Aplicativo promete pagar os usuários e repassar a renda para a caridade.

O Whatsapp é atualmente um dos aplicativos mais utilizados do mundo, porém, nos últimos tempos, vem ganhando diversos concorrentes, como o Telegram, que alcançou recentemente a marca de 100 milhões de usuários e já é considerado por muitos, até mesmo melhor que o Whatsapp. Entre os de menor destaque, temos o WowApp, um aplicativo bem diferente e que promete pagar os usuários e repassar a renda para a caridade.

O aplicativo ainda é pouco conhecido, possui quase as mesmas funções do Whatsapp e paga os usuários, caso eles consigam trazer novos usuários para o mensageiro, mas não pense que é fácil, afinal de contas, é necessário conseguir que 400 amigos comecem a usar o aplicativo por meio de seu convite para conseguir apenas US$ 1.

O aplicativo está disponível para iOS e Android, ainda estando disponível para o Windows e o MAC, nos computadores, sendo que a única maneira de se cadastrar, é recebendo um convite de um amigo, exatamente para incentivar os usuários a ganharem dinheiro chamando cada vez mais amigos para o app.

Segundo a empresa que gerencia o aplicativo, de 70% a 80% de toda a receita obtida com o app é repassado aos usuários do WowApp, que arrecada dinheiro com parcerias e publicidade, embora seja difícil imaginar que tantas pessoas consigam convidar 400 amigos para conseguir apenas US$ 1 (ou 100 WowCoins, moeda usada no aplicativo) a ponto da empresa destinar todo esse dinheiro aos usuários.

Quanto às funções, como citado anteriormente, ele possui as mesmas funções do Whatsapp praticamente, além de possuir funções não disponíveis no aplicativo rival, como chamadas de vídeo, não disponíveis de forma nativa no Whatsapp. De pago, apenas os serviços de ligação por meio de VoIP, para celulares e números fixos.

Para se ter uma ideia de como é difícil conseguir de fato uma arrecadação com o aplicativo, cada convite aceito equivale a 0,25 WowCoins. Como dito, o aplicativo também doa dinheiro a caridade por meio de seus usuários, que podem doar a mais de 2.000 instituições o dinheiro obtido com o mensageiro, que conta com uma base de mais de 110 países entre todas essas instituições, o que não deixa de ser algo positivo.

Por Paulo Henrique

WowApp


O sistema operacional Android é a plataforma preferida de quatro a cada cinco usuários. No terceiro semestre deste ano o Android representou 81% dos smartphones vendidos em todo o mundo. A pesquisa foi divulgada no final de outubro e foi realizada pela  Strategy Analytics. De julho a setembro foram comercializados mais de 251,4 milhões de celulares "inteligentes" representando um aumento de 204,4 milhões de dispositivos a mais se comparado ao mesmo período do ano passado.  Já a esponjada Apple representou uma queda somando apenas 13,4% das vendas (no  ano passado essa porcentagem representava 15,6% das comercializações).

A BlackBerry ficou em último na lista representando apenas 1% das vendas, o que já era esperado como resultado. A Microsoft ganhou pontos positivos e representou um avanço de 2,1% graças ao sucesso do Lumia (Nokia) nos países da Europa, Ásia e nos Estados Unidos.

Curiosamente, um dos aparelhos mais vendidos que rodam o sistema Android pertence a Samsung, que já teve divergências com Steve Jobs e a Apple. Uma pesquisa realizada no início do ano feita pela Localytics, apontou o Galaxy SIII como o "cool" da marca seguido do Galaxy SII e Galaxy Ace. O Galaxy Note, Note II e Y aparecem como quarta, quinta e sexta preferência dos consumidores. O tablet  Galaxy Tab 2 7.0 também apareceu na lista perdendo apenas para o Kindle Fire ficando na oitava posição, resumidamente metade deste mercado pertence a Samsung. Porém, parcerias à parte, o Google quer mais e visa inovar continuamente o sistema que se tornou um dos mais populares dos últimos anos. Os números também são responsáveis devido ao grande aumento de aparelhos com baixo custo que contam com grande número de usuários Android, muito maior se comparados aos que utilizam a plataforma iOS.

A última versão para o Android lançada no mês passado, o KitKat, promete ultrapassar a marca de usuários deixada por uma das versões primárias, a  GingerBread que continua sendo  uma das mais utilizadas até hoje.  

Por Luciana Ávila    

Android

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: