Uma das marcas mais conhecidas no mercado de smartphones registra queda nos lucros e já começa a correr atrás do prejuízo. A Samsung, empresa sul-coreana, prepara novos aparelhos para 2015, mas anuncia também um corte de 25% a 30% no lançamento de novos produtos. O intuito é investir nos aparelhos que realmente emplacaram e caíram no gosto popular.

A intenção é trabalhar com os modelos mais globais (de gosto popular), assim a empresa aumenta a sinergia entre linha de produtos, além de proporcionar um melhor aproveitamento dos componentes dos produtos, o que acarreta em redução de custos e facilidade de manutenção.

O portfólio de produtos pode ser unificado, fazendo com que as filiais ao redor do mundo fale a mesma língua. As informações podem ser conferidas pelo Wall Street Journal.

O impacto dessa mudança afeta diretamente aos setores de baixo e médio porte, que apresentam maior número de vendas, contudo, menos lucro devido ao preço baixo dos aparelhos ofertados.

A estratégia visa oferecer um suporte mais dedicado aos modelos atuais. Para os modelos de médio porte, a empresa pretende aumentar o número de opções com o compartilhamento de peças, o que gera economia para a empresa e aumentaria o lucro.

O lucro da empresa no terceiro trimestre de 2014 caiu de 15% para 7%, resultado mais baixo desde o ano de 2008, ano da chegada da linha Galaxy. Esses números motivaram as mudanças de redução de custos e melhoria na eficiência de suporte e montagem dos aparelhos.

As medidas adotadas pela Samsung podem ser observadas em marcas consagradas como a LG e Motorola, além da Xiaomi, que chegam até mesmo a compartilhar componentes de aparelhos de categorias diversas.

Outro fator observado é o design dos smartphones, que seguem basicamente o mesmo design, mais uma estratégia de redução de custos.

As mudanças significam a descontinuação de alguns modelos da marca, que ainda não foram divulgados. A expectativa é que o corte afete principalmente aos modelos que se diferem mais da consagrada linha Galaxy.

Por André César

Foto: divulgação


Estadunidenses ligados em tecnologia e que apreciam um celular de qualidade devem ficar atentos, pois a Amazon baixou o preço do smartphone Fire Phone, que possui entre suas principais características a tela 3D. A empresa está comercializando o Fire Phone a US$ 1,00 nos Estados Unidos. A exigência, como corriqueiramente ocorre nessa espécie de oferta, possui relação com fidelidade, para adquirir o aparelho ao preço de US$ 1,00 é preciso aceitar uma assinatura de, no mínimo, dois anos com uma operadora de telefonia móvel, especificamente a AT&T.

A taxa mensal na AT&T é de US$ 60,00, o equivalente a cerca de R$ 135,00. Anteriormente, o gadget era comercializado com um plano parecido por US$ 200,00, em média R$ 450,00.

Caso o comprador não queira esta condição de fidelidade, o aparelho celular, com armazenamento interno de 32GB, pode ser adquirido por US$ 450,00, em média R$ 1.015,00. Uma promoção semelhante a esta nos Estados Unidos também foi utilizada para a venda do iPhone 5C.

Características do smartphone:

O Fire Phone possui tela HD de 4,7 polegadas, 2 GB de memória RAM, acabamento em alumínio, GPU Adreno 330 e processador quad-core Qualcomm Snapdragon 800 com clock de 2,2 GHz. Além dessas características, o que o diferencia é a tela 3D. Quatro sensores são responsáveis por gerar as imagens tridimensionais. Eles ficam localizados na parte frontal do Fire Phone, de forma que acompanham os olhos do usuário visando mostrar uma perspectiva dinâmica. Outra característica curiosa é a tecnologia infravermelha, fazendo com que os mesmos sensores funcionem em locais escuros. O sistema operacional do Fire Phone é o Fire OS, semelhante ao Android – o mesmo sistema é utilizado nos tablets da Amazon.

A Amazon não comercializa dispositivos móveis no Brasil, com exceção do Kindle, portanto não foi divulgada data para a chegada do smartphone no país. Porém, recentemente a Amazon lançou a venda de livros físicos no Brasil, a esperança é que o comércio estenda-se também aos smartphones. 

Por Rafaela Fusieger

Amazon Fire Phone

Amazon Fire Phone

Foto: Divulgação


A Samsung é uma das maiores companhias da atualidade no setor de equipamentos eletrônicos.

A divisão de smartphones da empresa tem obtido sucesso com as vendas de seus produtos top de linha, como é o caso da linha Galaxy. O S5 foi o mais recente lançamento da sul-coreana e não fez feio frente ao seu principal concorrente da Apple.

Com diversos recursos interessantes voltados para o público fitness, o Galaxy S5 veio recheado de novos apps e funcionalidades que vão garantir ao usuário maior liberdade na hora de praticar diversas atividades esportivas.

Além do tão esperado leitor de impressões digitais, o aparelho possui também um exclusivo sensor de batimentos cardíacos e uma série de aplicativos para serem utilizados em conjunto com essas novidades. O modelo também é resistente à água e aguenta algumas pancadas relativamente fortes. Entretanto, um dos maiores atrativos da nova linha são os acessórios que podem ser adquiridos separadamente. Os tão aguardados Galaxy Gear 2 e o Gear Fit, que são smartwatches capazes de se integrarem com o aparelho e atenderem a chamadas, receberem notificações além de mostrarem os batimentos cardíacos do usuário.

Segundo o site especializado ZDNet Korea a Samsung dobrou a quantidade de aparelhos vendidos em diversos mercados pelo mundo. Há ainda a especulação de que os estoques do Galaxy S5 foram esgotados em diversos outros países. Embora essas afirmações ainda não tenham sido confirmadas pela companhia sul-coreana, ela afirma que o primeiro dia de vendas trouxe resultados extremamente satisfatórios na casa dos milhões. Essas informações surpreendem, já que, ao menos na Coreia do Sul, o modelo foi vendido com duas semanas de antecedência, o que arruinou a surpresa e o suspense que são fundamentais para garantir o sucesso no primeiro dia de vendas.

No Brasil o modelo custa R$ 2.600, mas pode ser encontrado um pouco mais barato, dependendo do contrato feito com a operadora. Além dele, também estão sendo vendidos os relógios inteligentes Galaxy Gear 2 e o Gear Fit, com os valores de R$ 1.300 e R$ 900, respectivamente.

Por Ebenezer Carvalho

Samsung Galaxy S5

Foto: Divulgação


A briga entre as grandes Apple e Samsung pela liderança no mercado de vendas de smartphones é algo recorrente e até mesmo mais do que esperado. Entretanto, um pouco mais em baixo, necessariamente na terceira posição, os resultados tem se mostrado interessantes. Até então essa colocação era ocupada pela LG. Porém, a Lenovo meio que foi se esgueirando até conseguir pegar para si a vaga.

As informações sobre as mudanças no ranking de vendas de celulares em escala mundial foram divulgadas recentemente pela Gartner. De acordo com os dados levantados pela empresa, a Lenovo conseguiu apenas no último trimestre vender 12,9 milhões de aparelhos celulares. Em termos mais técnicos, esses números trouxeram para a companhia uma fatia de participação no mercado de 5,1%, o que deixou a empresa na terceira posição. Já a LG ficou com 12 milhões de vendas e a quarta colocação.

A Samsung ainda continua sendo imbatível nas vendas de aparelhos celulares. A companhia tem uma marca de 80 milhões de unidades vendidas. A Apple, apesar de estar em segundo lugar, está mais do que distante de chegar próximo dessa marca. A empresa tem 30,3 milhões de aparelhos vendidos.

Como já sabemos quem ocupa a terceira e quarta colocação, vamos pular para a quinta, que se encontra nas mãos da Huawei com 11,6 milhões de dispositivos vendidos.

Voltando a atenção para a Lenovo, temos que lembrar que a nova colocação da empresa foi em parte uma consequência das vendas realizadas na China. Apenas por lá as vendas representam uma fatia de 95% do total global obtido pela companhia no período analisado.

Outras informações apresentadas pela Gartner mostram que durante o terceiro trimestre foram vendidos 455,6 milhões de aparelhos celulares. Isso representa um crescimento de 5,7% em comparação ao mesmo período do ano anterior. Desse número, 55% são apenas referentes a smartphones, que em relação a 2012 teve um crescimento de 45,8%.

Por Denisson Soares


O Nexus 5 não é mais nenhuma novidade, já que foi vazado diversas vezes em imagens e vídeos pela internet. Em uma ocasião, um manual completo do aparelho caiu na internet, revelando detalhes de suas especificações que devem ser confirmados em pouco tempo. Geralmente a quantidade de rumores existentes sobre um produto são um grande indício de que o seu lançamento se aproxima.

De acordo com uma imagem publicada recentemente, o aparelho da Google já possui um espaço exclusivo na rede de lojas Best Buy nos EUA. De acordo com fontes do site especializado Phandroid, o aparelho deve ocupar uma seção exclusiva na rede de lojas. Além da expectativa em cima do Nexus 5, a Google publicou uma imagem promocional que dá indícios que o novo SO da companhia deve ser lançado em breve.

Foto: Divulgação

Segundo rumores vastamente divulgados, o novo Nexus 5 deve ser lançado juntamente com o novo Android 4.4 KitKat. A expectativa é que o anúncio oficial seja feito até o final de outubro, acompanhando a temporada de anúncios de grandes empresas ramo como Apple, LG e Sony.

O novo Android deve trazer mudanças significativas no visual de forma a facilitar a sua utilização pelo usuário. Além disso, ele deve chegar com opções nativas para a realização de pagamentos com a tecnologia NFC. Basta aguardar o final do mês para saber mais informações detalhadas dos lançamentos da companhia.

Por Ebenézer Carvalho


iPad Mini à venda no BrasilFinalmente chega ao mercado o tablet iPad Mini, novo lançamento da empresa americana Apple.

Após a longa espera, visto que este aparelho foi lançado em outubro do ano passado, os consumidores poderão adquirir o novo tablet a partir desta terça-feira, 25 de junho.  A venda no Brasil estava autorizada desde novembro pela ANATEL.

As operadoras que oferecerão o produto divulgaram que o preço do mesmo estará entre R$ 1.500 e R$ 1.800 e acrescentam que os valores finais ficarão por conta do plano escolhido pelo cliente.

As empresas de telefonia que admitiram a venda do eletrônico foram a TIM e a Claro, a Vivo não irá colocar o novo produto da Apple à venda e a Oi não cedeu informações.

Algumas empresas que, além das operadoras, venderão o tablet, não informaram os preços nem a procedência do mesmo. 

Espera-se que caso a empresa brasileira Foxconn fabrique o aparelho, o governo forneça alguma redução nos tributos, esta redução tributária poderia traduzir-se na colocação de preços mais em conta para o consumidor.

Algumas especificações técnicas:

  • Tela: 7,9 polegadas;
  • Espessura: 7,2 mm;
  • Peso: 250 g;
  • Processador A5 de dois núcleos;
  • Câmera frontal de HD;
  • Câmera traseira de 5 megapixels.

Por Melina Menezes


O novo smartphone top de linha da Sony, o Xperia ZQ, finalmente começou com a pré-venda no mercado brasileiro.

De acordo com o divulgado pela fabricante, o celular foi lançado em pré-venda exclusivamente no mercado brasileiro e é compatível com o 4G nacional. Além disso, o gadget possui tela Full HD com proteção Mobile Bravia Engine 2, processador de 1.5 GHz Snapdragon S4 Pro com quatro núcleos, display de 5 polegadas, memória RAM de 2 GB e bateria com 2.370 mAh.

E também, o Xperia ZQ, que apareceu pela primeira vez no Mobile World Congress deste ano, conta com câmera na parte de trás com 13 MP e sistema operacional Android Jelly Bean, além da câmera na parte da frente com 2.2 MP.

Os fãs da Sony, ou quem gostou e quer comprar o aparelho, têm uma boa notícia, pois ele está saindo por um valor mais baixo que o Samsung Galaxy S4 e o iPhone 5.

Para comprar o aparelho basta acessar o site oficial da Sony (onde o ZQ estará disponível exclusivamente durante a pré-venda) e efetuar a compra. O valor a ser pago é R$ 2.049.

Por Guilherme Marcon


A Toshiba mantêm a sua constante busca por produtos inovadores e com maior qualidade, sendo que a novidade do momento é um novo módulo para câmera digital.

Segundo a companhia, este módulo possui uma organização que possui até 50 mil pequenas lentes que pode ser usados em smartphones e tablets.

A grande diferença deste módulo é que ele permite que as imagens sejam capturadas de modo que sua perspectiva seja ajustada de acordo com vontade do usuário após a confecção da foto.

Ou seja, com esta nova tecnologia será possível mudar o foco e perspectiva de uma foto já tirada de acordo com a vontade do proprietário.

Um mecanismo parecido já está presente na câmera Lytro que foi a primeira do mercado a usar este recurso conhecido como “captura de campo luminoso” e agora terá uma grande concorrente neste mercado pouco explorado.

De acordo com Atsushi Ido, porta-voz da Toshiba, este mecanismo para câmeras digitais irá funcionar como os olhos em mosaico de alguns insetos e que as alterações para captura de imagem serão feitas pelo hardware do próprio módulo criado.

Esta novidade da Toshiba vai estar presente no mercado para venda a partir de março de 2014.

Por Ana Camila Neves Morais


Mais um produto inovador da Apple estará em pouco tempo no mercado mundial e desta vez a nova tecnologia consiste em um relógio inteligente.

Este aparelho, que está sendo desenvolvido pela Apple em parceria com a Intel, consiste em um relógio de pulso com tela OLED de 1,5 polegada que permite a conexão com dispositivos baseados no sistema operacional iOS como iPod´s e iPhone´s.

Além disse, são feitas especulações na internet sobre a possibilidade deste relógio ser equipado com o recurso Siri que permitiria ao usuário atender ligações de um iPhone sem tira-lo do bolso.

O relógio inteligente da Apple deve ser lançado até julho de 2013 e terá como grandes concorrentes neste mercado pouco explorado o Pebble da Kickstarter e o SmartWatch da Sony.

Por Ana Camila Neves Morais


Os tablets estão circulando em quantidade cada vez maior nas ruas do Brasil e por isso a empresa de consultoria IDC realizou uma pesquisa para analisar as características deste mercado promissor.

Segundo o estudo, no Brasil a venda deste tipo de dispositivo móvel cresceu cerca de 127% no terceiro trimestre de 2012 com 769 mil unidades sendo vendidas em todo o território nacional.

Ao considerar as características dos aparelhos comercializados aproximadamente 46% dos tablets possuem o sistema operacional Android – que está presente em aparelhos de diferentes fabricantes – e apresentam valores médios de R$500,00.

Para o ano de 2013, a consultoria espera a venda de 5,4 milhões de tablets no Brasil que já é o décimo maior mercado do mundo em tablets.

Por Ana Camila Neves Morais


A TIM realizou no início do mês de novembro a venda inaugural do iPhone 5 no Brasil e divulgou que vendeu cerca de 1.500 unidades deste smartphone durante os dias do evento que realizou no país.

A operadora disponibilizou aparelhos da Apple já desbloqueados com valores entre R$2.399,00 e R$2.999,00 nas cidades de Belo Horizonte, Belém, São Paulo, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, Brasília, Curitiba e Porto Alegre.

Por Ana Camila Neves Morais


O Instagram divulgou nesta semana os novos termos para utilizar os serviços da rede social de compartilhamento de fotos.

As novas regras incluem questões conflitantes como a exclusão da rede daqueles que se recusarem a aceitar as novas regras bem como a proteção do Instragram de processos judiciais em decorrência de falta de privacidade na rede social.

Os novos termos de uso do Instagram começam a valer a partir do dia 16 de janeiro de 2013 permitindo que os anunciantes paguem para realizar a exibição de suas imagens, fotos e nomes de usuários com objetivos publicitários.

No entanto, esta ação gerou muito mais descontentamentos do que proteção ao Instagram que poderá ter baixas importantes em seus usuários como a revista National Geographic que informou a suspensão de sua conta na rede social em decorrência das alterações.

Por Ana Camila Neves Morais


Nesta última quinta-feira, dia 13 de dezembro de 2012, a Livraria Saraiva retirou de seu site a oferta para iPad 4.

Antes da retirada estavam sendo ofertados cerca de seis modelos do novo tablet da Apple com valores variando entre R$1.550,00 e R$2.300,00 que eram inferiores aos oferecidos no mercado em geral para este dispositivo eletrônico.

Segundo o Procon-SP a Saraiva deve honrar a oferta entregando do iPad 4 para quem comprou pelo preço informado ou permitindo o reembolso do valor aos consumidores.

Além disso, a Livraria Saraiva pode ser penalizada pela Apple por ter iniciado as vendas do iPad 4 no Brasil antes do previsto pela empresa e com valores comerciais incorretos.

Ao serem questionadas sobre o assunto nem a Apple nem a Saraiva quiseram se manifestar.

Por Ana Camila Neves Morais


No último domingo, dia 22 de julho, a Samsung anunciou que foram vendidos mais de 10 milhões de aparelhos Galaxy S III no mundo todo. Esse resultado surpreendente foi alcançado em apenas dois meses depois do lançamento oficial do aparelho (no dia 29 de maio).

A informação veio através do presidente da divisão de tecnologia da informação e comunicações móveis da Samsung, Shin Jong-Kyun, que não revelou números exatos das vendas do smartphone. Se realmente estes números estiverem corretos significa que foram vendidos cerca de 190 mil smartphones por dia.

De acordo com a agência de notícias Yonhap News, alguns analistas alegam que as vendas do dispositivo deverão permanecer em alta no terceiro trimestre deste ano. O motivo deve-se principalmente pela demora da Apple em anunciar a nova versão do iPhone, que provavelmente só será revelada em setembro ou outubro.

Espera-se que sejam vendidas 40 milhões de unidades do Galaxy S III, o que seria um grande recorde para os smartphones fabricados pela Samsung. Entre os grandes destaques do aparelho estão o processador quad-core Exynos 4, o sistema operacional Android 4.0 e sua tela de 4,8 polegadas.

Por Guilherme Marcon


O Brasil está vivendo um excelente momento para as fabricantes de smartphones. Segundo um relatório que foi publicado recentemente divulgado pela Internacional Data Corporation (IDC), a venda de smartphones no Brasil cresceu 84% em 2011, quando comparado ao mesmo período de 2010. Este índice alcançado revela um novo recorde do setor no Brasil, e também é um dos segmentos de mercado que mais cresce no país.

A pesquisa revelou dados mais precisos sobre o assunto: foram vendidos em todo o Brasil 9 milhões de aparelhos em 2011, sendo que em 2010 foram comercializados 4,8 milhões.

Segundo os pesquisadores que fizeram o levantamento dos dados, o crescimento do mercado de smartphone no Brasil se deu justamente porque a oferta de aparelhos cresceu muito, e a chegada de aparelhos que fizeram sucesso no mundo, como o iPhone 4 e o Galaxy S, também ajudaram a aumentar este índice.

Segundo os dados do relatório, o crescimento ainda vai continuar no ano de 2012, mas não será tão agressivo quanto o visto em 2011.


Interessante, mas não é grande coisa.

O Nokia Oro é mais chique do que qualquer outra coisa, com revestimento de ouro 18 quilates, parte traseira de couro escocês e um botão home de safira.

Com tudo isso era de se esperar que o aparelho fosse fantástico. Mas nem tanto. As especificações deste são bastante padronizadas, passando pelo sistema operacional, o último Symbian (também chamado de Anna), o que realmente brilha são as coisas pequenas como a unificação do Twitter e Facebook e uma caixa postal também unificada.

A câmera traseira de 8 megapixels faz um bom trabalho, ajudada pela memória de 8 GB. A tela é a parte mais interessante, com 3 polegadas e meia e resolução de 360×640 ela é ótima tanto para vídeos como para websites. O conjunto vem também com um fone bluetooth em ouro e aço.

A parte intrigante é que todo esse ouro não parece ter deixado o aparelho muito pesado: 132 g com dimensões de 4.62 x 2.26 x 0.48, menor que a maioria dos smartphones do mercado.

O verdadeiro peso do aparelho vem do preço. O fato de ser feito em ouro 18 quilates faz com que o Oro custe quase o preço de um iPhone 4, por volta de 500 euros.

Por Ana Rebello


Com a temporada de final de ano, onde um grande volume de compras é efetivado devido ao natal, a Sony Ericsson prevê que o volume de vendas de seus produtos será recuperado.

As vendas no terceiro trimestre não foram tão boas quanto o esperados, segundo a própria empresa o motivo foi a falta  dos componentes.

Como o mercado está super aquecido para os celulares inteligentes tanto no Brasil quanto em vários outros países, a Sony Ericsson visualiza como sua menina de ouro, os novos smartphones mesmo considerando seus fortes concorrentes, as empresas Nokia e Apple.

A Sony obteve lucro, após quase dois anos em déficit, através das vendas de seus celulares inteligentes como os modelos Xperia 10, Vivaz e a linha X10.

Por Carla Caldeira


A busca por aparelhos cada vez mais sofisticados vem crescendo e muito no Brasil. O equipamento de ponta, com serviços diversos voltados principalmente para as mídias sociais são os mais visados. A tendência é que 80% dos celulares vendidos em todo o mundo sejam smartphone, pela facilidade que proporciona em acessar emails, internet, jogos e entre outros.

Novos aparelhos estão sendo lançados pela LG, Samsumg e a HTC com o sistema operacional Windows Phone, da Microsoft.

Mesmo quem já é usuário assíduo dos celulares estilo smartphone, desejam sempre a última versão com novos aplicativos e funcionalidades exclusivas, o que alimenta ainda mais o mercado para o lançamento de celulares de ponta.

Por Carla Caldeira


Nem tudo são rosas e, quando se fala do mercado de telefonia, o mar de rosas é ainda mais difícil de se navegar. Quem se espetou feio recentemente foi a Microsoft. O Kin, smartphone voltado para as redes sociais e com design de gosto duvidoso, se mostrou uma grande fracasso de vendas. Com apenas 9,7 mil unidades vendidas, em menos de seis semanas deixou de ser comercializado e fabricado pela Microsoft.

De acordo com a fabricante, o Kin gerou 240 milhões de dólares de prejuízo. Nada de mais, ainda mais para uma empresa que anunciou um lucro trimestral de 4,52 bilhões de dólares. Porém, com lucro ou não, o fato é que o Kin foi um dos maiores fiascos da história da telefonia móvel.

Por Camila Porto de Camargo


A consultoria ABI Research afirmou recentemente, que a venda de smartphones teve queda de 1,8% em relação aos três primeiros meses de 2009. De acordo com a pesquisa, aproximadamente, 1 milhão de aparelhos classificados como smartphones deixaram de ser vendidos neste período. No entanto, a média de vendas não para de subir.

A Nokia, com a venda de modelos mais simples, e a Apple se destacaram e ajudaram o índice a não ser pior. A fabricante finlandesa teve aumento nas vendas de 25%, já a Apple ficou bem abaixo, com 1,4% de aumento. A estimativa é que a chegada do novo iPhone ajude na venda de mais smartphones, pois além dele, outras empresas devem lançar mais modelos para concorrer neste disputado mercado.

Por Camila Porto de Camargo

Fonte: G1 Economia





CONTINUE NAVEGANDO: