Rumores indicam que a atualização pode ser um botão \’\’+\’\’ logo abaixo das fotos, e que, ao clicar no ícone, uma aba para que o usuário possa escolher fotos para upload aparecerá.

O Instagram se tornou ao longo dos últimos anos, em uma das redes sociais mais usadas do mundo pelos usuários. O objetivo da rede social é o compartilhamento geral de fotos por meio do usuário, para seus seguidores.

A rede social vem recebendo algumas atualizações com novidades nas últimas semanas como a do gerenciamento de múltiplas contas, que sofreu com alguns problemas no início, que já foram resolvidos posteriormente, agora, uma nova atualização que foi disponibilizada para os usuários do iOS, mostrou que mais uma nova função pode estar chegando ao aplicativo, ao menos para o sistema da Maçã.

Os usuários que fizeram a atualização e puderam utilizar por alguns instantes o aplicativo com a nova função, relataram que trata-se de um botão ''+'' logo abaixo das fotos, e que, ao clicar no ícone, uma aba para que o usuário pudesse escolher fotos para upload aparece, porém, não era possível realizar o upload das imagens, o que mostrou que se tratava de uma mudança precipitada lançada para os usuários por algum erro.

Até mesmo por isso, após pouco tempo, o botão foi tirado do aplicativo depois de uma nova atualização no aplicativo, fazendo com que os usuários começassem a se questionar sobre uma possível novidade na rede social das imagens. Tal fato deixou os usuários curiosos sobre o que poderemos ver em uma atualização futura próxima.

Com isso, os primeiros rumores a respeito do que seria o botão ''+'' no aplicativo, sendo que alguns comentam sobre a possibilidade de se tratar de um envio múltiplo de imagens, a opção de responder a imagem com um vídeo ou foto por parte de outro usuário, apenas repostar a foto no seu perfil do Instagram como muitos perfis de fã clubes fazem, características de álbum, além de uma possível função disponível apenas para anunciantes, o que justificaria o fato do botão ter sido retirado rapidamente da rede social com outra atualização.

Porém, é esperado que em breve a empresa se pronuncie sobre o lançamento precipitado da função para os usuários, quando finalmente iremos saber o que afinal de contas significa o novo botão ''+'' na rede social.

Por João Trajano

 

Instagram


Modelo da Apple pode ser comprado por R$ 4 nos Estados Unidos no plano de 2 anos da operadora Verizon ou Sprint.

Já pensou em comprar em comprar um iPhone 6s por apenas R$ 4 ? Nos EUA é possível fazer isso, ao menos foi nesses últimos dias.

A oferta está sendo oferecida pela rede de varejo Best Buy, uma das maiores e mais respeitadas no território norte-americano. A oferta é especial para esse final de ano, porém, para realizar a compra por um valor tão baixo, é necessário comprar um plano de 2 anos da operadora Verizon ou Sprint. Nenhuma das duas operadoras trabalha no Brasil atualmente.

A oferta, assustadora para quem mora no Brasil, também chamou a atenção em nos Estados Unidos, onde geralmente esse tipo de plano é oferecido por cerca de US$ 200, algo em torno de R$ 800 na cotação atual do Dólar. Por lá, o preço de um iPhone 6s, é US$ 649, mais de R$ 2.500,00.

O modelo disponibilizado pela Best Buy, é o de 16GB, disponível em todas as cores. Porém, a oferta é válida apenas para o iPhone 6s, de 4,7 Polegadas. O modelo Plus, mais caro e com tela maior, não entrou na promoção e continua com seu preço convencional.

Para aqueles que já pensam em comprar o aparelho, mas moram aqui no Brasil, a decepção não tarda a chegar: Para efetuar a compra, como o iPhone será vinculado a uma operadora, é necessário possuir endereço residente nos Estados Unidos, e o documento equivalente ao CPF por lá, para poder comprá-lo.

Atualmente no Brasil, o mesmo aparelho, sem plano de operadoras, sai por praticamente, R$ 4.000,00. Já com os planos oferecidos por elas, é possível comprar um iPhone 6s por cerca de R$ 3.000,00 ou até mesmo por um valor pouco menor.

Para, efeito de comparação, o site Techtudo, calculou quantos iPhones 6s seria possível comprar nos Estados Unidos na promoção da Best Buy, com o valor que se gasta em apenas um, aqui no Brasil. O resultado? Seria possível comprar quase mil unidades do aparelho.

Por Isis Genari

iPhone 6s


Após o lançamento do Apple Watch, a empresa Pebble registrou uma alta nas vendas de seus smartwatches.

Após o lançamento do Apple Watch era esperado que a venda de relógios similares ao da marca Apple caísse drasticamente. Porém, o efeito foi bem contrário às expectativas do mercado. Após o lançamento do relógio inteligente da marca americana, a situação que se apresentou foi a de crescimento de vendas também de outros modelos de smartwatch oriundos de empresas concorrentes do mercado.

Um desses exemplos é o do relógio inteligente da marca Pebble. O relógio foi batizado com o mesmo nome da startup criadora do produto. Ele é um smartwatch muito funcional, e de simples utilização. Esses dois fatores ajudaram muito a impulsionar as vendas do relógio no mercado.

Eric Migicovski, CEO da Pebble, pontua o que para ele é o motivo das vendas da companhia terem subido tanto no ano de 2015, após o lançamento do Apple Watch. A marca da maçã trouxe o mercado de smartwatches para os olhos do público em geral, fazendo assim com que a procura pelo produto subisse muito, impulsionando não somente as vendas da Apple, como também, as vendas de empresas concorrentes.

Migicovski ainda afirma que, neste ano de 2015 as vendas dobraram com relação ao ano anterior.

Com esse aumento da procura pelo relógio, e consequente aumento de vendas, a Pebble já lançou a sua nova geração de smartwatches, estando o modelo à venda através do site da companhia. A nova geração traz melhoramentos no sistema operacional do produto, tornando-o compatível com os sistemas iOS e Android, e também novas opções de cores.

A companhia lançou o Pebble no ano de 2012, e no período desses quase três anos, mais de um milhão de relógios já foram comercializados pela companhia.

É bem verdade que o relógio Apple Watch supera na maioria dos quesitos todos os concorrentes do setor. Então, o que pode ser o maior motivo para o público adquirir um modelo da Pebble ao invés de um modelo da Apple, pode ser a diferença de preço. Enquanto os smartwatches da Apple custam aproximadamente R$ 3 mil, os relógios da Pebble saem por três vezes menos.

Por Igor Furraer

Relógios inteligentes da Pebble

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: