Conheça aqui mais detalhes sobre os novos smartphones 2019 da Samsung.

Há muitos anos, o mercado de celulares busca alcançar e superar o iPhone em diversos quesitos. Temporadas após temporadas e a evolução tecnológica parece proporcionar uma corrida armamentista na disputa pelo trono de melhor aparelho do ano. E parece que o “detonador de iPhones” chegou mais cedo do que pensávamos.

É que no dia 20 de fevereiro, a Samsung apresentou as suas novidades para a linha S, tradicional por suas configurações de gama alta, se tornando uma referência no mundo Android. Neste ano são três variantes com novidades que empolgaram o público em geral.

Das três, a que mais impressiona é o Galaxy S10 Plus, que apresenta tudo o que a Samsung pode oferecer ao consumidor. Apesar das três variantes apresentarem mais semelhanças do que diferenças, são nas mínimas configurações que a versão Plus se sobressai.

Confira o que cada um oferece abaixo

Galaxy S10E

Começamos pela versão mais simples, com o prefixo E no final. Segundo a Samsung, a letra significa "essencial". É o que a sul-coreana acredita que é essencial, sem fugir de uma configuração que quer se sobressair das demais.

A tela segue o padrão de seus irmãos mais "sofisticados", com um pequeno lugar abrigando a câmera. O resto do aparelho é display, com aproveitamento quase total. São 6GB ou 8GB de memória RAM, acompanhado do armazenamento de 128GB ou 512GB dependendo da variante. Pelo desempenho pouco muda já que o processador embarcado neste é o mesmo do S10 e S10 Plus: Exynos 9820 no modelo global (versão que deve chegar ao Brasil) e Snapdragon 855 em alguns mercados selecionados.

Na traseira foram equipados dois sensores e na parte da frente apenas um sensor. Ambos possuem a possibilidade de gravação em resolução 4K, com possibilidade de efeitos de profundidade. Na parte lateral, em seu botão de liga/desliga, um sensor de digitais completa o pacote.

O que mais impressiona por aqui é que ele não aparenta ser uma versão mais simples, porém, algo que quem não gosta de telas pequenas ou que não quer gastar muito poderá optar.

Galaxy S10

O Galaxy S10 traz alguns elementos da versão E e também da Plus. O aproveitamento da tela salta aos olhos com a parte frontal recebendo poucas bordas, muita tela e um pequeno espaço para o sensor da câmera (apenas uma lente). A lateral é levemente curvada, remetendo ao modo Edge, seguindo a tradição das edições anteriores.

A tela também recebeu tratamento especial, já que ela aproveita as novas tecnologias da Samsung. Um ponto bastante positivo é a inserção do sensor de digitais por baixo da tela, uma inovação vista de forma tímida em alguns celulares chineses, mas que agora chega as grandes massas. Segundo a Samsung, o que diferencia seu sensor dos demais é que este tira uma foto 3D da digital, aproveitando-se do recurso ultra sônico.

A variante disponível para o usuário será a de 8GB de RAM, sendo que o processador é o mesmo do modelo Exynos 9820 (no modelo global, versão que deve chegar ao Brasil) e Snapdragon 855 (em alguns mercados selecionados). O armazenamento interno será de 128 GB e 512 GB. O conjunto de câmeras neste modelo mostra uma diferença da versão citada anteriormente. Por aqui são três sensores na parte traseira e um na parte frontal.

S10 Plus

O modelo Plus da família S10 traz aquilo que a Samsung acredita ser o máximo de desempenho.

Serão duas opções: 8GB ou 12GB de memória RAM, com armazenamento de 128 GB, 512 GB ou 1TB (1000 GB), sendo o mesmo processador dos outros aparelhos (Exynos 9820 no modelo global, versão que deve chegar ao Brasil) e Snapdragon 855 (em alguns mercados selecionados).

Na parte de câmeras, três sensores na parte traseira e dois na frontal completam o produto. Futuramente, uma versão 5G deverá desembarcar.

Preços e disponibilidade

No mercado internacional os modelos já entraram em pré-venda. O S10E chega por preços de 750 dólares e 850 dólares. O S10 por valores de 900 dólares e 1.150 dólares. E o modelo Plus em 1.000 dólares, 1.250 dólares e 1.600 dólares.

No Brasil a data ainda não foi divulgada, mas acredita-se que os modelos chegam em março. Ainda não se sabe sobre valores que serão praticados.

Por Leandrinho de Souza


Parceria entre empresas irá trazer Pocophone F1 e Redmi Note 6 ao Brasil.

Já pensou em poder adquirir um smartphone que antes era comercializado somente no mercado estrangeiro e era a maior burocracia para ser trazido para o Brasil? Isso mesmo, agora será possível! Hoje vamos falar um pouquinho a respeito da parceria realizada entre a DL e a Xiaomi, para incluir no mercado brasileiro dois de seus principais modelos de smartphone.

Os aparelhos que já faziam sucesso antes mesmo de serem incluídos no mercado de vendas brasileiro, chegaram para ampliar ainda mais as possibilidades de compra de usuários de smartphones.

Então se você está curioso para saber um pouco mais sobre quais os modelos que serão comercializados, quais as lojas que poderão vender e o preço estipulado para cada um dos modelos, acompanhe o artigo até o final.

Saiba mais sobre a parceria da DL e da Xiaomi

Os inúmeros fãs dos smartphones da Xiaomi estão eufóricos. Isso porque muito em breve, poderão comprar alguns aparelhos da marca oficial aqui mesmo no Brasil. Este ano a Anatel homologou os modelos Pocophone F1 e o Redmi Note 6, que até então não poderiam ser comercializados no mercado brasileiro. Porém, a Xiaomi não realizou nenhum pronunciamento a respeito até o presente momento.

A notícia foi dada pela DL, que enviou uma nota informando que os modelos desses dispositivos iriam poder ser comercializados no mercado nacional. Alguns pontos de vendas já foram divulgados, são eles: o Eletro Shopping, Insinuante, Ricardo Eletro e City Lar.

Como é algo muito recente, ainda não se tem muitas informações, como o preço, por exemplo, que ainda não foi divulgado pela DL, o motivo é que ainda estão em fase de negociação com os varejistas. Mas a noticia boa é que o prazo para que a negociação seja findada e esses aparelhos sejam colocados à venda é até a semana que vem.

Saiba um pouco mais sobre os smartphones de Xiaomi

Pocophone F1

O Pocophone F1 foi lançado no ano de 2018 e caiu nas graças dos usuários mais exigentes, ou seja, a qualidade é indiscutível. Uma das aplicações responsável por deixar esse modelo tão famoso é a configuração de um Flagship que possui um preço acessível a maioria de seus usuários.

Veja agora uma lista mais detalhada com as características do Pocophone F1:

  • Sistema Operacional – Poco UI (Android Oreo 8)
  • Processador – Snapdragon 845 64-bit octa-core 2.8 GHz
  • Bateria: 4.000 mAh
  • GPU: Adreno 630
  • Tela: 6.18” IPS 1080 x 2248 pixels
  • RAM: 6 GB
  • Câmera frontal: 20 MP
  • Armazenamento interno: 64 GB/ 128 GB
  • Câmera traseira: Câmera dupla com 12 MP e flah dual-LED

Redmi Note 6

Já o Redmi Note 6 é indicado para quem usa o celular durante grande parte do dia, já que ele é perfeito para realizar todas as suas atividades diárias. As suas principais características é a câmera maravilhosa e a duração da bateria, que pode chegar a durar o dia todo. Outro ponto chave do Redmi Note 6 é que ele possui um processador capaz de rodar os aplicativos sem ficarem travando.

Confira a listagem com as principais características do modelo Redmi Note 6:

  • Sistema Operacional: MIUI 10 (baseado no Android 8.1)
  • Bateria: 4000 mAh
  • Câmera frontal: 20 MP + 2MP
  • Câmera traseira: 12 MP + 5 MP
  • Armazenamento interno:64 GB
  • RAM: 4 GB
  • GPU: Adreno 509
  • Processador: Snapdragon 636 64-bit
  • Tela: 6.26″ IPS 1080 x 2160 pixels

E isso não é tudo, já que a DL garantiu que esses dois modelos são apenas o passo inicial de sua estratégia de venda em parceria com a Xiaomi, tenha certeza que nos próximos meses serão lançados novos modelos para serem comercializados aqui no Brasil. Então fique ligado para saber sobre as novidades e se realmente mais modelos serão comercializados aqui no país, afinal, é sempre bom contarmos com mais opções e variedades quando o assunto é tecnologia e usabilidade.

Anderson Jacinto Luiz





CONTINUE NAVEGANDO: