A introdução de smartphones no mercado, que em uma tradução literal significa “celular inteligente”, veio com uma proposta de aumentar os recursos disponíveis nos dispositivos móveis até então.

Com uma ideia totalmente nova, a empresa russa Yota lançou o YotaPhone 2, que se destaca por ser um aparelho com duas telas. Isso mesmo, o smart possui uma tela frontal (convencional) e uma na tampa traseira para leitura.

Essa novidade tem objetivo de fundir um smartphone que tenha suas funções normais de envio de mensagens, navegação na internet e execução de aplicativos com um leitor de livros digitais.

Atualmente, a Amazon possui no mercado o Kindle, que é um leitor de livros eletrônicos e utiliza um sistema de tela que tem consumo de bateria baixíssimo. Ainda não foi revelado se o sistema no YotaPhone será idêntico ao e-reader da Amazon, porém a ideia é a mesma: fornecer um meio confortável e de baixo consumo de energia para o usuário ler usando o dispositivo.

O smart da Yota vem equipado com um processador Snapdragon 800, de 2.3 GHz, memória RAM de 2 GB e memória de armazenamento de 32 GB. A tela principal do aparelho é de 5 polegadas, com resolução Full HD e tipo AMOLED, equipada com uma câmera para selfies e videoconferência de 2.1 MP.

A grande novidade, a tela traseira, possui 4,7 polegadas – um pouco menor que a dianteira -, é monocromática e o tipo ainda não foi especificado. A câmera principal do aparelho, localizada logo acima da tela, é de 8 megapixels e possui Flash LED.

O aparelho já está disponível no Reino Unido e será distribuído por vários países da Europa em breve. A expectativa é que o smartphone chegue até os Estados Unidos, onde promete custar cerca de US$ 650 (o que equivale a aproximadamente R$ 1.700 hoje).

Ainda não existem informações se o aparelho chegará ao mercado brasileiro, porém, o seu lançamento fomenta a concorrência a investir nesse tipo de aparelho, caso ele seja uma novidade bem aceita entre os consumidores.

Por Rannier Ferreira Mendes

Foto: divulgação


Uma das marcas mais conhecidas no mercado de smartphones registra queda nos lucros e já começa a correr atrás do prejuízo. A Samsung, empresa sul-coreana, prepara novos aparelhos para 2015, mas anuncia também um corte de 25% a 30% no lançamento de novos produtos. O intuito é investir nos aparelhos que realmente emplacaram e caíram no gosto popular.

A intenção é trabalhar com os modelos mais globais (de gosto popular), assim a empresa aumenta a sinergia entre linha de produtos, além de proporcionar um melhor aproveitamento dos componentes dos produtos, o que acarreta em redução de custos e facilidade de manutenção.

O portfólio de produtos pode ser unificado, fazendo com que as filiais ao redor do mundo fale a mesma língua. As informações podem ser conferidas pelo Wall Street Journal.

O impacto dessa mudança afeta diretamente aos setores de baixo e médio porte, que apresentam maior número de vendas, contudo, menos lucro devido ao preço baixo dos aparelhos ofertados.

A estratégia visa oferecer um suporte mais dedicado aos modelos atuais. Para os modelos de médio porte, a empresa pretende aumentar o número de opções com o compartilhamento de peças, o que gera economia para a empresa e aumentaria o lucro.

O lucro da empresa no terceiro trimestre de 2014 caiu de 15% para 7%, resultado mais baixo desde o ano de 2008, ano da chegada da linha Galaxy. Esses números motivaram as mudanças de redução de custos e melhoria na eficiência de suporte e montagem dos aparelhos.

As medidas adotadas pela Samsung podem ser observadas em marcas consagradas como a LG e Motorola, além da Xiaomi, que chegam até mesmo a compartilhar componentes de aparelhos de categorias diversas.

Outro fator observado é o design dos smartphones, que seguem basicamente o mesmo design, mais uma estratégia de redução de custos.

As mudanças significam a descontinuação de alguns modelos da marca, que ainda não foram divulgados. A expectativa é que o corte afete principalmente aos modelos que se diferem mais da consagrada linha Galaxy.

Por André César

Foto: divulgação


A Apple acaba de lançar os IPhones 6 e 6 Plus, na sexta-feira (14), no Brasil, com muitas novidades, como um design novo, mudanças nos processadores, aumento da definição das imagens e novos recursos de vídeos e fotos que vão agradar aos adeptos dos "selfies".

A principal mudança foi no seu tamanho, que aumentou consideravelmente, que é marca na nova geração de smartphones da Apple. Equipada com tela de 5.5 polegadas, o IPhone 6 Plus está com dimensões próximas ao Ipad mini de 7.9 polegadas.

Se o tamanho pode não agradar a uns, mas outros, que gostam de assistir filmes ou simplesmente jogar, pode agradar e muito. Também passa a ser mais difícil portar o aparelho, já que fica mais dificil guarda-lo em bolsos de roupas comuns, do dia-a-dia.

O IPhone 6 também ficou maior, com tela de 4.7 polegadas, ou seja 0.7 polegada maior que o seu antecessor, o IPhone 5s. O peso até que não aumentou muito: passou de 112 g para 129 g.

A Apple incluiu a função de alcançabilidade nos dois modelos, ou seja, quando o usuário toca duas vezes o botão principal, a tela diminui e faz com que apenas uma das mãos alcance todas os cantos da tela.

O aparelho possui também botão de repouso na lateral dele, no lugar do topo nas versões anteriores, para facilitar o bloqueio e desbloqueio da tela. Esse recurso é novidade apenas para os fans da Apple, porque nos concorrentes esse recurso já existe há mais tempo.

Os aparelhos também estão mais largos. O IPhone 6 tem 6.9 mim e o IPhone 6 Plus está com 7.1 mm. As câmeras estão mais projetadas, ficando mais expostas, e como as lentes são de safira, não riscam com facilidade. O design do aparelho também melhorou, com seu contorno mais arredondado.

Os aparelhos também apresentam mudanças na qualidade das imagens, com a tela retina HD e contraste de 1400:1 para o IPhone 6 e 130:1 para o IPhone 6 Plus. Estão com mais cores novas, mais vivas. 

A câmara frontal dos dois modelos  passou a captar 81% mais de luz, o que garante melhores "selfies". A câmara ficou mais rápida, já que passou a captar 240 imagens por segundo no lugar dos 120 imagens por segundo do modelo anterior.

Mas o grande problema desses novos modelos está no preço, que partem de R$ 3.200,00 e chegam a R$ 4.400,00.

Por Russel Hernandes

Foto: divulgação


A Samsung, famosa produtora sul-coreana de eletro-eletrônicos, já disponibilizou em seu site a pré-venda do Galaxy Note 4.

Famoso pelo seu tamanho incomparável, que dar ao celular um ar de tablet, em sua nova versão, a Samsung apresenta a tela Quad HD Super Amoled. Segundo a empresa, esse novo tipo de tela produz imagens bastante nítidas, que vão além dos limites que olho humano pode enxergar.

Além disso, com essa tela, as imagens ficam quatro vezes mais nítidas que uma tela de HD comum. Para trazer ainda mais agrados aos consumidores, agora, a tela é de 5,7’’, perfeita para vídeos, leituras de ebooks e, para os mais ousados, até curtir um filminho ao lado da namorada em um dia frio.

A câmera está mais potente. A captura da câmera traseira pode chegar aos 16 MP e a frontal aos 3,7 MP com lentes com abertura f/1.9. O smartphone ainda oferece um estabilizador digno de câmeras profissionais que proporcionam fotos sem borrões, mesmo se o fotógrafo tremer.

O aparelho conta, ainda, com a função de Seleção Inteligente. Ao adquirir o smartphone, ele virá como uma espécie de caneta denominada S-Pen. Segundo a Samsung, a utilização deste instrumento se torna mais eficiente que o uso do mouse.

O aparelho ainda conta com a função Photo Note. Basta tirar fotos de livros, lembretes e anotações. Automaticamente, os escritos serão convertidos para o modo digital e você poderá editá-los como quiser.

O aparelho conta, também, com a função de multipossibilidades. A ferramenta possibilita que o usuário abra diversas janelas ao mesmo tempo, o que proporciona a realização de várias tarefas concomitantemente.

O aparelho chega ao mercado brasileiro com um preço médio de R$ 2.899,00.

Apesar de ser um excelente smartphone, o usuário deve analisar o custo benefício, a real necessidade de se ter um aparelho desse porte e a condição financeira capaz de adquiri-lo. 

Por Daniel Alves

Foto: divulgação


Os smartphones Galaxy A3 e A5, da empresa sul-coreana Samsung, fizeram muito barulho na internet sobre rumores de seu lançamento, porém, a marca teve problemas, com peças esbarrando em seu controle de qualidade e ampliando o tempo de espera pelos novos produtos por parte do consumidores.

De acordo com fontes do próprio país da empresa, apenas metade das carcaças metálicas, que são o grande ponto positivo dos aparelhos, foram aprovadas pela Samsung, atrasando muito a produção e distribuição dos aparelhos.

Mesmo com seus lançamentos sem datas definidas, já são conhecidas as especificações técnicas dos aparelhos.

O Samsung Galaxy A3 roda o sistema operacional Android 4.4.4 KitKat e  possui as seguintes dimensões: altura de 130,1 mm, largura de 65,5 mm e espessura de 6,9 mm, com peso de 110 g. Sua tela de 4,5 polegadas é supersensível ao toque, do tipo Super AMOLED, com resolução de 540 x 960 pixels e densidade de pixels de 245 ppi.

Ele possui câmera traseira de 8 MP (com Flash LED), tirando fotos com até 3264 x 2448 pixels de resolução, e uma câmera frontal com 5 MP, que é uma resolução excelente para registrar selfies e realizar videochamadas com o aparelho.

Seu processador é o Qualcomm Snapdragon 410 Cortex-A53, com quatro núcleos e taxa de clock de 1.2 GHz. Sua memória de armazenamento interna é de 16 GB, expansível usando cartões de memória MicroSD de até 32 GB e possui memória RAM de 1GB.

O Galaxy A5, que também executa o Android 4.4.4 KitKat, é um pouco maior que a versão A3, com 139,3 mm de altura, 69,7 mm de largura, 6,7 mm de espessura e pesando 123 g. Sua tela é de 5 polegadas, com resolução de 720 x 1280 pixels.

A câmera frontal do dispositivo possui 13 MP, sendo capaz de tirar fotos com até 4128 x 3096 pixels, enquanto que a câmera frontal é a mesma que a do A3. As configurações de armazenamento e processador do A5 são as mesmas do A3, porém essa versão possui memória RAM de 2 GB.

O aparelhos ainda não tiveram seus preços divulgados.

Por Rannier Ferreira Mendes

Foto: divulgação


Finalmente uma espectativa real de lançamento do novo Nexus, e pode ser ainda em outubro. Embora deva ser caro, provavelmente valerá o investimento.

Para os que ainda não sabem, Nexus é um franquia de celulares que não pertence a nenhuma das famosas fabricantes, a marca pertence ao Google, e há lançamentos feitos por várias fabricantes como LG (Nexus4), Sansung (Nexus 10) ou Asus (Nexus 7).

A Google costuma escolher a parceira para produzir o gadget de acordo com o peso do nome da fabricante no cenário atual. O mais provável parceiro no momento deve ser a Motorola, que volta a ter destaque este ano com o seu MotoG.

A Motorola, que começou no ramo de sons para automóveis (daí vem o nome da marca, MOTOrs e vitROLA), passou por um momento turbulento recentemente, foi vendida para a Google e depois vendida para a LENOVO, atual dona. No entanto, parece ter se recuperado e vem se destacando no cenário mundial.

A informação do lançamento parece ser segura e corrobora com boatos anteriores. O novo aparelho deve receber o nome de Nexus X ou Shamu e seu preço de lançamento deve girar em torno dos 420 dólares nos EUA.

O celular, que geralmente custa um pouco mais caro, costuma valer o investimento, pois tem o Android "puro" e, por isso, as atualizações acontecem primeiro no Nexus.

As datas do lançamento estão entre 15 e 16 de outubro, mas já há especulações de alguns dados técnicos do smartphone. A tela, por exemplo, deve medir 5,9 polegadas, sendo resolução HD. As dimensões ficariam em 143 por 73 milímetros.

Quanto à memória RAM, se o boato se concretizar, não surpreenderá em nada e trará apenas 3GB, enquanto a memória de armazenamento (ROM) virá com 32GB.

O destaque fica para o sistema que, claro, será a versão mais nova do Android, o "Android L". Enfim, na questão de software, o Nexus é sempre uma boa escolha. Quem compra diz que o suporte de software é impecável, o que se deve sempre levar em conta.

Agora resta esperar pelo lançamento oficial para saber as reais configurações e preço, mas, se tratando de qualidade, o Nexus certamente atenderá aos critérios.

Por Fhilipe Pelájjio

Foto: divulgação


O brasileiro está acostumado a ouvir que os produtos no Brasil são mais caros, se comparados a países de primeiro mundo, contudo, chega uma boa notícia no ramo da telefonia: uma pesquisa revela que o Brasil é o quarto país com tarifa mais barata do minuto do celular, considerando 18 países com maiores densidades de concentração de telefones móveis em relação ao número de habitantes.

Foi constatado que o preço do minuto em nosso país é de US$ 0,07. Os únicos países da pesquisa que possuem valor mais barato são: China, Índia e Rússia. Coincidência ou não, os quatro países foram considerados como de economia de crescimento emergente nos últimos anos.

Para chegar ao valor, foram considerados os dados de tráfego mais próximos do perfil de uso do celular no Brasil, incluindo os tributos. Além do minuto do celular, também serão divulgados de forma periódica, pela Febratel e Telebrasil, os desempenhos comparados dos preços da banda larga fixa e móvel, além da telefonia fixa.

A pesquisa revela também algo que não é surpresa para os brasileiros: os valores dos tributos têm peso significativo para os preços da telefonia nacional. Enquanto o país ocupa a quarta posição de valor mais baixo do minuto do celular, dentre os 18 países pesquisados, o Brasil é o de maior carga tributária.

No Brasil, os tributos somam 43% da receita líquida, o que é quase o dobro da Argentina (2ª colocada no ranking) com 26%. Se comparado com a China, os tributos do Brasil superam em 14 vezes o país asiático, que possui apenas 3% de carga tributária no valor das ligações.

Os países pesquisados somam 55% da população mundial e têm grande relevância para a área de telecomunicação. São eles: Rússia, Reino Unido, Portugal, Peru, México, Japão, Itália, Índia, França, Estados Unidos, Espanha, Coréia do Sul, Colômbia, China, Chile, Brasil, Austrália e Argentina.

Por André César


A Apple, famosa marca de aparelhos eletrônicos mundialmente conhecida por alta tecnologia, sempre encanta seus clientes com tecnologias inovadoras e aparelhos modernos.

A notícia da vez foi o tal do Iphone 6, o aparelho mais esperado do ano para os “Apple maníacos”. Chegou em todas as lojas dos Estados Unidos na data de 12 de setembro e tem previsão para lançamento aqui no Brasil até o final de 2014.

O tão esperado aparelho trouxe novidades de design, com aparelhos maiores e mais finos, foi lançado em duas versões, o Iphone 6 e o Iphone 6 Plus, tem uma câmera de 8 megapíxels e um sensor para utilizar o recurso de autofoco.

Inovou com um processador A8, que é mais rápido e gasta menos bateria, está disponível nas cores dourada, prata e cinza. Porém, não trouxe apenas felicidade e pontos positivos, trouxe também desilusão.

Os aparelhos começaram a dobrar acidentalmente, simplesmente por serem transportados no bolso da calça. E, é logico, que o caso virou piada na internet e oportunidade para os concorrentes jogarem na rede diversas provocações.

A marca BlackBerry garantiu que seu novo lançamento, o BlackBerry Passport, não entortará facilmente igual ao dispositivo da Apple. Já a LG, pelo Twitter, cutucou a marca da maçã chamando o Iphone 6 de aparelho “dobrável”.

Mesmo após todo tumulto que o incidente causou, não são todos os clientes que estão reclamando do incidente, é apenas a minoria dos clientes que registram reclamações referente a esse problema.

Mas não é só a famosa e queridinha marca Apple que tem esse problema. Após uma pesquisa que foi realizada pelo site Tecmundo, foi constatado que a Sony já teve problemas com o modelo Xperia Zq, a Samsung já teve problemas com o Galaxy S4, a Nokia teve problemas com o Lumia 925 e a BlackBerry com o modelo Q10.

E agora é só esperar o que a Apple tem a dizer a seus clientes.

Por Juliana Ghisi

Foto: Unbox Therap 


No quesito tecnologia, a Samsung, além de ser uma das campeãs em vendas de produtos, está também na lista de empresas que mais inovam e se renovam no mercado tecnológico.

Foi em um evento, realizado no dia 17 deste mês, na cidade de São Paulo, que a gigante apresentou ao mundo o seu mais novo smartphone, o Galaxy K Zoom. Para os fãs da marca, o aparelho traz recursos dignos de seu valor.

Este é um dispositivo voltado, principalmente, para os apaixonados por fotografias. O dispositivo vem com câmera de 20,7 megapixels, com zoom óptico de até 10x. Este recurso pode ser controlado de maneiras distintas, podendo chegar a 20x, se usar o zoom digital e o flash Xênom.

Em tempos de selfie, modalidade de foto que faz o maior sucesso entre as celebridades, o Galaxy K Zoom traz o Selfie Alarm, que permitem aos usuários limitarem uma área na tela para que consigam usar a câmera traseira e tirarem fotos de si mesmos.

Desta forma, quando o rosto da pessoa estiver centralizado na região escolhida, o smart irá bater três fotos automaticamente e em seguida irá escolher a que ficou melhor.

Como informado, o dispositivo é uma ótima opção para quem gosta de fotografar obtendo resultados profissionais. A câmera do K Zoom escolhe pontos diferenciados para foco e exposição facilitando o manuseio do usuário.

Uma outra surpresa é o modo Pro Suggest que dá a opção de escolher tipos de filtros de acordo com as condições de cada foto, oferecendo configurações como que vão de retrato de família a um pôr-do-sol.

Como o campo da fotografia é fértil e seus mecanismos são fontes inesgotáveis de experimentos, para os que estão sempre em busca de algo a mais, no Pro Suggest Market é possível baixar mais opções de filtros para dar um toque especial em suas fotos.

Seu sistema operacional é Android 4.4 (Kit Kat), processador hexa-core (quad-core de 1,3 GHz com dual-core de 1,7 GHz), memória RAM de 2GB, armazenamento interno de 8GB, conectividade de 4G, Bluetooth e Wi-fi dentre outros. O valor sugerido do aparelho é de R$ 2.099 e já está a venda em lojas físicas e online da fabricante.

Por Juliana Alves de Souza

Foto: divulgação


A Amazon, marca ainda pouco conhecida no mercado brasileiro, é uma empresa multinacional de comércio de eletrônicos com sede nos Estados Unidos e sede na cidade de Seatle. Nesse contexto, tentando expandir a popularidade da marca por todo o mundo, essa empresa lançou o seu primeiro smartphone chamado Fire Phone.

O Fire Phone foi um modelo desenvolvido para trabalhar com o sistema operacional Fire OS 3.5 com um processador quad-core Qualcomm Snapdrogon 800 de 2,2 GHz. Esse telefone tem tela de LCD IPS de 4,7 polegadas com resolução HD e conta com uma resolução de 1280X720 pixels.

O outro atrativo desse modelo são as duas câmeras que tem uma ótima resolução, sendo que a câmera traseira tem a resolução de 13 megapixels e a dianteira de 2,1 megapixels. As dimensões e peso desse aparelho agradam bastante, por ter sido desenvolvido para ser um telefone portátil e ser carregado com facilidade pelos usuários, ele pesa cerca de 160 gramas apenas tem a espessura de 0,89 cm e tem dimensões de 13,92 cm X 6,65 cm.

O aparelho será comercializado com duas opções de espaço de armazenamento de dados uma com 32 GB e a outra com 64 GB. Uma funcionalidade que foi projetada nesse aparelho e irá agradar muito aos clientes foi denominada Dynamic Perspective, que é um novo jeito de ver as coisas, pois essa funcionalidade permite ao usuário passar de uma tela para outra apenas com uma balançada, ou até mesmo com um giro acessar algumas funções desse modelo ou abrir o menu.

Assim, a grande vantagem dessa funcionalidade é possibilitar que o proprietário possa controlar o aparelho com apenas uma das mãos, usando movimentos com o próprio aparelho para acessar comandos individuais.

Portanto, para aqueles que se interessaram pela novidade esse aparelho tem previsão de chegada na loja virtual da Amazon a partir do dia 25 de julho de 2014, com relação ao valor, a versão desbloqueada desse aparelho com 32 GB terá o valor de R$ 1.450 e a de 64 GB o valor de R$ 1.674, lembrando que esses valores citados são sem os impostos.

Por Adriano Oliveira

Foto: divulgação


A Samsung não para e esse é um fato no mundo tecnológico. A empresa cada vez mais causa surpresas aos clientes com lançamentos que surpreendem pela qualidade, tecnologia e desempenho.

Desta vez, foi o momento da marca Coreana deixar seu público de queixo caído, com anúncio de uma versão melhorada de seu mais recente produto, o Galaxy S5. Segundo rumores que circulavam na internet, o aparelho começaria tendo mudança em seu nome e seria denominado, S5 Prime ou Galaxy F, mas, para o descontentamento de alguns, o aparelho não teve nova nomenclatura.

A única mudança neste quesito foi em referência ao suporte tecnológico que oferece suporte para o 4G que é conhecido como LTE-A, que permite ao aparelho realizar a transferência de dados a 225Mbps, sendo que a tecnologia possui suporte para até 300Mbps.

Parte do Hardware também passaram por aperfeiçoamento, entre eles ficam em destaque, a tela AMOLED com 5,1 polegadas com resolução Quad HD de 2560×1440 pixels, processador quad-core Qualcomm Snapdragon 805 de 2,5 GHz e da GPU Adreno 420.

O aparelho também conta com mais espaço para armazenamento, sendo 3GB de memória RAM mais 32GB de capacidade de armazenamento interno, ainda expansível com uso de cartão de memória.

Características como dimensões, peso, resoluções das câmeras, presença de escâner de digitais e do monitor de batimentos cardíacos, certificação IP67, bateria e conectividade permanecem as mesmas já encontradas no S5 atual.

Este novo aparelho, no entanto, será vendido nas cores preta, branca, azul, dourada, rosa ou vermelha, a Samsung não deu maiores informações quanto a valores e data de chegada do aparelho as lojas autorizadas e ainda não se sabe se o mesmo chegará ao Brasil.

O aparelho opera comm sistema operacional Android 4.4.2, densidade de pixels de 576 ppi, Bluetooth 4.0, conectividade NFC, USB 3.0, 3G e 4G, bateria 2.800 mAh, peso de 145 gramas, 0,81cm de espessura certificação IP67.

Por Jaime Pargan

Foto: divulgação


Um dos aparelhos eletrônicos e portáteis mais conhecidos e procurados da atualidade é, sem sombra de dúvidas, os smartphones. Trata-se de um aparelho extremamente avançado, por meio do mesmo é possível realizar uma grande quantidade de tarefas, haja vista o grande número de funcionalidades que esse celular bastante avançado possui.

Com muita versatilidade e tecnologia agregada, o smartphone acaba se tornando um dos aparelhos mais populares da atualidade.

Vale ressaltar que a concorrência entre os smartphones é bastante acirrada, pois existe um grande número de marcas que atuam na fabricação e comercialização deste aparelho. Dentre as empresas um grande destaque fica por conta da LG, uma das marcas mais conhecidas do planeta e que possui excelentes smartphones.

Para aqueles que estão em busca de lançamento em relação a smartphone, saibam que uma grande indicação fica por conta do L70 III da linha L3 da LG. Caso ainda não saiba, a L3 é uma das novas linhas lançadas pela LG, a esma vem acompanhada de smartphones de alta qualidade, como de costume, e promete fazer bastante sucesso no mercado mundial.

O L70 é nada menos que um smartphone intermediário da linha L3 da LG. Uma das grandes vantagens desse aparelho é justamente a opção de até três chips de operadoras diferentes. Você poderá encontrar mais detalhes a respeito do smartphone na continuação desta matéria.

O L70 dispõe de tela de 4,5 polegadas com 800 x 480 pixels, além disso, convém destacar a sua câmera traseira de 5 megapixels e frontal VGA. Outro detalhe bem interessante é o sistema operacional do mesmo, que é o famoso Android 4.4.2, o chamado KitKat.

Dentre os softwares, um grande destaque fica por conta do processador dual-core de 1,2 GHz. O aparelho ainda possui 1 GB de memória RAM e capacidade de armazenamento interno de 4 GB, que podem ser expandidos para 32 GB com auxílio de cartão de memória.

Apesar de ser um lançamento recente da LG, o L70 já se encontra disponíveis nas melhores lojas do país. O preço sugerido do aparelho é de R$ 699,00.

Por Bruno Henrique

Foto: divulgação


O Nokia Lumia 630 é descolado, fashion, prático e perfeito para fazer parte do seu dia a dia. Este smartphone da Nokia é pequeno, leve e pode ser carregado com você para todos os lugares. Ele conta com os principais e mais recentes recursos desenvolvido do Windows.

Para quem gosta de digitar com rapidez e não quer perder muito tempo, por exemplo, vai adorar o teclado Word Flow, que é considerado o mais rápido do mercado. Assim, o usuário vai poder ficar por dentro das novidades das redes sociais e conversar com os amigos com mais velocidade.

Além disso, você pode deixar o Nokia Lumia 630 com a sua cara e do seu estilo. Como? É só programar a tela inicial dele e personalizando com os blocos dinâmicos em tempo real. Assim, o seu smartphone vai ganhar mais vida e estilo.

Para facilitar o uso do Lumia 630, os aplicativos que acompanham o aparelho já estão pré-instalados e assim é só começar a usar de forma imediata. Ou seja, você vai poder aproveitar os melhores recursos imediatamente.

Se quiser também, muitos outros aplicativos podem ser baixados por meio do Windows Phone. Quer ter muito espaço para armazenar as suas fotos e arquivos pessoais? O Nokia Lumia 630 conta com memória expansível de até 128 GB e, assim, espaço é o que não vai faltar para você. Certo?

Música é algo essencial no dia a dia. Qual o seu ritmo favorito? Não importa, você vai poder escutar as músicas que mais gosta através do Nokia Mixrádio que já vem pré-instalado. Depois é só você escolher entre as milhares de mixagens atualizadas ou personalizar da forma que gostar mais. Se preferir, você vai poder curtir o NokiaMixrádio até off-line.

Para deixar o design mais descolado do seu aparelho, você pode alternar as capinhas coloridas. Assim, aproveite para escolher qual a cor tem mais o seu estilo e combina com você!  

Por Babi

Foto: divulgação


Os Paulistanos e os moradores do estado de São Paulo podem desfrutar de pontos de WIFI em locais estratégicos. Com uma boa velocidade e um sinal agradável, a novidade se torna um ponto positivo, poupando assim o pacote de dados de operadoras de telefonia. Tantos projetos da Prefeitura paulista quanto do Governo Paulista trazem as conexões sem fio mais perto dos cidadãos.

O Programa WiFi Livre São Paulo é uma iniciativa da prefeitura para os cidadãos ficarem cada vez mais conectados. O mais legal de tudo isto é que não precisa de quaisquer tipo de cadastro. É só chegar, acessar e usufruir de um serviço municipal.

Tudo isso de graça, o que se torna mais vantajoso. A velocidade pode não agradar muitos, pois é de apenas 512 kbits/s, mas cumpre o que propõe. Uma conexão alternativa para acessar páginas da internet mais rápido do que conexões móveis.

Porém, em alguns lugares a velocidade chega próximo à 1 megabit por segundo, como é o caso do Pátio do Colégio e na Praça Benedito Calixto. As redes operam com até 60% de toda a capacidade.

Mas não são somente os da capital que podem aproveitar esta comodidade da era moderna. O programa Acessa São Paulo, uma iniciativa do governo estadual. São 99 pontos de acesso e 282 unidades em implantação. O Acessa São Paulo permite ao usuário que quiser usar o serviço é necessário realizar um cadastro e o tempo limite é de 30 minutos.

Segundo o programa, os usuários não podem realizar acesso a sites pornográficos. Isto coloca em desvantagem com o Wifi Livre São Paulo, por que o municipal permite acesso livre. Já o estadual limita quem quiser acessar, por um tempo determinado e ainda obriga ao cidadão fazer o cadastro.

A velocidade do Acessa São Paulo também é uma desvantagem, chegando a velocidade de 370 kbit/s contra mais de 500 do Wifi Livre São Paulo.

Por Leandro de Souza

Foto: divulgação


Na atualidade, vivemos em um mundo recheado de tecnologia, a mesma está presente em quase que tudo em nosso cotidiano. Dentre os aparelhos altamente tecnológicos que mais fazem sucesso na atualidade, um grande destaque fica por conta dos smartphones, isso mesmo, esses celulares bem mais avançados se tornaram extremamente populares e hoje são encontrados em todas as partes do mundo.

É importante ressaltar que várias empresas em todo o mundo atuam na fabricação e comercialização de smartphone, no entanto, poucas delas possuem destaque mundial. Dentre as principais marcas, podemos destacar a Sony, marca mundialmente conhecida e de enorme sucesso.

E para você que já é cliente da mesma, saiba que recentemente a marca anunciou o lançamento do novo Sony Xperia Z2, saiba mais a respeito dele na continuação desta matéria.

O Xperia Z2 é nada menos que o mais novo top de linha da Sony. O mesmo tem um foco especial na parte fotográfica. O smartphone é equipado com um sensor traseiro de 20,7 megapixels, dessa forma, sendo capaz de fazer vídeos em 4k (2160p) e gravações em câmera lenta em HD. O mesmo ainda possui uma câmera frontal de 2,2 MP especialmente para selfies e videochamadas em Full HD.

Além disso, o Xperia Z2 ainda conta com o sistema operacional Android 4.4.2 (KitKat) que vem acompanhado de recursos de edição e animação, que são voltados para fotografia.

Como já foi citado anteriormente, o modelo é um top de linha e, por isso, vem acompanhado de uma forte configuração interna. O seu processador é nada menos que um quad-core Snapdragon 801 de 2,3 GHz, possui 3 GB de memória RAM e 16 GB de armazenamento interno que ainda pode ser expandido por meio de cartão microSD até 128 GB.

Outro enorme destaque é quanto a bateria de 3.200 mAh além das conectividades Wi-Fi, 3 GB, Bluetooth, NFC e 4G.

O Xperia Z2 já se encontra disponível nas melhores lojas do país, principalmente em shoppings e lojas virtuais. O preço sugerido do mesmo é de R$ 2.599 e vem acompanhado de uma pulseira smartband.

Por Bruno Henrique

Foto: divulgação


Uma novidade tomou conta do mundo da tecnologia. É que a Lenovo, marca que vem crescendo cada vez mais, acabou de comprar, de adquirir a Motorola Mobility, que pertencia ao Google. A Lenovo fez essa aquisaçao para ficar ainda mais forte no mercado.

Na verdade, a empresa chinesa ficará, por conta da Motorola, com 6% do mercado mundial de Smartphones. Esses números, no entanto, são relevantes porque, a partir disso, as vendas da Motorola e da Lenovo ultrapassarão marcas potentes como Huawei e a LG. Seja bem como for, a Lenovo ficará atrás apenas da Samsung e Apple.

Pois bem, outro ponto relavante que podemos focar é, sem dúvida, nas palavras de Yang Yuanqing, chairman e CEO da Lenovo que, em entrevista transcrita na MeioMensagem, afirmou o seguinte: A Lenovo já provou sua capacidade de ser bem sucedida em incorporar e fortalecer grandes marcas, como fizemos com a marca iThink, da IBM.

Outra questão a ser levantada nesse fato, foi a postura da Google. Afinal de contas, a empresa, que havia comprado a Motorola, em 2011, pelo preço de US$ 12,5 bilhões, acabou de vender essa marca por US$ 2,91 bilhões.

A Google, por sua vez, deixou bem claro que fez isso porque está focando cada vez mais em outros sistemas, como o Android, que vem alcançando boas vendas. Por fim, para que o negócio possa ser concretizado, vale dizer que a situação precisa ser aprovada elas agências regulatórias de concorrência nos Estados Unidos e na China. 

Agora é esperar para ver o que essa mudança causará, em termos de impacto para o mercado de smartphones no mundo todo. No Brasil, com efeito, haverá sim algumas mudanças, sobretudo porque as marcas aqui citadas são muito bem requisitadas no mercado nacional de dispositivos móveis, tecnologias e gadgets de uma forma geral. 

A priori, o negócio parece ter sido bom para ambas as partes.

Por Juan Wihelm

Foto: divulgação


Se for para fazer uma retrospectiva de aparelhos celulares da última década, lembramos do nosso  primeiro modelo adquirido no final dos anos 90 e se compararmos ao atual modelo que se encontra cada vez mais próximo, veremos que a diferença ultrapassa o velho teclado macio e a tela touch que nos permite inúmeras opções em um toque.

Hoje a tecnologia nos deixa mais próximos dos nossos importantes contatos sejam eles virtuais ou não, e a agilidade ganha cada vez mais o destaque que exige que a modernização dos aparelhos não pare de crescer.  

O que será que o mercado reserva para os novos modelos de smartphones para o ano de 2014? Na CES 2014 houve alguns modelos "superatuais" que cogitaram o evento e prometem popularização mundial. Muitas novidades também devem chegar para acompanhar o mercado atual e umas das novidades que podemos esperar são: 

Telas curvas:

As telas curvas vão ganhar destaque com o design diferenciado que promete quebrar paradigmas, como já vimos em matérias anteriores. A LG já lançou o G Flex que também foi classificado na categoria tablet. O aparelho é produzido em plástico resistente e tem a tecnologia P-OLED. O display possui 6 polegadas, o que pode reforçar a sugestiva para a categoria tablet;

Display 2K:

Ainda é uma especulação, mas ao que tudo indica, a tecnologia 2K também está entre umas das novidades mais esperadas para 2014 em relação aos smartphones;

– Processadores de 64 bits:

A tecnologia é ideal para garantir a qualidade da tecnologia de imagem 2K (ou 4K). O upgrade deverá vir, contudo, este ano e atingir a grande maioria dos dispositivos.

São também cogitadas melhorias da memória RAM de armazenamento, baterias, evolução dos sistemas (exemplo iOS para o iPhone 6), assim como melhores resoluções para as fotos com câmeras cada vez mais potentes que vão garantir que  as fotos tenham proximidade maior com as de nível profissional e que recebam cada vez mais tratamentos especiais nos próprios dispositivos. 

Por Luciana Ávila

Smartphone com tela curva

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: