Primeiro smartphone da marca pode estrear no mercado ainda em março

Mais novidades estão surgindo nesse primeiro semestre de 2015 no mundo digital. A mais recente, e que tem chamado muita atenção, foi o fato da Vaio que, como já sabemos, atua como uma empresa independente da Sony, ter anunciado neste último dia 12 de março o seu primeiro smartphone.

Como não poderia deixar de ser, o dispositivo chega com o nome de Vaio Phone. Bom, como é algo ainda recente, vamos adiantar algumas coisas.

Mas quem acha que o aparelho é um concorrente de peso para os principais modelos do mercado, poderá se decepcionar. A verdade é que ele não estreia como concorrente do Galaxy Note 4 ou do iPhone, por exemplo, e sim como um dispositivo que traz uma configuração de hardware intermediária.

O que mais se sabe o aparelho?

O nosso gadget vai chegar ao mercado com um processador de 1,2 GHz. A tela do aparelho tem cinco polegadas com resolução em HD. Já de memória RAM são 2 GB.

Continuando com as características técnicas, ainda vamos ter 16 GB de memória interna, câmera de 13 megapixels e suporte para cartão micro SD. Para finalizar as descrições conhecidas até o momento, o aparelho vai rodar o sistema Android 5.0.

De acordo com informações divulgadas pelo site Engadget o aparelho recém-chegado não contará com nenhum aplicativo já pré-instalado – os bloatwares. Por sua vez, a Vaio se manteve em seu canto e não liberou muitos detalhes incluindo sobre qual será a marca do processador.

Ainda assim, as especulações em sites de notícias do setor continuam. Um exemplo é o caso do GSM Arena que sugere que o processador que deverá integrar o aparelho poderá ser um Qualcomm Snapdragon 410. A título de curiosidade, esse é o mesmo que integra o Moto E, produto da Motorola.

Com relação aos preços, algumas informações já são conhecidas. No Japão, por exemplo, ele sairá por 420 dólares.

A expectativa é de que o Vaio Phone faça sua estreia no mercado no dia 20 de março de 2015. Agora quando o aparelho deverá chegar aqui, ainda é uma dúvida.

Por Denisson Soares

Foto: divulgação


Os dias vão passando e estamos ficando cada vez mais perto do dia 1° de março. Essa data não tem nada de especial, mas foi o dia escolhido – até agora – pela Samsung para o anúncio oficial de seu novo e mais do que esperado Galaxy S6. Bom, há informações sobre o lançamento, mas a fabricante ainda nem confirmou se o nome será esse mesmo.

– O que se sabe?

Premium, essa deverá ser uma das palavras mais usadas para se falar do Galaxy S6. Para entender um pouco o porquê disso, vamos começar pela carcaça do aparelho. Agora ela é de metal. Isso quer dizer que aquele visual tradicional, com o famoso estilo plástico e, consequentemente, menos premium, foi deixado de lado.

Juntando as peças liberadas pela Samsung em outro teaser, a fabricante dá a entender que o aparelho “não deve ter quase bordas”. Outro detalhe que chama a atenção aqui é o fato de que a mesma deverá ser livre de reflexos. E tem mais: o display parece ser curvo. Ao menos é isso que se percebe com uma olhada bem atenta ao vídeo da marca.

Nesse mesmo vídeo que sugere que a tela será curva, ainda é possível captar outras informações. Por exemplo, há uma clara especulação em relação a cores mais vivas. Isso pode querer dizer que a fabricante pode ter mexido na resolução das imagens ou na paleta de cores.

– Os segredos

A companhia sul-coreana não dá de jeito nenhum informações precisas sobre o dispositivo. O que a Samsung está fazendo é uma espécie de pescaria. Constantemente a empresa tem soltado diversos teasers sobre o aparelho.

Em ocasião anterior, ela resolveu mostrar o dispositivo de “perfil” com o claro objetivo de deixar mais do que evidente a pouca espessura do aparelho e também as mudanças em seu design. Mas, recentemente, foi liberado outro teaser que faz um belo serviço de propaganda para a câmera do dispositivo, colocando a mesma em um patamar “lá nas alturas”.

De qualquer maneira, vale lembrar que são apenas especulações. Os vídeos não permitem que se tire uma informação com toda a certeza. De resto, o jeito é esperar pelo evento Galaxy Unpacked, que coincidirá com a abertura da MWC 2015 na Espanha, quando, enfim, a Samsung matará a curiosidade de todos.

Por Denisson A. Soares

Foto: divulgação


Você pensou que o antigo e saudoso walkman havia morrido, certo? Errado! Essa semana, a Sony surpreendeu a todos durante a CES (Consumer Electronics Show), feira de tecnologia em Las Vegas, nos Estados Unidos. A empresa japonesa de tecnologia anunciou durante o evento o seu mais novo gadget, o NWZ-ZX2, lançado através de sua linha de players de música, a subsidiária Walkman.

Sem preço ainda estabelecido, está sendo especulado no mercado de tecnologia, de acordo com o portal especializado The Verge, que o valor ficará em torno de 1.120, se comprado nos Estados Unidos. A previsão para a terra do Tio Sam é que o produto chegue às lojas entre março e junho ainda deste ano.

Na parte técnica, o produto não vem com nada muito mirabolante, porém possui configurações interessantes: segundo a própria Sony, a bateria deve durar até 60 horas. Com possibilidade de compartilhamento via Wi-fi e Bluetooth, o produto tem capacidade de 128GB de armazenamento, e tem reconhecimento/compatibilidade com os formatos WMA, MP3, e outros mais populares.

Em 2014, a marca japonesa comemorou o aniversário de 35 anos do lançamento do primeiro Walkman, com o modelo TPS-L2, que reproduzia fitas cassete e era alimentado com duas pilhas modelo AA.

Esse primeiro modelo foi vendido inicialmente por 150 dólares nos Estados Unidos, e, em apenas dois anos, chegou a vender mais de 1,5 milhão de unidades.

Indiscutivelmente, qualquer modelo de walkman foi uma febre, principalmente entre os jovens. Ele pode ser considerado um produto revolucionário, uma vez que, na época de seu lançamento, havia apenas os aparelhos de som gigantes para os padrões de hoje.

Mas, com a era digital, o walkman foi perdendo espaço para outros tipos de reprodutores portáteis de música, como o próprio discman, que ao invés de reproduzir fitas cassete, reproduzia discos de CD.

Será que agora o walkman voltará a fazer a cabeça dos jovens?

Por Felipe Villares

Foto: divulgação


A Samsung já aparentou que deseja investir de forma intensa no modelo de dispositivos topos de linha, como o Galaxy Alpha. Outro detalhe que mostra como é verdadeiro esta aposta da empresa é o fato de ser possível que sejam anunciados mais três smartphones para esta linha, que são o Galaxy A3, o Galaxy A5 e o Galaxy A7.

Os aparelhos deste ramo possuem características com peças finas e de grande valor para a fabricação. Galaxy Alpha possui uma carcaça com componente de uma peça metálica no lugar do plástico padrão que forma a maior parte dos dispositivos da empresa.

O modelo Galaxy A3 poderá ter seu valor na faixa de R$ 350 a R$ 400. O Galaxy A5, por sua vez, será recebido nas lojas peço preço de R$ 1.699, entretanto, ele terá detalhes que o farão alcançar um patamar mais nobre.

Embora não tenha mais argumentos, pode-se dizer que o modelo Galaxy A7 será o dispositivo com funcionalidades mais qualificadas, comparando-se os três aparelhos da empresa sul-coreana.

De acordo com o site SamMobile, o modelo Galaxy A7 poderá ser divulgado somente em países determinados. As notícias restritas não identificaram se o dispositivo possuirá uma tela Full HD (1920 x 1080 pixels) com 5,5 polegadas.

A Corning divulgou na última terça-feira (9) que o aparelho pioneiro nas lojas a possuir um display com a tecnologia Gorilla Glass 4 está presente para ser adquirido em alguns locais do mundo, onde pode-se citar o Brasil. Fabricado pela Samsung, o modelo Galaxy Alpha possui um vidro hiper-resistente com apenas 0,4 milímetros de espessura, que o livra de danos caso ele caia acidentalmente ou tenha arranhões.

Atualmente, a tecnologia Gorilla Glass é a linha da categoria mais utilizada por desenvolvedores em todas as partes do mundo.

Por Felipe Couto de Oliveira

Foto: divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: