outros 39 países na última semana. O dispositivo por aqui pode ser encontrado por preços a partir de R$ 530. Já versão que tem dois chips mais a TV digital vai custar ao consumidor R$ 600.

Rick Osterloch, executivo da Motorola, parece estar feliz com os resultados obtidos pela empresa em terras brasileiras. Por aqui a marca tem dois de seus smartphones como os mais vendidos. Fato que coloca a empresa de volta ao mercado. Em um período de cinco meses o Moto G acabou por se tornar o aparelho mais vendido no país.

De acordo com a Motorola com os resultados obtidos por aqui, depois dos Estados Unidos, o Brasil acabou se tornando o segundo país mais importante para os negócios da fabricante de dispositivos móveis. Aliás, esse é um dos principais motivos que levaram a marca a disponibilizar o Moto E com TV digital. Segundo o executivo da empresa isso foi implementado como resultado aos pedidos dos consumidores que estão optando por trocar os celulares convencionais por smartphones. Ainda segundo a empresa caso isso traga resultados positivos por aqui outros mercados também poderão ter sua vez.

O Moto E basicamente é um aparelho de entrada. Isso quer dizer que tem um preço relativamente mais acessível, o que permitirá que muita gente faça a troca de celular para smartphone. O modelo apresentado é bem similar a outros “irmãos” mais velhos tais como o Moto X e o Moto G. Outro detalhe é que o dispositivo contará com capas coloridas que poderão ser personalizadas pelos usuários.

A tela do aparelho conta com 4,3 polegadas. Entretanto, diferente do Moto G e do Moto X a tela não é uma Full HD. Já a bateria do dispositivo tem capacidade para durar um dia inteiro. O sistema operacional é o Android 4.4.2, versão mais recente do sistema operacional do Google. O Moto E conta também com 1 GB de memória RAM, rádio FM, câmera de 5 megapixels, entrada para cartão de memória com capacidade para até 32 GB de armazenamento e a já citada TV digital. No mais, ainda tem a tela que traz a tecnologia batizada de Gorilla Glass, que é bem mais resistente a arranhões e à chuva.

Com relação ao Moto G a empresa lançou uma versão com suporte para internet móvel uma vez que o modelo anterior contava apenas com suporte para a 3G. O modelo mais recente será vendido a partir de R$ 800 enquanto que a versão 3G custa R$ 650. De acordo com a empresa a inclusão da 4G foi feita em resposta a pedidos que partiram dos próprios usuários brasileiros que buscavam poder usar uma internet mais rápida em um aparelho com preço mais acessível.

Por Denisson Soares

Moto E

Foto: Divulgação


A tecnologia mudou, os computadores que antes eram gigantes, agora cabem na mão com os chamados Tablets. O recurso da TV também mudou. Antigamente eram gigantes e pesadas. Hoje são finas como folhas de papel, mas será que o Celular também mudou?

Pra isso chamamos os smartphones que são nada mais nada menos que celulares inteligentes que têm funções de computador. E nessa classe, há muitas faixas de preços e opções. Muitos preferem comprar o mais caro, para usufruir totalmente do sistema sem engasgo. Outros querem para “Acessar o Facebook”, mandar SMS, entrar no Skype, e funções mais básicas. Mas será que estes aparelhos de baixo custo realmente são bons. É o que a Motorola quer mostrar com o Moto G.

O aparelho é o irmão de baixo custo do Moto X, smartphone recém-lançado em parceria com o Google. Afinal, foi ele quem comprou a Motorola então nada mais justo do que lançar aparelhos com seu aval. A ideia era lançar um smartphone com peças mais básicas com um preço menor. E parece que conseguiu.

Para se ter uma idéia, por menos de R$ 700, você leva para sua casa um smartphone com 1 GB de RAM, processador Quad-Core, câmeras frontal e traseira e uma tela com alta resolução. Estas são apenas algumas das características do potente smartphone, que, além disso, tem dual-chip. Isso é bom para quem tem empresas e precisa de duas linhas no celular. Aliás, aparelhos com essa tecnologia vendem muito bem no Brasil e na China, por isto os dual-chips são muito bem difundidos aqui no nosso país.

Vale ressaltar que a Motorola fez até lançamento mundial aqui nas terras tupiniquins para apresentar o produto, tanto à imprensa quanto aos consumidores. Para quem comprar o aparelho ainda leva quatro capinhas, aumentando ainda mais a preferência do brasileiro, que gosta de personalizar seu aparelho. O modelo ainda terá atualização para o novo Android 4.4.

Parabéns a Motorola que conseguiu em um único aparelho de baixo custo, trazer rapidez, otimização e qualidade. 

Por Leandro de Souza

Motorola Moto G

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: